Judiciário

Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 03h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

RONDONÓPOLIS

Pátio tem contas da campanha de 2008 rejeitadas pelo TRE

   Por unanimidade, os membros do Tribunal Regional Eleitoral consideraram irregulares as prestações de contas do prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (PMDB), durante a sessão nesta quarta (10). Ao fazer a defesa oral do parecer pela desaprovação dos balancetes, o procurador Thiago Lemos de Andrade alegou que o peemedebista não conseguiu comprovar a doação de R$ 155 mil em recursos próprios para campanha. “Aí começam as perplexidades, dúvidas e situações estranhas”, alertou o representante do MPE.

   Segundo ele, o único rendimento declarado por Pátio era a remuneração do cargo de deputado estadual. Ao ser indagado sobre a procedência do dinheiro da campanha, o prefeito anexou ao processo cópias de contratos de empréstimos, um deles com a cooperativa de crédito da própria Assembleia, no valor de R$ 95 mil. O peemedebista também sustentou ter emprestado R$ 50 mil de uma pessoa física.

   Os valores foram depositados em espécie na conta de campanha, apesar da resolução do TSE determinar que o procedimento seja feito mediante transferência bancária ou a partir de cheques. “O candidato é expressamente proibido de fazer depósito em espécie, isso só é permitido a terceiros e empresas a fim de evitar brecha jurídica para triangulações”. Para o procurador, a justificativa mais plausível é de que a candidatura de Pátio foi financiada por doadores ocultos, o que é vedado pelo TSE.

   O curioso é que o peemedebista possui conta bancária na cooperativa de crédito da AL, mas optou por sacar R$ 95 mil em espécie, em vez de efetuar a transferência bancária para a conta de campanha. “O candidato não só violou, mas o fez de forma estranha. Obteve empréstimo de uma cooperativa onde era cliente, mas não transferiu o dinheiro. Ele sacou o cheque na boca do caixa. Preferiu levar os R$ 95 mil, com todos os riscos, até a outra agência”, frisou.

   O procurador também argumentou que houve gasto ilícito de recursos mediante distribuição de camisetas para propaganda eleitoral. Na defesa, Pátio reconheceu que mandou confeccionar 2.857 uniformes para fiscais e delegados do PMDB e partidos aliados. “Contudo, o número de pessoas que trabalhou para ele é consideravelmente inferior ao de camisetas confeccionadas. Inclusive sobraram 430, o que caracteriza a distribuição para propaganda eleitoral e, por consequência, o gasto ilícito”. Conforme o MPE, Pátio também deixou de declarar gastos com marmitas. “Há provas testemunhais de que uma pessoa forneceu alimentações, mas isso não foi declarado”.

   O relator do recurso no TRE, Eduardo Jacob, acolheu os argumentos da procuradoria e votou pelo improvimento do recurso. Tiveram o mesmo entendimento o desembargador Rui Ramos Ribeiro e os juízes-membros Adverci Rates de Abreu,Sebastião Arruda, Samir Hammoud e José Zuquim. Mesmo perdendo nas duas primeiras instâncias, Pátio ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • PEDRO DA ROÇA | Sexta-Feira, 12 de Fevereiro de 2010, 08h30
    0
    0

    PEDRO DA ROÇA, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • MARCOS | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 18h13
    0
    0

    começou a perseguição...

  • Anibal | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 16h20
    0
    0

    Anibal, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Augusto | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 12h43
    0
    0

    CAIU A SUA MASCARA EM PATO,CAIU COMO UM PATO!!!

  • mario | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 10h15
    0
    0

    eta politicos situacaes estranha para nao dizer roubo mesmo tem meter na cadeia ladrao porque so vai pobre para mata grande tem que ir politicos mais quem junga estes elemento sera que sao de confinca

  • timoneiro | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 08h46
    0
    0

    chora nao ze cebola,daqui a pouco wilson pinoquio estara te consolando com seus direitos politicos tambem cassado,que ele wilson pinoquio tambem esta na berlinda aqui em cuiaba,e ja esta perdendo por 3x2.

  • Carlos henrique | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 08h05
    0
    0

    Se for para o Superior Tribunal Federal ele já perdeu.

  • Deva | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 08h01
    0
    0

    Os esqueletos querem sair do armário...ninguém pode se manter no poder na República sozinho, contra tudo e contra todos. Faltou-lhe postura de Estadista nobre prefeito. Agora guenta...

  • José | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 07h48
    0
    0

    Isso é uma injustiça... cadê as contas do sachetti? Aqueles 4 milhoes em MPE; As contas do Zé foram aprovadas pela polícia federal que investigou a sua vida de "cabo a rabo" e não encontraram nada, e o TRE fica colocando problema onde nao tem. Mas lá no supremo vai dar tudo certo, podem aguardar.

  • valeria | Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2010, 07h44
    0
    0

    Isso e para você aprender que no lugar de vc sair de Rondonopolis para ir a Cuiabá puxar saco de Wilson pinoquio, tem que ir trabalhar, por que foi para trabalhar que você foi eleito, abre os olhos você esta se afundando aos poucos.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...