Judiciário

Terça-Feira, 09 de Julho de 2019, 09h:21 | Atualizado: 09/07/2019, 18h:35

PGR pede que Justiça de MT acompanhe cumprimento da delação de Alan Malouf

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, emitiu parecer pedindo que a 7ª Vara Criminal de Cuiabá fique responsável por acompanhar o cumprimento do acordo de colaboração premiada fechado pelo empresário Alan Malouf. O pedido foi feito em 3 de julho ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio, responsável por homologar o acordo.

Gilberto Leite/Rdnews

Alan malouf_gilberto leite (6).jpg

Alan Malouf, após ser apontado como líder de esquema, entregou a participação de Taques 

O empresário delatou esquema de corrupção na secretaria de Estado de Educação (Seduc) para pagar dívidas de caixa 2 da campanha do ex-governador Pedro Taques (PSDB) em 2014. Ele ainda citou outros esquemas do governo tucano, como pagamentos feitos “por fora” para secretários que vinham da iniciativa privada.

Em sua delação, Malouf citou possíveis crimes ligados a, além de Taques, ao ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e ao ex-deputado estadual e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Guilherme Maluf (ex-PSDB).

Malouf foi condenado em 1ª instância a 11 anos, um mês e 10 dias de prisão em regime fechado. Em uma apelação contra a condenação feita ao desembargador Rondon Bassil Dower Filho, o Ministério Público Estadual (MPE) deu parecer contra a concessão de perdão judicial e outros benefícios previstos no acordo de colaboração.

Em 28 de maio, o ministro Marco Aurélio declinou a competência da delação para a Justiça estadual em razão da perda do foro privilegiado dos políticos envolvidos. A PGR, então, se posicionou pelo acompanhamento por parte da 7ª Vara Criminal, onde Malouf responde a ações criminais no âmbito da Operação Rêmora. Dodge ainda ponderou que o STF é quem deve decidir sobre eventuais conflitos, em especial aqueles relacionados à efetividade das provas entregues pelo delator.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Reconhecimento de um governo ruim

pedro taques 400   Pedro Taques (foto) recorreu a uma observação feita pela mãe, professora Eda Taques, de que fora melhor senador do que governador. No horário eleitoral, o candidato ao Senado, agora pelo SD, menciona a frase da mãe para, em seguida, dizer que reconhece que sua atuação em...

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

MAIS LIDAS