Judiciário

Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 15h:53 | Atualizado: 01/12/2020, 07h:40

Presidente eleita do TJ condiciona novas vagas de desembargador a duodécimo

Reprodução

Desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas

A desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas foi eleita presidente do Tribunal de Justiça e se tornará a segunda mulher a chefiar o Judiciário

A presidente eleita do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas, condicionou a nomeação de nove novos desembargadores ao duodécimo a ser repassado a partir de 2021 pelo Executivo. As vagas foram criadas por emenda constitucional aprovada pela Assembleia em agosto, mas ainda não tiveram andamento interno no Judiciário.

Maria Helena foi eleita em 26 de novembro e chefiará o Judiciário em 2021 e 2022. Ela sucede o desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, que foi barrado em sua tentativa de reeleição por decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Das nove vagas criadas, duas são do quinto constitucional, a serem indicadas pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pela seccional de Mato Grosso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT). A previsão de orçamento do tribunal é de R$ 1,4 bilhão na Lei Orçamentária Anual (LOA).

A prioridade para preenchimento de qualquer vaga é a receita para poder bancar essa despesa. Então, nós estaremos avaliando se, de acordo com o duodécimo que nos for repassado pelo Poder Executivo, isso é possível e como

Maria Helena Póvoas

“A prioridade para preenchimento de qualquer vaga é a receita para poder bancar essa despesa. Então, nós estaremos avaliando se, de acordo com o duodécimo que nos for repassado pelo Poder Executivo, se isso é possível e como. Se possível de uma só vez, de forma escalonada, enfim, precisamos ter uma visão de como está a situação do duodécimo que aportará ao Judiciário”, declarou.

A desembargadora disse, contudo, que as vagas de desembargador não são a prioridade número um de sua gestão. Ela pretende dar andamento ao concurso de juízes, que está em andamento. Originalmente, apenas nove magistrados seriam nomeados, mas o número pode chegar a 25 para suprir o déficit de juízes no interior do Estado.

“É claro que vamos conversar com todos os poderes, não só com o governador. Sabemos que a LOA está em tramitação na Assembleia, e logicamente precisamos conversar com o chefe daquele Poder. O Poder Judiciário não é arrecadador, o único que arrecada é o Poder Executivo, mas o Judiciário precisa trabalhar com transparência, harmonia e respeito com os demais Poderes constituídos para mostrar que precisamos ter condições para entregar a prestação jurisdicional de maneira célere”, disse.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Geraldo | Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020, 15h51
    4
    0

    Tem liberar os precatórios dos aposentados principalmente. Tem vários Estados que estão liberando.

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.