Judiciário

Sexta-Feira, 12 de Abril de 2019, 14h:57 | Atualizado: 12/04/2019, 15h:52

Réus julgados em abril por crimes dolosos contra a vida acabam condenados no Júri

forum de cuiab� 680

 

Nos primeiros 10 dias do mês abril, foram realizadas três sessões do Tribunal do Júri em Cuiabá, que resultaram na condenação dos réus em 100% dos casos. Marlon Vinícius Guimarães Dias, Renan Antônio do Nascimento e Carlos José Galiano da Silva foram considerados culpados pelo Conselho de Sentença e condenados, respectivamente, a 14 anos e seis meses, 15 anos, e sete anos e seis meses de reclusão. O promotor de Justiça Vinícius Gahyva Martins foi o responsável pela acusação nos dois primeiros julgamentos, enquanto o terceiro ficou a cargo do promotor de Justiça Samuel Frungilo.

Marlon Dias foi julgado e condenado no dia 1ª de abril pelo homicídio qualificado (motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima) de Igor Silva de Abreu, ocorrido em março de 2015, no bairro Bela Vista. Segundo a denúncia, a vítima foi morta a tiros pelo acusado, por vingança, uma vez que Igor teria participado do homicídio de um amigo de Marlon meses antes. Eles eram conhecidos um do outro por serem usuários de drogas.

Renan Nascimento foi a júri no dia 4 de abril, pela morte a facadas de Cristian Rodrigues, no terminal de ônibus do bairro CPA I, em julho de 2014. Conforme o Ministério Público, o crime foi motivado por ciúme excessivo do réu pela ex-namorada Polyanna Leoncio de Souza Freitas, que estava iniciando um novo relacionamento com a vítima. Renan e Polyanna namoraram durante um ano e seis meses e terminaram o relacionamento uma semana antes do fato.

Ao tomar conhecimento de um possível novo relacionamento da ex-namorada, o denunciado telefonou para ela no dia do crime dizendo que não estava se sentindo bem e pediu que Polyanna fosse encontrá-lo no terminal de ônibus. Ao conversarem, a jovem disse ao réu que não queria a reconciliação, inclusive porque já estava interessada em outra pessoa. Na sequência, Renan disse que iria embora, mas permaneceu no local, escondido, e presenciou o encontro da ex-namorada com a vítima.

Quando Cristian foi ao banheiro, Renan, que estava munido de uma faca, o seguiu e desferiu três golpes na vítima, no interior do sanitário público, provocando-lhe a morte em razão da gravidade dos ferimentos. O acusado foi preso em flagrante.

No dia 5 de abril, Carlos da Silva foi condenado pela tentativa de homicídio de César Augusto Magalhães, ocorrida em setembro 2009, no bairro Bosque da Saúde. O crime não foi consumado porque a vítima conseguiu socorro e foi encaminhada a um hospital. De acordo com as provas colhidas na instrução processual e reafirmadas em plenário, o réu planejou minuciosamente a execução do delito. César relatou que Carlos lhe telefonou inúmeras vezes se passando por cliente interessado em serviços advocatícios.

No dia do crime, chegaram a marcar uma reunião no escritório da vítima, mas o acusado não compareceu, provavelmente por receio de haver câmeras de segurança instaladas no local. Horas depois o réu ligou acertando novo endereço para o encontro, onde Carlos o recebeu armado. Após desferir três disparos contra a vítima, certo de que teria matado César Augusto, o acusado fugiu.

As sessões previstas para os dias 2 e 9 foram redesignadas. A pauta de abril conta ainda com mais nove júris. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Selma retribui elogio de Sérgio Moro

selma arruda curtinha   A senadora Selma Arruda (foto), que foi elogiada e utilizada como exemplo pelo ministro da Justiça  na CCJ do Senado, fez questão de expressar solidariedade a Sérgio Moro.  O ministro  está na defensiva desde que o site The Intercept começou a publicar supostas conversas com...

Cotia também quer disputar Cáceres

cotia curtinha   Surge mais um pré-candidato a prefeito de Cáceres, além dos três aliados do prefeito Francis Maris e de outros cinco pretendentes pela oposição. Trata-se de Renancildo Soares França, o Cotia (foto), filiado ao PSD. Ex-assessor do ex-federal Pedro Henry, do ex-vice-governador...

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.