Judiciário

Quarta-Feira, 04 de Dezembro de 2019, 10h:00 | Atualizado: 04/12/2019, 10h:23

Se Selma julgasse a si mesma, como juíza a condenaria, dispara ex-ministro Cardozo

O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, que atua como advogado de defesa de Carlos Fávaro (PSD) nos recursos contra a senadora Selma Arruda (Podemos), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse durante sustentação oral do julgamento do recurso na noite desta terça (3), que se Selma fosse juíza do caso em que é investigada, certamente a teria condenado e, inclusive, decretado uma prisão preventiva.

“Nem mesmo o cidadão médio pode dizer desconhecer a lei. Agora uma juíza de direito não conhece a lei? Não. A juíza Selma até condenaria a investigada Selma e até decretaria uma prisão preventiva. Pouco importa a conduta da juíza como senadora, se é a favor da Lava Toga, ou contra a corrupção, houve burla ao processo eleitoral”, pontuou Cardoso.

Rodinei Crescêncio

Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justi�a, faz a defesa de Carlos F�varo

Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justiça, faz a defesa de Carlos Fávaro no processo contra senadora Selma Arruda

O ex-ministro argumentou ainda que as provas contra Selma são densas e apontam que 72% do valor gasto pela juíza aposentada durante a campanha e pré-campanha são provenientes de Caixa 2.

“Basta olhar os depósitos que foram feitos. A defesa da suplente confessa caixa 2. O 1º suplente, paga despesas de campanha pela sua conta, não passa pela contabilidade. Durante a campanha também teve caixa 2. Selma queimou a linha de largada e tinha todo o seu material pronto. Ela feriu a isonomia - R$ 2,9 milhões foram gastos. São 72,29% dos gastos como caixa 2. É um escândalo”.

Cardoso apontou ainda que a escolha de Possamai para 1º suplente de Selma ocorreu para financiar a campanha.  “Selma escolheu um suplente endinheirado para pagar campanha. O contrato de empréstimo de R$ 1,5 milhão foi simulado, caracteriza origem ilícita de recursos. Esse dinheiro desse tal empréstimo ensejou pagamento de despesas eleitorais, de produção de material de campanha. A prova dos autos é avassaladora. O material é de campanha”, pontua.

A sustentação oral foi compartilhada com o advogado Sérgio Ferreira Vitor,  que em nome do PSD, defendeu que até que sejam realizadas novas eleições, Carlos Fávaro, que ficou em 3º lugar nas eleições ao Senado em 2018, assuma a vaga a ser deixada por Selma, até serem realizadas eleições suplementares.

O relator do processo, ministro Og Fernandes, deu voto pela cassação do mandato de Selma e do primeiro suplente, Gilberto Possamai, além de torná-los inelegíveis por oito anos. A posição do relator também foi por cassar o mandato de Clerie Fabiane, terceira suplente.

Fernandes ainda entendeu que devem ser convocadas novas eleições para o Senado em Mato Grosso, sem que Carlos Fávaro assuma o mandato de maneira temporária. O julgamento deve ser retomado na próxima terça (10).

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Zózimo | Quinta-Feira, 05 de Dezembro de 2019, 00h38
    1
    0

    Muito interessante: se a juiza Selma julgasse a Senadora Selma ela a condenaria, forte demais, parabéns ao juiz relator.

  • JOSE | Quarta-Feira, 04 de Dezembro de 2019, 22h47
    0
    2

    PETRALHA

Matéria(s) relacionada(s):

Acerto pra Pivetta se filiar ao Podemos

alvaro dias curtinha   Mais uma demonstração de que o senador Álvaro Dias (foto), líder do Podemos no Congresso, está ignorando a pré-candidatura ao Senado do seu próprio colega de partido, deputado José Medeiros. Álvaro já acertou com Pivetta apoio na disputa à...

Critério para definir candidatura em VG

fabio tardin 400 curtinha   O presidente da Câmara de Várzea Grande e filiado ao DEM, Fabinho Tardin (foto), sonha com a cadeira de prefeito, mas não tem apoio dos Campos para concorrer à sucessão municipal. Como Lucimar Campos não pode buscar o terceiro mandato seguidamente, o grupo liderado pelo senador...

Prefeito de Lacerda, projeto e derrota

alcino curtinha 400 pontes e lacerda   O prefeito de Pontes e Lacerda, Alcino Pereira Barcelos (foto), resolveu dar de ombro para a Câmara Municipal sobre um projeto de grande alcance social e perdeu feio na queda-de-braço. Contrariando a vontade do prefeito, os vereadores aprovaram a proposta, apresentada pelos colegas Pedro Vieira e...

MPE antes e depois de Maluf no TCE

jose antonio borges 400 curtinha   Antes, membros do MPE fizeram esforço para impedir a nomeação de Guilherme Maluf como conselheiro do TCE, sob argumento de que não detinha notório saber jurídico, contábil, econômico e financeiro e ainda carrega vários processos judiciais nos ombros....

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.