Judiciário

Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 09h:55 | Atualizado: 20/01/2021, 12h:13

Seca no Pantanal está ligada à pecuária e soja, e MPE cita inércia da Sema no caso

Uma das principais causas da seca que assola a Baía de Chacororé, no Pantanal, é a drenagem para o plantio de soja e pecuária. É o que diz a promotora de Justiça Ana Luiza Peterlini, que vem alertando, pelo menos há dois anos, sobre o risco de extinção de áreas do bioma. Depois dos incêndios florestais do ano passado, que devastaram mais de 30% do Pantanal, a seca avança sobre um dos pontos turísticos e históricos, a Baía de Chacocoré.

Gcom-MT

Sec. de Meio Ambiente Ana Luiza Peterlini (3).jpg

A promotora de Justiça Ana Luiza Peterlini acompanha alerta para a situação do Pantanal 

“A drenagem de áreas extensas do Pantanal para serem usadas na agricultura e pecuária é um fator preocupante que tem relação com a seca. Claro que não é o único, são vários outros, mas um deles é sim a drenagem das águas, próximas à nascente do rio Cuiabá. A gente tem lutado para evitar isso, em Mimoso, por exemplo, a situação é grave”, alertou em entrevista ao .

A promotora move três inquéritos civis sobre o caso e tem feito recomendações. Na última das quatro notas recomendatórias à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), ainda em julho do ano passado, Peterlini alertou sobre o avanço da agropecuária na região e reclamou do descaso do órgão ambiental em evitar o desastre que se estenda por outras áreas úmidas.

“Mas não é só. O órgão ambiental estadual aponta, claramente, inúmeras degradações que vem ocorrendo nas áreas úmidas do Estado, apontando a existência de diversos estudos e relatórios técnicos pela própria Sema e parceiros, não havendo, portanto, mais razão para a inércia do órgão ambiental”, diz trecho do documento.

Especificamente sobre a Baía de Chacocoré, ela conta que os alertas não faltaram e o Governo do Estado chegou a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), ainda em 2011, mas não cumpriu com o acordo.

Marcos Vergueiro/Secom-MT

Visita da Sema na Baía de Chacororé

Servidores da Sema constatam seca no Pantanal de MT durante o período das chuvas 

“Além da agropecuária, que reduz o estoque de água com as drenagens, ali na baía de Chacororé também temos problemas por causa da estrada, a MT-040 que foi construída sem canais de escoamento e ela interrompeu o fluxo de água. Podemos falar ainda das manilhas acima do aterro, os corixos fechados e muito lixo que vem da região metropolitana e desce pelo Rio Cuiabá”.

Mas não é só a região mais conhecida do Pantanal que sofre. O relatório mostra ainda que as áreas úmidas do Araguaia estão sob risco de extinção. “Assim como o Pantanal, o Araguaia todo foi drenado para a agricultura. Algumas recomendações a Sema até tem cumprido, mas tem que avançar muito ainda”.

O problema das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) chegou a ser cogitado por deputados da Assembleia como fato chave para a seca. Mas, segundo os estudos que o Ministério Público do Estado (MPE) tem acompanhado nos últimos 10 anos, apesar do impacto dos empreendimentos, a situação é mais crítica quando se olha para o avanço da agricultura nessas áreas durante o mesmo período.

“As PCHs contribuem sim com a seca, como em Jauru cujos rios que alimentam o Pantanal têm uma PCH atrás da outra que reduz o volume de água”.

Visita técnica e orçamento

Diante da seca na região da Baía de Chacocoré no auge do período chuvoso, quando o local costuma ter abundância de água, representantes do Executivo e Legislativo realizaram uma visita técnica na região da baía de Chacororé na semana passada. O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM), chegou a falar que barragens clandestinas seriam a causa da seca, mas não citou o avanço da soja no Pantanal.

Em janeiro, a AL aprovou a Lei Orçamentária Anual (LOA) e das mais de 300 emendas propostas, apenas uma, de autoria de Lúdio Cabral (PT), prevê a destinação de R$ 5 milhões para a Sema.

“É possível que o recurso seja usado sim para ajudar na situação da seca, pois a ação orçamentária é para recuperação de áreas degradadas em ecossistemas no Estado”, explicou o deputado.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Jedae | Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021, 09h51
    1
    0

    Nardo, aqui perto de casa tem capim. Vou te levar uma porção!

  • naldo | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 19h44
    0
    1

    Este jedae é muito ridículo. Já se manifestou várias vezes que fica carente sem macho, que faz programa por "5 real", e toda vez que está carente assim vem aqui vomitar peçonha. Olha o que ele escreveu? Toda vez que fica nervosinha julga os outros pela sua régua. Coitadinha! Vai ser mau-caráter assim lá na p.q.p.

  • Jumentino Junior | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 15h54
    8
    4

    Fora Bozo, saudades dos tempos de Lula e Dilma onde os sem terras invadiam propriedades rurais, derrubavam tudo, vendiam as madeiras das áreas, matavam os animais, vendias as terras, pulavam para outras sempre derrubando tudo, nesta época nem reserva legal e beira de córrego deixavam preservados pois eram áreas de grandes latifundiários que merecem a destruição de tudo que possuíam. Isso sim, era invasão consciente e não o que acontece com este bozo e sua politica genocida que em 2 anos ja secou rios e floresta. Se ficar mais 2 anos teremos um deserto do saara no pantanal. Fora Bozo, volta PT e MST queremos ser feliz de novo.

  • Jedae | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 13h26
    3
    1

    nardo, pobre jumento ta sem o pão com mortadela a dois anos, a alfafa, ficou mais cara, não dá para levar a sério, além do mais, nem você te aceita!

  • cidadão de boa memória | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 12h02
    8
    2

    essa senhora foi secretária de meio ambiente e o que fez pelo pantanal? alguém se lembra? tem muito expertalhão jogando pedra agora, mas, já teve oportunidade de viabilizar politicas de conservação, até de ser gestor do meio ambiente e a situação só piorou nos últimos 20 anos. então, juizo e bom senso, e boa memória, é muito bom, é ético e coerente.

  • prof. wesley | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 11h25
    5
    0

    Na região de Agrovila das Palmeiras temos 4 cursos d'água importantes para a região e também para o Pantanal! eram rios, estão virando córregos e futuramente ex-cursos d'água. O Plantio de Soja na parte alta, desmatamento para a prática da pecuária de forma não sustentável e agora a construção de PCHs vão enterrar de vez o Pantanal Matogrossense!

  • Flavio | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 10h50
    12
    0

    Será que essa "inércia" não seria "cegueira deliberada" ?

  • naldo | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 10h50
    3
    2

    Romildo Gonçalves, faz arminha que tudo se resolve......

  • Roberto Dias | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 10h26
    10
    0

    Sabendo que o governo não cumpriu com o TAC desde 2011, qual a razão da inércia do MPE?

  • Romildo Gonçalves | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 10h18
    11
    8

    VAI DESMANTANDO E QUEIMANDO TUDO E O RESULTADO É ESSE, DESMATAR O PLANALTO SECA AS VARZEAS, RIO LAGOS E LAGOAS, EU E O PROF. FREDEICO MULHER E PROF. RUBENS, PROF. CAROLINA, ESTAMOS ALERTANDO SOBRE ESSA SEARA DESDE 1986 MAS, OS GRÃOS AVANÇAM ALIATORIAMENTE DESTRUINDO TUTO.

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O Ministério Público entrou com nova ação para declarar a verba inconstitucional. Um dos problemas é a falta de prestação...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...