Judiciário

Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 16h:50 | Atualizado: 19/07/2019, 17h:32

Servidor da AL pede que cabo seja ouvido sobre possiveis grampos na Metástase

Rodinei Crescêncio

Gerson Correa

Cabo Gerson Correa na 11ª Vara Militar, nesta semana, quando apontou irregularidades na investigação de operação

A defesa do servidor da Assembleia Talvany Neiverth pediu que o cabo Gerson Corrêa seja ouvido mais uma vez em uma das ações penais derivadas da Operação Metástase. O objetivo é que o militar esclareça interceptações telefônicas supostamente ilegais ocorridas no âmbito da operação conduzida pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco).

Caso sejam constatadas as irregularidades, as interceptações, que estão entre as provas utilizadas para comprovar a corrupção ocorrida no Legislativo, há possibilidade de anulação da operação, de acordo com os advogados Valber Melo e Filipe Maia Broeto, que representam o servidor.

A operação apura supostos desvios de recursos da Assembleia. De acordo com as investigações do Gaeco, R$ 1,7 milhão teriam sido desviados pelo grupo liderado pelo ex-presidente da Assembleia José Riva. O ex-parlamentar responde a outra ação penal, desmembrada dessa em que Talvany e outros 18 servidores do Legislativo são réus. Ele era servidora no gabinete de Riva e é, atualmente, servidor no gabinete de Janaina.

Gerson já foi ouvido durante a tramitação da ação na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, mas negou que tenha ocorrido a prática conhecida como “barriga de aluguel”.

Na quarta (17), ele prestou reinterrogatório na 11ª Vara Criminal Especializada na Justiça Militar no caso dos grampos envolvendo policiais militares. Lá, o cabo afirmou que teriam, sim, ocorrido grampos na Metástase.

Segundo Gerson, em 29 de setembro de 2015, o servidor Odenil Benedito de Campos estava foragido da operação. Ele trabalhava como motorista da deputada Janaina Riva (MBD). O promotor Marco Aurélio de Castro, coordenador do Gaeco à época, teria pedido ao cabo para acompanhar as ERBs (Estação de Rádio Base), para fazer o monitoramento do histórico de chamadas da deputada para localizar o motorista. 

A parlamentar, que estava no primeiro ano de seu primeiro mandato, não era investigada na operação nem foi alvo de denúncia do Ministério Público Estadual (MPE). O Gaeco não tinha, por conta própria, competência para investigar uma deputada estadual. A interceptação telefônica ilegal feita no telefone dela teria sido operada por meio do Núcleo de Inteligência da Polícia Militar, o escritório dos grampos operado por Gerson.

“Diante dos novos fatos e da colaboração prestadas pelo Cabo, os advogados Valber Melo e Filipe Maia Broeto requereram a reabertura da instrução criminal, para o fim de ouvi-lo novamente, bem como solicitaram acesso à íntegra das interceptações telefônicas para que seja possível averiguar a cadeia de custódia das interceptações telefônicas empregadas no processo em questão. Se constatadas as ilegalidades, as interceptações deverão ser anuladas, o que produzirá reflexos em toda a operação”, diz nota da defesa de Talvany.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Fábio tenta tirar aliados do prefeito EP

fabio garcia 400 curtinha   Fábio Garcia (foto), presidente do DEM-MT, começou um movimento forte de bastidores para tentar tirar partidos que hoje estão no arco de alianças do prefeito Emanuel (MDB), mesmo o futuro do Democratas na disputa majoritária em Cuiabá ainda sendo uma incógnita. De forma...

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

Munhoz agora é adjunto na Sinfra

 Mauricio Munhoz-curtinha-400   O governador Mauro Mendes nomeou o economista e escritor Maurício Munhoz (foto) como secretário adjunto de Gestão e Planejamento da Sinfra, pasta comandada por Marcelo Padeiro. Filiado ao PSD, é representante da Fundação Espaço Democrático em MT, que...

Contribuição com óculos às crianças

virginia mendes 400   Após lançamento de campanhas sociais, como o Aconchego, com distribuição de 100 mil cobertores a famílias em situação de extrema vulnerabilidade, de festas para angariar fundos e ajudar entidades, e do empenho pela reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, a primeira-dama do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.