Judiciário

Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 16h:50 | Atualizado: 19/07/2019, 17h:32

Servidor da AL pede que cabo seja ouvido sobre possiveis grampos na Metástase

Rodinei Crescêncio

Gerson Correa

Cabo Gerson Correa na 11ª Vara Militar, nesta semana, quando apontou irregularidades na investigação de operação

A defesa do servidor da Assembleia Talvany Neiverth pediu que o cabo Gerson Corrêa seja ouvido mais uma vez em uma das ações penais derivadas da Operação Metástase. O objetivo é que o militar esclareça interceptações telefônicas supostamente ilegais ocorridas no âmbito da operação conduzida pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco).

Caso sejam constatadas as irregularidades, as interceptações, que estão entre as provas utilizadas para comprovar a corrupção ocorrida no Legislativo, há possibilidade de anulação da operação, de acordo com os advogados Valber Melo e Filipe Maia Broeto, que representam o servidor.

A operação apura supostos desvios de recursos da Assembleia. De acordo com as investigações do Gaeco, R$ 1,7 milhão teriam sido desviados pelo grupo liderado pelo ex-presidente da Assembleia José Riva. O ex-parlamentar responde a outra ação penal, desmembrada dessa em que Talvany e outros 18 servidores do Legislativo são réus. Ele era servidora no gabinete de Riva e é, atualmente, servidor no gabinete de Janaina.

Gerson já foi ouvido durante a tramitação da ação na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, mas negou que tenha ocorrido a prática conhecida como “barriga de aluguel”.

Na quarta (17), ele prestou reinterrogatório na 11ª Vara Criminal Especializada na Justiça Militar no caso dos grampos envolvendo policiais militares. Lá, o cabo afirmou que teriam, sim, ocorrido grampos na Metástase.

Segundo Gerson, em 29 de setembro de 2015, o servidor Odenil Benedito de Campos estava foragido da operação. Ele trabalhava como motorista da deputada Janaina Riva (MBD). O promotor Marco Aurélio de Castro, coordenador do Gaeco à época, teria pedido ao cabo para acompanhar as ERBs (Estação de Rádio Base), para fazer o monitoramento do histórico de chamadas da deputada para localizar o motorista. 

A parlamentar, que estava no primeiro ano de seu primeiro mandato, não era investigada na operação nem foi alvo de denúncia do Ministério Público Estadual (MPE). O Gaeco não tinha, por conta própria, competência para investigar uma deputada estadual. A interceptação telefônica ilegal feita no telefone dela teria sido operada por meio do Núcleo de Inteligência da Polícia Militar, o escritório dos grampos operado por Gerson.

“Diante dos novos fatos e da colaboração prestadas pelo Cabo, os advogados Valber Melo e Filipe Maia Broeto requereram a reabertura da instrução criminal, para o fim de ouvi-lo novamente, bem como solicitaram acesso à íntegra das interceptações telefônicas para que seja possível averiguar a cadeia de custódia das interceptações telefônicas empregadas no processo em questão. Se constatadas as ilegalidades, as interceptações deverão ser anuladas, o que produzirá reflexos em toda a operação”, diz nota da defesa de Talvany.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

Queda nas receitas e o salário regular

emanuel pinheiro 400 curtinha   Prefeitos de um modo geral vão conseguir pagar a folha do funcionalismo de março, na próxima semana, sem tantas dificuldades. Já para abril, a tendência é que passem apurados para manter os vencimentos em dia, por causa do reflexo negativo da pandemia do coronavírus,...

Galvan, afronta à legislação e multa

antonio galvan 400 curtinha   O presidente da Aprosoja-MT, Antônio Galvan (foto), que tentou, mas acabou desistindo da disputa ao Senado, está sempre envolvido em polêmicas, seja nas demandas do agronegócio, seja no cotidiano da política. A mais recente é que ele, juntamente com outros produtores, está...

Destaque nas ações anti-coronavírus

leonardo bortolini leo 400 curtinha   O prefeito de Primavera do Leste Leonardo Bortolin (foto) vem recebendo elogios e ganhou o noticiário nacional por medidas práticas, céleres e seguras no atendimento à população, em meio aos cuidados para prevenção ao coronavírus. Desde a semana...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.