Judiciário

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro de 2020, 14h:50 | Atualizado: 27/02/2020, 08h:51

DISPUTA POR TERRA

Servidor de Tangará denuncia pressão da 1ª dama e secretário para sair de terrenos

Reprodução

 Helena Sim�es Matias Junqueira

A primeira-dama de Tangará da Serra Helena Simões Matias Junqueira, que foi citada em depoimento de servidor, por posse de lotes em distrito

A primeira-dama do município de Tangará da Serra, Helena Simões Matias Junqueira, está sendo acusada pelo servidor municipal, Romildo Godois Faria, de intimidar para que o mesmo desocupe terrenos no Distrito de Progresso. De acordo com depoimento prestado à 3ª Promotoria de Justiça Criminal do município, em dia 13 de fevereiro, Helena teria procurado Romildo, acompanhada de um policial conhecido como “Lengo”, pedindo a desocupação da área que estaria em nome do filho do prefeito Fábio Junqueira (MDB) com a primeira-dama, Luiz Carlos Matias Junqueira. A esposa de Romildo também teria sofrido intimidação por parte do atual secretário de Cultura do município, Carlos Tayano.

O denunciante explicou ao Ministério Público que é dono dos lotes números 11 e 12 por cerca de 15 anos, os quais adquiriu por meio de contrato de compra e venda. Ele conta que cuidou dos lotes circunvizinhos de numeração 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, e 10, e que realizou melhorias nos lotes, cercando os 12 e limpando. Chegou até mesmo a construir um chiqueiro e um curral onde criava porcos, cavalos e uma vaca de leite.

Mas em janeiro deste ano, o servidor teria sido procurado pela primeira-dama, que também é responsável pelo Cartório do Distrito de Progresso, sendo pressionado para que desocupe os terrenos. Romildo conta que ao buscar, junto à Prefeitura, os históricos de pagamento do IPTU dos lotes, descobriu que havia sumido a documentação referente aos últimos 10 anos. Ainda descobriu que um dos lotes está em nome do filho do prefeito, Luiz Carlos Matias Junqueira.

Para o denunciante, foi ignorado seu direito de preferência na venda dos lotes, uma vez que Romildo estaria cuidando dos terrenos nos últimos 15 anos e chegou a procurar quem acreditava ser a proprietária, Idalina Tayano, mãe do secretário Carlos Tayano, antes da possível venda da área ter sido efetuada ao filho do prefeito.

Segundo consta na denúncia, o secretário chegou a intimidar a esposa de Romildo, Jéssika Santana, afirmando que sabia da situação do mesmo diante da prefeitura, uma vez que Romildo ainda se encontra em estágio probatório tendo sido aprovado no último concurso para o cargo de operador de máquina.  

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Tangará da Serra foi procurada e informou que a primeira-dama não vai se manifestar sobre o assunto.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • diego | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 14h42
    0
    0

    Vai pra Sapezal e tenta tomar a fazenda do Blairo, aí eu quero ver se esse staff é macho mesmo. o s. Romildo é um cara humilde.

  • sebastião | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 12h48
    0
    0

    NA ERA DO CANGAÇO.

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.