Judiciário

Sexta-Feira, 05 de Março de 2021, 16h:24 | Atualizado: 08/03/2021, 07h:01

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Servidora que não aparece no Fórum há 8 anos deverá devolver salários recebidos

TJMT

F�rum Vila Bela

Servidora lotada no Fórum de Vila Bela da Santíssima Trindade já foi condenada em 1º grau

A servidora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) Fernanda Larissa de Souza Furquim, lotada na Comarca de Vila Bela da Santíssima Trindade (a 520 km de Cuiabá), não comparece ao trabalho há oito anos sem apresentar justificativa. Agora, o Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito civil para apurar porque a declaração de bens, entre 2012 e 2018 não foi realizada,  conforme determina a legislação.

Segundo a portaria assinada pelo promotor Samuel Telles Costa, em tese, Fernanda Furquim está infringindo o artigo 13 da Lei da Improbidade Administrativa. O texto  estabelece que “a posse e o exercício de agente público ficam condicionados à apresentação de declaração dos bens e valores que compõem o seu patrimônio privado, a fim de ser arquivada no serviço de pessoal competente”.  E determina ainda que “será punido com a pena de demissão, a bem do serviço público, sem prejuízo de outras sanções cabíveis, o agente público que se recusar a prestar declaração dos bens, dentro do prazo determinado, ou que a prestar falsa”.

Em sua defesa, a servidora alega que deixou de cumprir entre 2012 e 2018 porque estava afastada do trabalho e com os vencimentos suspensos. Por isso, não obteve a devida informação quanto à obrigatoriedade de apresentação das  declarações de bens.

Com base na Lei da Improbidade Administrativa, Fernanda Furquim foi condenada  à perda do cargo público de Técnico Judiciário

No entanto, as alegações de Fernanda Furquim não convenceram o Poder Judiciário. Além de responder a processos administrativos disciplinares, a servidora foi processada e já está condenada em primeira instância com recurso em tramitação na  Primeira Câmara de Direito Público e Coletivo.

Com base na Lei da Improbidade Administrativa, Fernanda Furquim foi condenada  à perda do cargo público de Técnico Judiciário; à suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos;à proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário  pelo prazo de cinco anos.

Além disso, deve ressarcir  o erário no valor equivalente ao dano e ao proveito patrimonial obtido ilicitamente, qual seja, a remuneração que recebeu no período em que não trabalhou injustificadamente  até a data em que foi suspenso o pagamento da sua remuneração.  O valor será apurado na liquidação da sentença.

Veja, abaixo, despacho do diretor da Comarca

PageFlips: Portaria Fórum Fernanda Furquim

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • ARIOSVALDEZ RODRIGUES DE LIMA | Sábado, 06 de Março de 2021, 20h39
    3
    1

    home office prolongado...

  • servidor | Sábado, 06 de Março de 2021, 16h24
    13
    1

    Se o Ministério Publico fizer um filtro nos servidores especialistas em apresentar atestados médico já teria servidor que há muito teria sido exonerado. Tem servidor que há mais de dez anos vive só de atestados medico durante mês e ano e curtindo a vida no dia a dia. Sugiro ao MPE que veja fiscalize todos os órgãos publico especialmente nas Autarquias..

  • Jão Barra do Garças | Sábado, 06 de Março de 2021, 16h19
    8
    0

    tão de brincadeira com o dinheiro público camarada só depois de oito anos que coisa

  • Tuca | Sábado, 06 de Março de 2021, 01h57
    15
    0

    Depois de oito anos sentiram a falta dela kkkkkkkkk

  • Povo de Matogrosso | Sexta-Feira, 05 de Março de 2021, 21h33
    12
    0

    Maravilha... o difícil é entender que levou 8 anos para descobrir isso???????

  • Jorge Batista | Sexta-Feira, 05 de Março de 2021, 17h15
    16
    0

    E bem Mato Grosso, isso tem em todo lugar AL, TJ, TCE, etc e tal. Que vergonha!

Scheila assume APDM e cita projetos

scheila pedroso 400   Esposa do prefeito sinopense Roberto Dorner, Scheila Pedroso (foto), primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, passa a tocar, pelos próximos dois anos, a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de MT (APDM/MT). Ela promete juntar força com os...

Prefeito de Araputanga negocia praça

enilson rios prefeito 400 araputanga   O prefeito de Araputanga, Enilson Rios (foto), que ganhou as eleições do ano passado por uma diferença de apenas 56 votos sobre Joel Martins, com placar de 3.492 a 3.436, está no centro de uma polêmica. Ele aceitou uma proposta do Sicredi para utilização de um...

Barra recebe R$ 1,9 mi pra bancar UTIs

adison gon�alves 400   Em Barra do Garças, com 61 mil habitantes e 5.929 casos confirmados de Covid-19, inclusive com 207 mortes, incluindo 26 óbitos de indígenas em consequência da doença, o prefeito Adilson Gonçalves (foto) abriu crédito suplementar no orçamento de R$ 1,9...

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

MAIS LIDAS