Judiciário

Terça-Feira, 06 de Abril de 2010, 09h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Sob Vidal, Comissão investiga indícios de venda de sentenças

   O trabalho dos membros da Comissão de Auditoria Técnica de Tecnologia da Informação que vai apurar a existência de suposta fraude cometida por servidores no sistema de distribuição dos processos nos Departamentos Judiciário Auxiliar e de Informática do Tribunal de Justiça terá início nesta terça (6). Os servidores Jonny Ander Pereira Abdallah (presidente), Benedito Pedro da Cunha Alexandre e Marcos Pinto Gomes Júnior (membros), sob a coordenação do desembargador Márcio Vidal, vão apurar se dois funcionários que foram exonerados das funções estão envolvidos em um esquema de suposta fraude no sistema de distribuição de processos. Além disso, os membros da sindicância vão ser os responsáveis por auditar os computadores que foram apreendidos e lacrados em 10 de março. Suspeita-se que o ex-coordenador do Departamento de Informática Mauro Ferreira Filho tenha colocado algum tipo de mecanismo que permita acesso remoto ao sistema. Assim, a manipulação poderia ocorrer de fora do Tribunal.

   Mauro foi afastado do cargo, após ser flagrado por uma funcionária do Tribunal praticando atos suspeitos dentro do Departamento Judiciário Auxiliar e da Informática. Ele estava no local exatamente no momento em que o processo de distribuição ocorreria e, sob a justificativa de que precisava instalar um programa no computador onde é feita a definição, começou a mexer na máquina. Além dele, foi afastado do cargo o então diretor de Informática Danilo Pereira da Silva da função.

  A servidora achou a atitude suspeita e acionou a coordenação do TJ e com a ajuda de um juiz que passava no momento do incidente, eles conseguiram retirar o então coordenar da sala e as máquinas foram lacradas para serem auditadas – veja aqui. “Vamos investigar tudo a fundo. Já fiz a nomeação dos servidores que serão responsáveis pela investigação e a perícia está sendo feita”, assegura o presidente do TJ, que comunicou o incidente à Polícia Federal e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

  Os membros da Comissão têm um prazo de 30 dias para emitir o relatório final que será encaminhado a Silvério para as devidas providências. Há grande expectativa em torno das investigações porque a instituição vive uma crise sem precedentes. Onze juízes e desembargadores já foram aposentados compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça. A punição é a mais grave que o CNJ pode aplicar. Há ainda investigações sobre supostas vendas de sentenças que são apuradas pelo STJ. Embora ninguém confirme, há suspeita de participação de magistrados e advogados no esquema.

  De acordo com as investigações, que correm em sigilo no STJ, o processo de distribuição dos processos era burlado para que fossem parar nas mãos de determinados juízes. Indícios apontam que parentes de magistrados e desembargadores também estariam envolvidos no caso, assim como lobistas e advogados. Segundo supostos dados apresentados, mais de um terço das ações impetradas no TJ, num universo de 1,3 mil casos analisados, podem ter sido distribuídas irregularmente. O preço para ludibriar o sistema variaria entre R$ 10 mil e 60 mil.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Juares costa simao | Sexta-Feira, 16 de Abril de 2010, 17h44
    0
    0

    Estranho essa comissao ter pessoas ligadas aos presos Renata Bueno e Carlos Renato, ambos servidores do TJ. Acorda Des. Marcio Vidal. Chama a PF pra fazer isso.

  • zeequinha de abreu | Sábado, 10 de Abril de 2010, 15h19
    0
    0

    zeequinha de abreu, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Ricardo | Terça-Feira, 06 de Abril de 2010, 18h45
    0
    0

    Ricardo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Nelson Bonfim | Terça-Feira, 06 de Abril de 2010, 16h16
    0
    0

    Gostaríamos que verificassem todas as ações envolvendo as PROMOÇÕES na PMMT.

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...