Judiciário

Quarta-Feira, 01 de Fevereiro de 2012, 18h:16 | Atualizado: 01/02/2012, 19h:19

INVESTIGAÇÃO

STJ acata parte de denúncia do MPF contra conselheiro afastado

STJ acata parte de denúncia contra Bosaipo por falsidade ideológica

Humberto Bosaipo     O STJ acatou parcialmente, em decisão unânime, a denúncia contra o conselheiro afastado do TCE, Humberto Bosaipo, por suposta falsidade ideológica eleitoral na prestação de contas referente ao pleito de 2002 à Assembleia. Em março do último ano, ele foi obrigado a deixar provisoriamente as atividades no tribunal pelo período de 1 ano. 

     Bosaipo também foi denúnciado pelo MPF por crime contra o sistema financeiro nacional e à ordem tributária. Segundo a procuradoria, depoimentos prestados por João Arcanjo Ribeiro e Nilson Teixeira, presos por envolvimento com o crime organizado, confirmam a ocorrência de “financiamentos ilegais” das campanhas de 1998 e 2002.

     Para o MPF, ficou constatado que o candidato não incluiu nas prestações de contas valores arrecadados e despesas realizadas, que totalizam R$ 75,4 mil, sendo R$ 41,3 mil referentes ao pleito de 1998 e R$ 34,1 relativos à campanha de 2002.

     Bosaipo pediu a rejeição da denúncia por ausência de provas. Segundo a defesa, o MPF não pormenorizou os crimes, além dos cheques assinados pelo então presidente da Assembleia terem sido emitidos mediante a apresentação dos respectivos procedimentos licitatórios “com todas as fases cumpridas e atestadas”.

Bosaipo é acusado de crimes de peculato e lavagem de dinheiro

     Em seu voto, o relator, ministro Teori Albino Zavascki, destacou que o crime de falsidade ideológica eleitoral tem pena máxima de 5 anos e, portanto, prazo de prescrição de 12 anos.“É de ser declarada extinta a punibilidade em face da ocorrência da prescrição punitiva quanto a este crime”, decidiu o ministro.

     Quanto à campanha de 2002, o relator afirmou que a denúncia expõe a ocorrência do crime, bem como as circunstâncias com o suposto envolvimento de Bosaipo. “A peça inicial apontou que os valores arrecadados, para os fins de campanha eleitoral, foram obtidos em razão de empréstimos realizados perante a factoring denominda Confiança. Afirmou, ainda, que tais operações financeiras foram efetivadas pelo acusado na condição de dirigente da Assembleia Legislativa do Estado e em forma de empréstimo pessoal”, disse Zavascki.

     Sobre o crime contra o sistema financeiro, o ministro considerou que não há menção alguma à prática de movimentação financeira paralela à contabilidade oficial da AL pelo então deputado. “Assim, a descrição dessa conduta, à luz do artigo 11 da Lei 7.492/86, conduz a um juízo de atipicidade”, concluiu o relator.

     Na mesma linha, Zavascki afirmou que não prospera a imputação de crime contra a ordem tributária. “Relativamente a esse delito, cumpre ressaltar que a denúncia em nenhum momento indica a natureza do tributo ou tributos supostamente sonegados, nem traz qualquer informação acerca do lançamento definitivo do tributo supostamente suprimido”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Joao ferreira | Quinta-Feira, 02 de Fevereiro de 2012, 19h04
    0
    0

    Joao ferreira, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • claudete silva | Quinta-Feira, 02 de Fevereiro de 2012, 16h19
    0
    0

    a justiça dos homens é falha ,mas a de deusnao ,por isso que ele foi absolvido de muitas denuncias .que Deus ilumine o seu caminho de humberto ......

  • jose andrade de oliveira | Quarta-Feira, 01 de Fevereiro de 2012, 20h41
    0
    0

    é isso a estratégia do Riva e Bosaipo, ir protelando seus crimes na justiça até a sua prescrição. AliÁS, TODOS OS CRIMES DO RIVA ESTÃO PRESCREVENDO NESSA JUSTIÇA DE MT MARCADA POR VENDA DE SENTENÇA DE ALGUNS DE SEUS MEMBROS. Só vai mesmo prá cadeia P,P. e P.

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.