Judiciário

Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019, 10h:20 | Atualizado: 11/10/2019, 16h:58

OPERAÇÃO COVERAGE

Tenente-coronel descumpre cautelares, mas conselho militar veta volta à prisão

O tenente-coronel Marcos Eduardo Ticianel Paccola não compareceu à audiência do processo da Operação Coverage na quinta (10) e foi acusado de descumprir medidas cautelares impostas a ele quando teve a prisão revogada pela Justiça. Apesar de parecer do Ministério Público Estadual (MPE) e de voto do juiz Marcos Faleiros para determinar a volta do militar à prisão, ele segue em liberdade pelos votos de quatro tenentes-coronéis que fazem parte do Conselho Especial formado para o julgamento.

Alair Ribeiro

Marcos Paccola tenente-coronel bope

Marcos Pacolla não compareceu á audiência da Operação Coverage, realizada nesta quinta

Fazem parte do conselho os tenentes-coronéis Benedito Sérgio de Souza Pinheiro Ferreira, Robson Fernando Martins Antonietti, Darwin Salgado Germano e Lindberg Carvalho de Medeiros.

Paccola é acusado de participar de esquema para fraudar o registro de armas no Comando Geral da PM. Entre as armas supostamente ilegais que foram “esquentadas” no caso está uma pistola do tenente Cleber de Souza Ferreira que estaria ligada a um grupo de extermínio investigado na Operação Mercenários.

Além de Paccola e Ferreira também são réus no processo o tenente Thiago Satiro Albino, o tenente-coronel Sadá Ribeiro Parreira e o sargento Berison Costa e Silva.

Entre as medidas cautelares impostas pelo juiz João Bosco Soares da Silva ao conceder liberdade a Paccola, em 13 de setembro, estava o comparecimento a todos os atos judiciais quando convocado. Na audiência, o promotor de Justiça Allan Sidney do Ó Souza se posicionou pelo retorno do militar à prisão. A defesa de Paccola ponderou que a intimação ao militar não foi entregue pessoalmente, revelou o advogado Ricardo Monteiro.

“Palavra ao Ministério Público que pugnou pela revogação da liberdade provisória com a consequente decretação da prisão preventiva pelo descumprimento das medidas cautelar imposta e cientificada em alvará de soltura, conforme manifestação em mídia audiovisual anexa”, diz o termo da audiência.

Pelas regras da PM, um oficial superior deveria receber a intimação e entrega-la ao tenente-coronel. Contudo, ele está de férias até a próxima segunda (14) e o documento não foi entregue. A outra opção seria o oficial de Justiça procura-lo em sua casa, o que também não foi feito.

Também houve problemas na citação do sargento Berison e foi levantada a possibilidade de desmembramento da ação em relação a ele. O Conselho Especial decidiu pela continuidade da ação com todos os réus juntos.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Mario | Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019, 18h34
    0
    1

    Agora Conselho de PM manda em Juiz.

  • gildo | Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019, 10h04
    1
    2

    Cadeia. Se fosse um qualquer ja estava na jaula.

  • Carlos | Domingo, 13 de Outubro de 2019, 08h58
    4
    1

    Fico pensando nesses quatros votos contra as duas primeiras opiniões, qual o interesse dos mesmos, ou seja, este país merece ou não os políticos que temos. O setor público deste país deveria ser totalmente concessionado para outra nação, só assim poderíamos sonhar com um serviço honesto e de qualidade.

  • Alberto | Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019, 13h00
    14
    7

    Corporativismo, por essa decisão, deveriam ser considerados cumplices.

  • Pedro | Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019, 10h53
    20
    6

    Se não fosse militar de alta patente estaria mofando na cadeia! Este é o Brasil varonil!!!!!

Matéria(s) relacionada(s):

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

Bolsonaro, partido, Barbudo e Galli

nelson barbudo 400 curtinha   Da bancada federal de MT, composta por 11 parlamentares, apenas um deve acompanhar o presidente Bolsonaro para outro partido: Nelson Barbudo (foto). Ele vai sair do PSL junto com o capitão. A intenção de Bolsonaro é de se desfiliar e ficar um bom tempo sem partido. Até lá...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.