Judiciário

Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 14h:27 | Atualizado: 03/03/2021, 18h:07

Pandemia

TJ acata pedido do MPE e manda Emanuel cumprir decreto estadual contra a Covid

O desembargador plantonista Orlando Perri, do Tribunal de Justiça, acatou o pedido de liminar da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) e suspendeu o efeito de parte do decreto baixado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) ontem, com toque de recolher e medidas mais brandas no combate à Covid-19. Pela decisão, o prefeito terá de seguir o decreto do Governo do Estado, incluindo o toque de recolher das 21h às 5h.

Rodinei Crescêncio

Orlando Perri

O desembargador Orlando Perri deu decisão no plantão e obrigou Cuiabá a seguir decreto

Pela decisão fica valendo o decreto estadual nº 836/2021, baixado por Mauro na segunda (1º), depois de conversa com os chefes dos poderes e prefeitos. O comércio deverá fechar das 19h às 5h de segunda a sexta. Aos sábados e domingos, o funcionamento vai até meio.

Aos finais de semana podem abrir, sem restrições de horário, farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina e indústrias. Conveniências, não. O Delivery está autorizado todos os dias até 23h.
Nos supermercados, apenas uma pessoa por família deve entrar.

As escolas deverão funcionar no sistema híbrido pela manhã e durante a tarde, ficando suspensas as aulas no período noturno. Órgãos públicos devem suspender atendimento presencial e cada um deles deve colocar regras para reduzir o fluxo de pessoas.

Com relação aos eventos, estão permitidos com, no máximo, 50 pessoas, e com limite de 30% da capacidade máxima do local. Essa regra serve para eventos corporativos, empresariais, técnicos e científicos, igrejas, templos, cinemais, museus, teatros e práticas esportivas.

Não há cidade do nosso Estado que não esteja sob o risco dessa praga. Até por isso, ofende a lógica e o bom senso permitir que o município de Cuiabá desdenhe da saúde dos demais entes que compõem o Estado de Mato Grosso, por meio de adoção de medidas mais flexíveis do que as fixadas no Decreto Estadual n. 836, de 01/03/2021, máxime quando a Constituição Estadual impõe a obrigação de cooperação do Município com o Estado e os demais Municípios, e com a implementação de ações e serviços que visem promover, a proteger e a recuperar a saúde individual e coletiva

Orlando Perri

Decisão

No entendimento de Perri, pode se perceber "às escâncaras, que o decreto municipal afrouxou, sensivelmente, as medidas restritivas impostas pelo Governador do Estado a todo território estadual". O desembargador lembrou que a Constituição Federal estabelece competência concorrente entre municípios, estados e União quando se trata de saúde pública.

"Dentre as peculiaridades locais, o município é soberano no estabelecimento de normas epidemiológicas para prevenir ou conter doenças contagiosas, como é o caso do Covid-19 – há muito considerado uma pandemia pela Organização Mundial de Saúde --, desde que não afete a população de outros Municípios do Estado", disse.

Perri afirmou que "de nada adianta o Município de Várzea Grande, verbi gratia, adotar medidas restritivas duríssimas para frear o avanço da pandemia se o de Cuiabá não tiver a mesma preocupação e cuidados, máxime quando a fronteira geográfica entre as duas cidades contíguas é delimitada por um rio".

Com a diferença de horários para o toque de recolher, o magistrado projetou que poderia acontecer de Várzea Grande fechar suas atividades econômicas e os moradores irem a Cuiabá "superlotar, como de fato tem ocorrido, bares, restaurantes e congêneres desta Capital", e voltando em seguida para casa, correndo risco de levar o vírus para a cidade vizinha. Para o desembargador, deve sempre prevalecer a medida mais restritiva na pandemia.

"Nesta questão, o Município tem autonomia para recrudecer o Decreto Estadual, nunca para abrandá-lo ou atenuá-lo, de modo a comprometer o todo", avaliou.

Perri argumentou que a pandemia mostra sinais claros de avanço no Estado e que o sistema de saúde vive momento de crise, com sinais claros de esgotamento.

"Não há cidade do nosso Estado que não esteja sob o risco dessa praga. Até por isso, ofende a lógica e o bom senso permitir que o município de Cuiabá desdenhe da saúde dos demais entes que compõem o Estado de Mato Grosso, por meio de adoção de medidas mais flexíveis do que as fixadas no Decreto Estadual n. 836, de 01/03/2021, máxime quando a Constituição Estadual impõe a obrigação de cooperação do Município com o Estado e os demais Municípios, e com a implementação de ações e serviços que visem promover, a proteger e a recuperar a saúde individual e coletiva".

Veja nota da prefeitura:

A Prefeitura Municipal de Cuiabá informa que irá cumprir as medidas parcialmente suspensas em caráter liminar pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Orlando Perri. A decisão suspende, por ora, os efeitos dos artigos 1º, 2º, § 3º, 5º, 7º, caput, e § 1º, 8º, 14 e 16, do Decreto Municipal n. 8.340, de 2/3/2021, prevalecendo em todo o Estado de Mato Grosso, inclusive, no município de Cuiabá, as medidas impostas nos artigos 1º, 2º e 3º, do Decreto Estadual n. 836, de 1º/3/2021. A decisão foi proferida na tarde de hoje (3), em face de solicitação do Ministério Público de Mato Grosso versando sobre as medidas emergenciais adotadas na tentativa de mitigar os efeitos da pandemia causado pelo coronavírus.  A Prefeitura informa ainda que estuda recorrer da decisão.

 

PageFlips: Decisão Perri decreto estadual

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Pablo | Quinta-Feira, 04 de Março de 2021, 11h30
    0
    0

    Neste País vale tudo...até mentir a idade para passar em concurso.

  • Profa Cecília Tenuta | Quinta-Feira, 04 de Março de 2021, 06h36
    1
    0

    Parabéns Dirceu Carlino Até chegar a vacina têm que fechar TUDO. Meu neto diz estar cansado. Lhe respondi. Cansado de que seu inútil que não trabalha. Cansado de dormir? Cansados ficaram os judeus se escondendo dos nazistas na segunda guerra mundial.

  • Dirceu Carlino | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 16h46
    9
    10

    Corretíssimo TJ. Se não fechar agora vão morrer milhares igual Manaus. Economia se recupera . Vida não. Desde abril do ano passado que faço isolamento social, e, como represália aos comerciantes gananciosos que pressionaram abrir comércio e aumento de coronavirus, compro tudo em outros estados via internet.

  • januário | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 16h37
    6
    2

    SÓ JOGO DE INTERESSE DE TODOS OS LADOS. E JÁ ESTÁ DEFLAGRADA AS ELEIÇÕES DE 2022. E O POVO QUE SE DANE SE NÃO BEBE E NÃO COME. QUERO VER QUANDO COMEÇAR A FALTAR COMIDA PARA OS FILHOS DOS DESEMPREGADOS QUE NÃO SÃO POUCOS.

  • Andrade | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 15h51
    3
    3

    MARIA CLARINDA SILVA, o que você entende por comunismo? Vai estudar, idiota!

  • alexandre | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 15h26
    8
    2

    STF.. independencia dos entes..

  • APOLINARIO GENTIL USKNOV | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 14h58
    0
    0

    APOLINARIO GENTIL USKNOV, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • MARIA CLARINDA SILVA | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 14h55
    9
    11

    Ja estamos vivendo um pouco de comunismo. Que Deus Tenha Misericórdia do seu povo.

  • Gestor no Comando | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 14h46
    7
    14

    Bom, o Mimizento do Prefeito aprende por bem ou por Decreto !

  • ANSELMO | Quarta-Feira, 03 de Março de 2021, 14h35
    12
    1

    Que zona.... JESUIISSSSSSSSSSS!!

Barra recebe R$ 1,9 mi pra bancar UTIs

adison gon�alves 400   Em Barra do Garças, com 61 mil habitantes e 5.929 casos confirmados de Covid-19, inclusive com 207 mortes, incluindo 26 óbitos de indígenas em consequência da doença, o prefeito Adilson Gonçalves (foto) abriu crédito suplementar no orçamento de R$ 1,9...

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...