Judiciário

Domingo, 16 de Junho de 2019, 08h:09 | Atualizado: 17/06/2019, 07h:38

TJ anula lei que obrigava Câmara de Sinop a fornecer bíblia a vereadores em sessões

Rodinei Crescêncio

Jo�o Ferreira Filho montagem

O desembargador João Ferreira Filho (detalhe), relator do processo movido pelo MPE

Uma lei aprovada pela Câmara Municipal de Sinop que obrigava o Legislativo a fornecer uma bíblia aos vereadores durante as sessões foi considerada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça. O Órgão Especial do TJ anulou a lei, por unanimidade, em sessão da quinta (13) passada.

A ação é movida pelo Ministério Público Estadual (MPE). Para o órgão, a lei feria o artigo 10 da Constituição Estadual, que diz que o Estado deve assegurar que ninguém será prejudicado ou privilegiado em razão de “nascimento, raça, cor sexo, estado civil, natureza de seu trabalho, idade, religião, orientação sexual, convicções políticas ou filosóficas, deficiência física ou mental e qualquer particularidade ou condição”.

“Para evitar este tipo de discriminação, deveria a legislação municipal obedecer a determinação constitucional e se manter neutra em matéria religiosa, não determinando a disponibilização em um local público de quaisquer símbolos que favoreçam uma determinada religião”, defendeu o procurador de Justiça Marcelo Ferra na ação.

O artigo 80 do Regimento Interno da Câmara estabelecia que “à hora do início da sessão, os membros da mesa e os vereadores ocuparão os seus lugares”. No primeiro inciso, o item dizia o seguinte: “A Bíblia sagrada deverá ficar, durante todo o tempo da sessão, sobre a mesa, à disposição de quem dela quiser fazer uso”.

O livro seria, pela obrigação de sua disponibilidade, ser comprado com recursos públicos. A obrigatoriedade de fornecimento da bíblia sagrada, que faz parte dos ritos de uma religião específica, afetaria a laicidade do Estado e serviria para inibir a liberdade religiosa no município.

Os magistrados seguiram o voto do relator, desembargador João Ferreira Filho. "Voto até doce, como ateu que sou", brincou o relator ao dar seu voto.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • NOE MONTEIRO DE BARROS | Domingo, 16 de Junho de 2019, 11h52
    3
    1

    Tem razão de preocupar com os vereadores, não é: eles são paupérrimos não podem comprar uma bíblia, contudo, essa medida fere o princípio da laicidade estampado em nossa Constituição e tem mais, aquisição desse material, não faz parte das despesas previstas pela legislação. É muita babaquice, é não ter o que fazer mesmo, conceder um benefício desse a vereadores, é o tipo de uma invenção sem eira e nem beira.

  • Benedito | Domingo, 16 de Junho de 2019, 10h14
    3
    4

    Desnecessário sua brincadeira meritissimo

Matéria(s) relacionada(s):

Primeira-dama, hospital e dia histórico

virginia mendes curtinha   A primeira-dama do Estado Virgínia Mendes classificou esta terça (23) de dia histórico por marcar a inauguração do hospital estadual Santa Casa, em Cuiabá. Averso a entrevistas para jornalistas, ela recorreu às redes sociais para, em postagem, fazer elogios ao ministro da...

Empossado no comando do Incra-MT

ivanildo incra curtinha   Apesar de já estar atuando desde o início do mês, Ivanildo Teixeira Thomaz (foto) tomou posse na segunda (22) como novo superintendente do Incra/MT, numa solenidade em Brasília que marcou a posse de outros dois, sendo eles Cassius Rodrigo de Almeida na regional do Rio de Janeiro, e Antonio...

Setor produtivo pressiona deputados

Algumas entidades, especialmente do setor produtivo, estão exercendo muita pressão sobre deputados, inclusive econômica, na tentativa de convencê-los a votar pela rejeição do projeto que estabelece reinstituição dos incentivos fiscais e que já foi aprovado, semana passada, em primeira votação, inclusive pelo placar de 15 a 7.  Há empresários do agronegócio que foram pessoalmente à AL...

Governador chateado com grevistas

jayme_curtinha   Embora pareça, muitas vezes, ignorar o movimento grevista, agindo como o árbitro de futebol, que finge não ouvir os gritos da torcida, Mauro Mendes não está nada feliz com o tom das críticas de alguns servidores. Jayme (foto), líder do Democratas, mesmo partido de Mauro, pediu hoje...

Ministro lamenta ausência de prefeito

mandetta_curtinha   Ministro da Sáude Luís Henrique Mandetta fez questão de ressaltar a ausência do prefeito da Capital Emanuel Pinheiro na solenidade de reabertura da Santa Casa hoje. Mandetta disse que Emanuel foi muitas vezes a Brasília “pedir por esse hospital”, que foi fechado após a...

Dinheiro para Fipe veio da Assembleia

allan kardec curtinha   O secretário estadual Allan Kardec (foto), da Cultura, Esporte e Lazer, confirma que, de fato, o Estado repassou R$ 1,5 milhão para o tradicional Festival Internacional de Pesca Esportiva, realizado este mês em Cáceres. Enfatiza que esse dinheiro havia retornado para o Poder Executivo em forma de...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.