Judiciário

Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 07h:30 | Atualizado: 18/10/2019, 07h:43

CUIABÁ

TJ fixa indenização de R$ 20 mi a filho de ex-prefeito por lote que virou área verde

Hélio Tito

Beneficiário da sentença é Hélio Tito, que pretendia construir residencial na área restrita

O Tribunal de Justiça estabeleceu que o ex-candidato a deputado estadual Hélio Tito Simões de Arruda, filho do ex-prefeito de Cuiabá Hélio Palma, deve ser indenizado em R$ 19,9 milhões por um terreno que foi tornado área de preservação pela prefeitura. Hélio Tito teve sentença favorável em 1ª instância e aguarda a confirmação da indenização no TJMT.

Houve discussão sobre a competência para julgar o processo em 2ª instância, sendo que chegou a ser enviado para a Turma Recursal Única do Estado de Mato Grosso. Em 19 de setembro, o juiz Gilberto Lopes Bussiki, convocado para a 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo, manteve o processo sob competência do Tribunal de Justiça e citou que o valor da indenização deve ser de R$ 19,9 milhões. A Turma Recursal Única só julga processos que envolvam valores abaixo de 60 salários mínimos.

Hélio Tito integra o conselho de administração da Energisa Mato Grosso, concessionária dos serviços de energia no Estado. Ele chegou a ser citado durante a CPI do Ministério Público Estadual (MPE) na Assembleia como um dos ex-servidores da Centrais Elétricas Mato-grossenses (Cemat), empresa que precedeu a Energisa, que teriam negociado o pagamento irregular de cartas de créditos a promotores e procuradores.

Na ação, o conselheiro da empresa pede indenização referente a um imóvel no bairro Despraiado, registrado no Cartório do 2º Ofício de Cuiabá. A lei municipal nº 103/2003 regulamentou as Zonas de Interesse Ambiental (ZIA) na cidade e restringiu o uso do solo na área pertencente a Hélio Tito e familiares.

O filho do ex-prefeito fez consulta pública junto à prefeitura para saber o percentual da área atingida pela restrição. Foi informado que a ocupação do solo poderia ser feita em, no máximo, 0,15% da área, “esvaziando, quase na integralidade o seu valor econômico”.

Desde 1993 o terreno é propriedade da família, que pretendia construir um residencial no local, segundo relatos do processo. Ao sentenciar a ação em 1ª instância, em 2013, o então juiz Gilberto Giraldelli relatou que nos 30,44 hectares, ou 304,4 mil metros quadrados, poderiam ser demarcados 380 lotes para venda, em números arredondados.

O valor inicial da indenização foi estabelecido em R$ 9,9 milhões e corrigido pelo magistrado para os R$ 19,9 milhões nos embargos de declaração por erro no cálculo.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Roberto Garcia Santana | Terça-Feira, 21 de Abril de 2020, 09h17
    0
    0

    Nada mais justo pois eles dever estar pagando muito para trazer benefícios a todos. Além disso nesse país existe o princípio do poluidor pagador mais não o inverso!!!! Quem protege e conserva tem que pagar igual sem poder explorar¿?????¿??????

  • ataíde | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 17h19
    1
    0

    Me diga para que o município de Cuiabá quer mais área verde se eles não conseguem manter nada. as que existem estão cheias de mato.

  • Cleber | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 13h33
    1
    2

    Parabéns, Hélio Tito.

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.