Judiciário

Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019, 09h:40 | Atualizado: 22/11/2019, 18h:01

ECONOMIA

TJ manda que fundos depositem R$ 16 mi na conta de grupo em recuperação judicial

Sebasti�o de Moraes Filho

Decisão é do desembargador Sebastião de Morae: conta do grupo teria sido esvaziada

O desembargador Sebastião de Moraes Filho, do Tribunal de Justiça, determinou que os fundos Cordiant Emerging Loan Fund IV (Celf IV) e Allianz Em Loans S.C.S depositem R$ 16,8 milhões em uma conta do Grupo Monte Alegre, atualmente em recuperação judicial. O valor havia sido retirado de uma “conta-caução”, ou conta “escrow”, sob responsabilidade da Easy Acess Trading Brasil envolvendo contratos de compra e venda para a entrega futura de algodão em pluma da safra 2018/2019 e de milho da safra 2019/2019.

O grupo, que tem sede em Primavera do Leste, e os dois fundos firmaram contrato para financiamento à exportação no valor total de US$ 30 milhões de dólares.

Com os recursos, o grupo fez negócios com Amaggi Exportação e Importação, CCAB Agro S.A, Sinagro Produtos Agropecuárias S.A, Agro Amazônia Produtos Agropecuários S.A, Syngenta Proteção de Cultivos Ltda, Union Agro Ltda, Arista Lifescience do Brasil Indústria Química e Agropecuária S.A, Sempre Sementes Eireli, Union Agro Ltda, Disam Distribuidora de Insumos Agrícolas Sul América Ltda, CHDS do Brasil Comércio de Insumos Agrícolas Ltda, Amaggi Exportação e Importação LTDA e Dow Agrosciences/Dupunt.

Após liberação dos credores, restaram R$ 16 milhões na conta. A conta teria sido esvaziada depois que o grupo entrou em recuperação judicial, como forma de garantir o pagamento pelos fundos. Na ação de recuperação, o grupo alega que os valores do contrato deveriam estar incluídos no processo.

O pedido do Monte Alegre para receber os créditos foi negado em primeira instância, antes de ser atendido pelo desembargador. A juíza Augusta Prutchansky Martins Gomes Negrão Nogueira, da 2ª Vara Cível de Barra do Garças, entendeu que os valores não faziam parte do patrimônio das empresas.

“Por outro lado, se assim não proceder (determinando o pagamento), certamente ocasionará quebra da empresa em recuperação judicial, já que existe verossimilhança das alegações de que não poderá abarcar com os custos da safra seguinte e em face disto, não se pode ignorar também que poderá ocorrer demissões em massa dos empregados e, neste contexto, entre uns dos princípios básicos da Constituição Federal no que tange a atividade econômica é a manutenção e valorização do emprego, dentro do estabelecido no artigo 170, ‘caput’ e seu inciso VII, da Carta Constitucional, bem como a manutenção dos valores sociais e da livre iniciativa (inciso IV, artigo 1º, CF)”, destacou Sebastião de Moraes Filho.

Fundado em 1955, o grupo entrou em recuperação em outubro deste ano. Fazem parte as empresas Monte Alegre Fazendas Ltda, Monte Alegre Agrícola Ltda e Monte Alegre Participações S/A.

Em 2014, as fazendas do grupo foram atingidas por uma praga. Com a crise econômica vivida pelo país e com a alta do dólar, houve sério “abalo econômico” nas contas das empresas, segundo o processo. No total, as dívidas do Monte Alegre são estimadas em R$ 409 milhões.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Fora de vez da disputa para senador

cidinho santos 400 curtinha   O empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto), recém-filiado ao DEM, desistiu de vez da ideia de entrar de última hora na corrida ao Senado, na suplementar que será realizada em novembro deste ano. E por algumas razões. Primeira, como sócio do frigorífico União...

TCE suspende licitação de R$ 12 mi

air praiero 400 curtinha   Uma concorrência pública, com valor estimado de R$ 12,5 milhões, tocada pela secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Cuiabá, sob o defensor público licenciado Air Praeiro Alves (foto), foi suspensa cautelarmente pelo TCE por causa de...

6 estão no páreo em Tangará; 2 fortes

vander masson 400 curtinha   Tudo indica que os tangaraenses terão nas urnas 6 candidatos majoritários nas eleições de novembro. O cenário está se desenhando com os seguintes "prefeitáveis": Chico Clemente (PSD), Gunther Duarte (PSL), Vander Masson (foto), do PSDB, Claudinho Frare (Republicanos),...

Bolinha é multado por irregularidades

humberto bolinha 400 curtinha   Por causa de irregularidades cometidas ainda em 2017, ao fazer aquisições sem realizar licitação e/ou pesquisa de preço, o prefeito de Guiratinga, Humberto Domingues, o Bolinha (foto), recebeu multa do TCE de 12 UPFs-MT, correspondente hoje a R$ 1,7 mil. E será intimado pelo...

Puxando o "rei" pra baixo em Tangará

reinaldo morais 400 curtinha   A pré-campanha ao Senado do empresário Reinaldo Morais (foto), o "rei dos porcos", evangélico e bolsonarista, vem ganhando aceitação popular em vários municípios. Mas, em Tangará da Serra, enfrenta muita resistência. Algumas pessoas próximas ao...

3 estaduais e 2 federais para prefeito

juarez costa 400 curtinha   Se na Assembleia, três dos 24 deputados se articulam por candidatura a prefeito, na Câmara Federal dois entre oito da bancada mato-grossense também pretendem fazer o mesmo. Tratam-se do emedebista Juarez Costa (foto), que apostará todas as fichas no retorno ao comando de Sinop, e do petebista...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.