Judiciário

Sábado, 01 de Agosto de 2020, 07h:50 | Atualizado: 01/08/2020, 17h:34

PRESO HÁ UM MÊS

Toffoli solta conselheiro afastado que foi preso após ser pego descartando cheques

Atualizada às 09h41

Reprodução

Waldir Teis

Imagem da câmera de segurança do Edifício Maruanã mostra conselheiro afastado Waldir Teis sendo abordado por policial, após descartar cheques

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, concedeu na noite desta sexta (31),  habeas corpus ao conselheiro afastado do Tribunal de Contas (TCE-MT), Waldir Teis. Preso desde 1º de julho, ele é acusado de tentar obstruir a Justiça nas investigações da Operação Ararath. Ele aparece em vídeo descendo escadas e sendo seguido por um policial federal (veja).

A decisão de Toffoli  foi proferida  no último dia do plantão judiciário do STF. O HC foi impetrado pelo escritório do advogado Rodrigo Mudrovitsch.

No fim de junho, Teis foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por obstrução da Justiça e acabou preso por ordem do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Desde então, permanece detido no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC), em sala de Estado Maior. Conforme apurado pelo , o conselheiro deve seguir para prisão domiciliar.

Após a prisão, o advogado Diógenes Curado ingressou com HC no próprio STJ. No pedido de soltura, alegou que Teis havia esclarecido a origem dos cheques que tentou se livrar  e que  não tinham relação com as investigações da Operação Aratath, conduzida pela Polícia Federal.

Além disso, argumentou que o conselheiro afastado é do grupo de  risco para Covid-19. Teis tem 66 anos e é portador de comorbidades.

O HC estava sob análise do STJ, que pediu parecer da Procuradoria Geral da República antes de tomar uma decisão. Diante da demora, Teis contratou Rodrigo Mudrovitsch, que recorreu ao STF e conseguiu decisão favorável ao conselheiro nesta sexta.

 Ao , Mudrovitsch afirmou que o alvará de soltura deve ser cumprido somente na segunda (03). Isso porque Toffoli determinou que o STJ imponha cautelares ao conselheiro antes de colocá-lo em liberdade.

Obstrução

Junto  com outros conselheiros afastados do TCE, Teis foi alvo da Operação Gerion, 16ª fase da Ararath, em 17 de junho. Esta  fase investigava a suposta lavagem de dinheiro da propina paga pelo ex-governador Silval Barbosa para obter decisões favoráveis na Corte de Contas.

Durante cumprimento de mandado de busca e apreensão pela PF, em escritório ligado a sua família, Teis tentou se livrar de  cheques que estavam no local. Para isso, desceu 16 andares de escadas do Edifício Maruanã, na Capital.

Um policial federal percebeu a ação e o acompanhou. Em um dos andares, Waldir Teis tentou dispensar os cheques numa lixeira, mas acabou abordado pelo policial federal. Segundo as informações, os cheques totalizavam R$ 460 mil.

Às 9h41 - Defesa explica pedido de liberdade no STF

Por meio de nota, o advogado Rodrigo Mudrovitsch explicou que a defesa havia apresentado pedido de revogação e recurso perante o STJ, mas os autos foram remetidos ao Ministério Público e lá permaneceram por mais de 20 dias, sem que houvesse qualquer manifestação. "Dessa forma, o pedido de revogação ao Supremo Tribunal Federal (STF) mostrou-se necessário tendo em vista que Sr. Waldir Teis faz parte do grupo de alto risco para a Covid-19, tanto em razão da idade avançada quanto por ser hipertenso e fazer uso de medicação controlada, o que o colocava em situação de extrema vulnerabilidade frente a grave situação de saúde pública que se verifica no sistema penitenciário estadual”.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • ZEZO AFONSO | Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020, 05h23
    1
    0

    VÁ AO DICIONÁRIO AURÉLIO E VEJA SE AQUI DÁ PRA APLICAR O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA "CONSELHEIRO".

  • Joaquim | Domingo, 02 de Agosto de 2020, 15h33
    0
    1

    Este Reginaldo está meio "nervoso" porque o STF não está fazendo o jogo do Bozonero....

  • joaoderondonopolis | Domingo, 02 de Agosto de 2020, 07h20
    1
    0

    Acredito em novas prisões.

  • Servidores públicos | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 16h14
    4
    0

    PRESIDENTE GUILHERME MALUF EXONERA TODOS OS FUNCIONÁRIOS DA CONFIANÇA DOS CONSELHEIROS AFASTADOS, TODOS OS CARGOS COMISSIONADOS E CONTRATADOS QUE AINDA CONTINUAM TRABALHANDO NO TCE, NÃO É JUSTO ESTES CONSELHEIROS AFASTADOS TEREM AINDA PODER DENTRO DO TCE

  • Olhar digital | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 12h21
    8
    0

    A JUSTIÇA TARDA MAS NÃO FALHA, VÃO PERDER O CARGO, NÃO CONSEGUIRÃO SE APOSENTAR, PRECISAM APRENDER, FOI MUITO DESVIOS PÚBLICOS, NOSSO DINHEIRO....

  • Os Matogrossenses | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 11h55
    7
    0

    VALDIR TEIS QUE VERGONHA, MESMO COM PRISÃO DOMICILIAR VAI TER QUE PAGAR POR TODOS OS DESVIOS DE RECURSOS PÚBLICOS, ESTE TCE PERDEU O PRESTÍGIO DEPOIS QUE ESSES CARAS ENTRARAM NO TCE

  • Juarez Sodré | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 11h11
    1
    0

    Juarez Sodré, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • joaoderondonopolis | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 10h34
    6
    0

    Vocês estão achando que está ruim? Fiquem tranquilos que vai ficar pior. Isto incita que mais crimes aconteçam.

  • Reginaldo | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 10h25
    7
    0

    A única instituição da República que pode corrigir esses arroubos do STF é o senado federal, portanto, continuar voltando nesses que estão aí nada vai acontecer, já que eles fazem seus conchavos visando não mexer com o STF já que a maioria responde processos nessa côrte. Em outras palavras, os velhos políticos tem compromisso com o "ESTABLISHMENT"

  • joao | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 09h30
    13
    0

    Realmente este país não tem jeito.

Túlio, inabilidade política e frustração

tulio fontes 400 curtinha   Túlio Fontes (foto), que ainda faz mistério sobre disputa à sucessão em Cáceres, ficará mesmo fora do embate das urnas. Ex-prefeito e derrotado duas vezes para deputado estadual, ele não moveu uma palha para fortalecer o seu nanico PV. Conclusão: o partido só...

Pátio, vice, o MDB e ex-secretário

adonias fernandes 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio não desistiu de vez do seu antigo partido, o MDB, no qual militou por mais de duas décadas. Embora em rota de colisão com alguns líderes emedebistas, Pátio ainda tem bom contato com o ex-padrinho político, o...

Prefeito de Sapezal e aditivo com 15%

valdecir casagrande 400 curtinha sapezal prefeito   O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (foto), autorizou o quarto aditivo de um contrato sem licitação, firmado em 2019 entre o município e a Casa de Saúde Santa Marcelina. Chamam atenção o valor e o aumento. A continuidade do atendimento aos...

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.