Judiciário

Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2010, 19h:11 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Novo Mundo

TRE decide sobre cassação de prefeito; vereador pode assumir

   O prefeito de Novo Mundo (a 670 km de Cuiabá), Aurelino Pereira de Brito Filho (PT), deve ser o próximo a "dar adeus" ao cargo. Marcando a primeira semana dos trabalhos da Justiça Eleitoral em 2010, o TRE aprecia nesta terça (19) o recurso do petista, que teve o mandato cassado em primeira instância pela juíza Leilamar Aparecida Rodrigues, da 44ª Zona Eleitoral de Guarantã do Norte. Aurelino permanece no cargo graças a uma liminar concedida pelo juiz Yale Sabo Mendes, que é relator do recurso no TRE. Após análise das provas, o magistrado pode confirmar ou não sua decisão. Caberá então ao Pleno do TRE decidir o futuro de Aurelino, que é acusado de captação ilícita de sufrágio, ou seja, compra de votos, nas eleições de 2008. Yale foi procurado pela reportagem do RDNews, mas não foi localizado.

   Se o TRE negar provimento ao recurso interposto pelo petista, o presidente da Câmara de Novo Mundo, Valério Ortêncio Savedra (PMDB), eleito com 159 votos, assume o cargo como prefeito tampão até que a Justiça Eleitoral determine a realização de novas eleições no município, já que Aurelino "abocanhou" 54% dos votos no pleito de 2008.

   O prefeito é acusado de ter solicitado a confecção de notas fiscais para facilitar benefícios de aposentadoria junto ao INSS em troca de votos. A acusação foi comprovada pelas testemunhas Djanira Salomão, Guimorvan Pinto e Lucília Palmira Venturoso. Por se tratar de acusação envolvendo órgão da União, a Polícia Federal também entrou nas investigações. Além da cassação do diploma, o prefeito ainda é acusado de causar prejuízo ao erário, quando comandou o município entre 1997 a 2000.

   O petista faz parte da lista dos 20 prefeitos eleitos ou reeleitos nas urnas de 2008 no Estado que perderam o mandato por causa de crimes eleitorais. Ele teve 2.167 votos. Derrotou o tucano Valdori Garcia da Rocha, o Valdori da Quero-Quero, que teve 1.817 votos.

   Dos 20 cassados, oito prefeitos não conseguiram reverter as cassações. Nessa situação entram o reeleito em Cáceres, Ricardo Henry, irmão do deputado federal Pedro Henry, ambos do PP, e o eleito em Diamantino, Erival Capistrano (PDT). Já em Santo Antônio do Leverger e Ribeirão Cascalheira, onde os eleitos tiveram mais de 50% dos votos, os presidentes das câmaras municipais comandam as prefeituras.

   Mais de um ano após o pleito de 2008, a Justiça Eleitoral determinou novo pleito em apenas dois municípios mato-grossenses. Em Araguainha foi eleito José Ocifarne Ferreira, o Zezinho (PPS). Já em Novo Horizonte do Norte, João Antônio de Oliveira, o João do Mercado (PMDB), venceu a nova disputa e comanda a prefeitura desde então.

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • ariane | Domingo, 30 de Janeiro de 2011, 11h06
    0
    0

    em relacao as terras griladas por ari mafini sao inumera as vezes de sono interonpidas para ir a luta na lavoura suor no rosto e com muito esforco e dedicacao que acordava todos os dias para trabalhar opinios de pessoas curuteira e invejosas que novo mundo nao vai pra frente ari mafini nao disperdica tempo em opinios inuteis.

  • Fernando | Sábado, 31 de Julho de 2010, 10h49
    0
    0

    O povo briga, critica mas não deixa o cara trabalhar. Agora todo mundo quer justiça, mas ninguem critica de uma cara que fez 159 votos, querer comandar uma cidade.

  • kamila | Terça-Feira, 06 de Julho de 2010, 09h36
    0
    0

    eu creio q ainda no brasil tem justiça nossa cidade ta um vergonha este brito ñ pode ser prefeito mais pelo amor de deus quero justiça só quem mora aqui p viver esta vergonha, justiça faz alguma coisa ñ se vende por dinhero ñ é vcs q vive aqui somos nos q moramos aqui q sofremos, me desculpa pelo meu lamento mais nos quer justiça, obrigado..

  • fabiana | Sábado, 03 de Julho de 2010, 23h14
    0
    0

    entao sr Waldir Perozzo o sro deve ser mais algum burgues que acredita que pobre nao tem administraçao porque o presidente da camara fez 159 votos mas nao tem nem uma denuncia de currupçao procure a promotoria de guaranta e se informe quanto ja fora desviado de dinheiro publico por quem fez mil e poucos votos mas esta sobre investigaçao

  • paaa | Sábado, 30 de Janeiro de 2010, 13h31
    0
    0

    paaa, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • paaa | Sábado, 30 de Janeiro de 2010, 13h24
    0
    0

    paaa, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Pedro | Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2010, 13h19
    0
    0

    Pedro, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Pedro | Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2010, 13h18
    0
    0

    Pedro, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • mana | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 21h59
    0
    0

    eu não acho que tudo esta perdido, somente o nosso municipio esta acabando mas isto é normal só no primeiro mes de 2010 ja foram embora 50 familia ma Essa é uma situação que deixa todo o município desestabilizado. Tivemos exemplo de Peixoto de Azevedo que sofreu durante quatro anos com essa intrigas políticas, e aqui não esta sendo diferente até os funcionarios estão sofrendo muita discriminação .eu achava que o municipio era da população novomundense porem aqui o municipio e de poucos previlegiados ,porém o imposto e cobrado de todos o recurso vem para a população

  • Euuu | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 23h51
    0
    0

    Me citaa um candidatoo que nunca comprou um votooo..não existe..E Novo Mundoo tem muito que agradeçer ao Prefeitooo Britoo,pq ele sim mereçe ser o Prefeitoo,pois sempre lutou e ta lutandoo.Se Deus quizer vai da tudo certoo...e Novo Mundoo aindaa vaii crescer muito..e pra esse povoo ai de cimaa que fica criticandoo o Prefeitoo,,vão cuidar da vida de vcs...Afinal deve taa uma bagunçaaa...Fico Gratooo

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

Bezerra ignora filiado do seu filiado

carlos bezerra 400   Carlos Bezerra (foto), o "cacicão" do MDB, abandonou antes da hora o palanque de Emanuel Pinheiro, mesmo se tratando do filiado mais importante em representatividade partidária no Estado. Bastou a pesquisa Ibope mostrar que o prefeito da Capital estava atrás de Abílio nas intenções de...

Sob ataques e humilhação e vitorioso

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto) se emocionou ao falar com a imprensa neste domingo, pela primeira vez como prefeito reeleito. Lembrou que foi atacado não só neste período eleitoral, mas desde o início do mandato. Destacou a aprovação popular, com 86% de avaliação...

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

MAIS LIDAS