Judiciário

Terça-Feira, 28 de Outubro de 2014, 19h:40 | Atualizado: 28/10/2014, 19h:42

TRE mantém decisão e eleitores de Reserva do Cabaçal voltarão às urnas

Reprodução

jairo_manfroi_500.jpg

Prefeito de Reserva do Cabaçal, Jairo Manfroi (PMDB) segue cassado após decisão do Pleno do TRE

O Tribunal Regional Eleitoral mantém a sentença proferida pelo Juízo da 41ª Zona Eleitoral, que cassou os mandatos do prefeito de Reserva do Cabaçal Jairo Manfroi (PMDB) e do vice Tarcísio Ferrari (PSD). A decisão ocorreu na sessão ordinária, desta terça (28), na qual a Corte determinou ainda que sejam realizadas novas eleições no município para que sejam eleitos um novo prefeito e vice.

Acontece que o Ministério Público Eleitoral interpôs Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), apontando que Jairo e Tarcísio teriam praticado captação ilícita de sufrágio durante a campanha nas eleições de 2012, oferecendo material de construção, sendo dois mil tijolos e 15 sacos de cimentos para eleitores em troca de votos e apoio. Segundo o TRE, ambos contaram com a ajuda de Edinaldo Aparecido Gomides, conhecido como “pastor Naldo”.

Durante o processo, a Justiça julgou procedente a Aije e condenou o peemedebista e o social-democrata, que foram punidos com a cassação dos diplomas, inelegibilidade de oito anos e pagamento de multa no valor de R$ 20 mil Ufirs. Edinaldo foi condenado nas duas últimas penas. De todo modo, Jairo, Tarcísio e o pastor recorreram da decisão, alegando que as provas eram oriundas de gravações não autorizadas, e, portanto, seriam ilícitas.

Apesar disso, o juiz membro Lídio Modesto da Silva filho, relator do recurso, afirma que na Aije constam depoimentos de testemunhas e áudios que demonstram que Edinaldo era cabo eleitoral dos eleitos. Sendo assim, ressalta que o ilícito não exige para sua caracterização, a participação direta ou indireta do candidato, mas apenas seu consentimento. “Também não se afere se o ato ilícito teve potencialidade de lesar o pleito interferindo nos resultados. Basta apenas que o ilícito tenha sido praticado”. 

Neste sentido, como a chapa composta por Jairo Manfroi e Tarcísio Ferrari obteve 53,78% dos votos válidos, o TRE determinou a adoção de providências para realização de novas eleições. De acordo com o magistrado, as medidas deverão ser tomadas pelo Tribunal, após o julgamento de eventuais declaratórios opostos. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Alerta sobre hanseníase nos presídios

alexandre bustamante curtinha 400   Duas secretarias do TCE ingressaram com representação contra duas secretarias de Estado. As de Controle Externo de Educação e Segurança Pública e de Saúde e Meio Ambiente acionaram no próprio Tribunal as pastas de Segurança Pública,...

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

Ex-deputado quer comandar Chapada

roberto nunes 400   O ex-deputado Roberto Nunes (foto), que recebe dois vencimentos da Assembleia, um como aposentado e outro como beneficiário do extinto FAP, somando mais de R$ 30 mil mensais, está se articulando para encarar mesmo a disputa pela Prefeitura de Chapada dos Guimarães. Transferiu para lá o...

Contra regular as redes a magistrados

thiago amam 400 curtinha   O presidente da Associação Mato-Grossense de Magistrados, juiz Tiago Abreu (foto), vê com preocupação a proposta de resolução do CNJ que estabelece parâmetros quanto à utilização das redes sociais por magistrados. Enfatiza que a Amam...

Sem prefeitos, Sema cancela evento

mauren 400   Sob Mauren Lazzaretti (foto), a secretaria estadual de Meio Ambiente tinha programado um ato nesta quarta, às 16h, em sua sede, para entrega do chamado Kit Descentralização a 30 prefeitos. O governador Mauro participaria do evento. Mas os gestores não apareceram. Cinco mandaram representantes. Ao ser...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.