Judiciário

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 16h:49 | Atualizado: 23/05/2019, 17h:00

Tribunal condena Romoaldo por compra irregular de materiais gráficos e papelaria

Gilberto Leite

Romoaldo Junior

Romoaldo Junior em entrevista à imprensa; ele foi condenado em 2ª instância pelo TJ-MT

A 1ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça condenou o deputado e ex-prefeito de Alta Floresta Romoaldo Júnior (MDB) por ter determinado a compra de materiais gráficos e papelaria com recursos que deveriam ser destinados ao transporte de alunos da zona rural da rede pública.

Os repasses foram feitos pelo Governo Federal por meio do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE) à Prefeitura de Alta Floresta em 2004, quando Romoaldo era o prefeito. O município gastou R$ 6,3 mil com impressões de materiais que deveriam ter sido destinados ao transporte dos alunos.

Romoaldo deverá devolver os R$ 6,3 mil referentes ao dano, pagar multa civil de dez vezes o valor do dano e ainda está proibido “de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio, pelo prazo de três anos”.

Em sua defesa, o parlamentar alegou que os itens impressos diziam respeito ao material de expediente relativo ao próprio programa.

“A utilização de verba ‘carimbada’, destinada ao transporte escolar rural, por sua natureza específica e vinculada aos objetivos traçados na legislação, lesa violentamente ao princípio da legalidade, pilar mestre da Administração Pública”, diz o voto da desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, relatora do caso.

Em 1ª instância, a juíza Anna Paula Gomes de Freitas, da 2ª Vara Cível de Alta Floresta, absolveu Romoaldo da acusação de improbidade administrativa e condenou a prefeitura ao pagamento de R$ 3 mil em honorários advocatícios.

Ao revisar o caso em 2ª instância, os desembargadores entenderam que houve a “determinação consciente para utilização do recurso para a aquisição dos materiais gráficos e de papelaria”, sem comprovação de que o dinheiro estava destinado aos objetivos do programa do Ministério da Educação.

O fato de o dinheiro não ter sido destinado a enriquecimento próprio, mas a gastos da prefeitura, não teria eximido Romoaldo da culpa, segundo entendimento dos magistrados.

“A utilização dos valores destinados para o transporte de alunos na zona rural não se deu em prol das “despesas expressivas” com artigos gráficos e de papelaria, conforme aduziu o Apelado, não havendo qualquer prova, mínima que seja, de que os materiais adquiridos foram utilizados “exclusivamente a gastos pertinentes ao Programa PNATE” (p. 276/277), a ponto de eximir o Apelado da violação ao princípio da legalidade”, afirma Helena Maria.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Jornalistas lançam 1º Anuário Jurídico

antonielle_curtinhas   O site Ponto na Curva e o Animus Centro Empresarial lançam em maio o primeiro Anuário Jurídico de Mato Grosso. A publicação, que é inédita no Estado, é conduzida pelas jornalistas e advogadas Antonielle Costa (foto) e Débora Pinho. A ideia é dar destaque a...

Ao Senado e com apoio de Bolsonaro

jose medeiros 400 curtinha   Com o apoio garantido por Bolsonaro, José Medeiros dá um passo largo rumo ao Senado, já nesta fase de pré-campanha. Entusiasmado, ele marcou a convenção do Podemos para 12 de março. De um lado, o ex-senador e hoje federal entra no rol dos mais cotados por causa do peso do...

EP, macumba e pedido de desculpa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto) admite ter sido infeliz ao usar o termo macumba quando se referiu à atuação e torcida de vereadores da oposição para seu governo não conseguir empréstimo de US$ 115 milhões para fazer investimentos. E citou que um deles teria feito...

Apoio entre opositores é pura falsidade

diego guimaraes 400 curtinha   O tão propagado apoio político recíproco entre os vereadores de oposição em Cuiabá, principalmente em relação ao futuro cassado Abílio Júnior, não é verdadeiro. Todos são concorrentes entre si. Tentam viabilizar suas...

Joaninha se afasta da Câmara de Sinop

joaninha 400 sinop vereador curtinha   O vereador por Sinop Joaninha (MDB), conforme a coluna Curtinhas adiantou, se licenciou do cargo por 60 dias para se recuperar do acidente que sofreu durante manobra na Competição Duelo de Motos, em Atibaia (SP). Enquanto isso, o suplente Mauro Garcia (MDB), ex-secretário de...

Manifestação de apoio deles para ele

elizeu nascimento 400 curtinha   Mesmo com o apoio dos deputados Elizeu Nascimento (foto), Xuxu Dalmolin e Ulysses Moraes que levaram até assessores, em pleno horário de expediente, a manifestação pró-Abílio na Câmara de Cuiabá foi considerada fraca. Investigado por quebra de decoro...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.