Judiciário

Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 18h:37 | Atualizado: 13/02/2020, 18h:46

CASO EMBLEMÁTICO

Tribunal não vê improbidade e absolve magistrados do Escândalo da Maçonaria

Reprodução

Jos� Ferreira Leite

José Ferreira Leite, que era presidente do TJ-MT no período em que irregularidades teriam ocorrido; caso é conhecido como Escandâlo da Maçonaria

Os membros da  2ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça (TJ-MT), em decisão unânime,  julgou improcedente a ação contra os desembargadores José Tadeu Cury (já falecido), José Ferreira Leite e o juiz Marcelo de Souza Barros, no caso conhecido como “Escândalo da Maçonaria”. A decisão foi proferida nna sexta (7) passada.

O processo tramitou durante sete anos. A decisão afirma que existem provas fartas de que os pagamentos feitos pelos réus não eram ilegais e foram desprovidos de dolo ou culpa.

No Escândalo da Maçonaria, os réus foram punidos com aposentadoria compulsória pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em 2012, junto com outros 13 magistrados. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), os  fatos teriam ocorrido em 2004.

À época, o desembargador José Ferreira Leite presidia o TJ-MT e era grão-mestre da loja maçônica Grande Oriente de Mato Grosso (GOE-MT).

Os juízes auxiliares de José Ferreir, Marco Aurélio e Antônio Horácio eram igualmente dirigentes da loja maçônica que decidiu criar uma cooperativa de crédito. Ocorre que  cooperativa faliu e deixou um prejuízo  de aproximadamente R$ 1 milhão. Então, o desembargador tentou contornar a situação.

De acordo com a denúncia do MPF, os magistrados fizeram empréstimos e liberaram verbas devidas pelo TJ-MT, que posteriormente foram repassadas à Maçonaria. No entanto, a  sentença  aponta que os acusados cumpriram o mandato com prazo certo, durante o biênio da gestão administrativa do Tribunal, que terminou em fevereiro de 2005 e que acusação prescreveu porque  a citação do crime aconteceu em março de 2012.

Já o  relatório contábil da Auditoria Geral do Estado (AGE) e Polícia Federal afirma que  os recebimentos dos magistrados estavam conforme as leis. Com isso, foi constatado que não houve improbidade administrativa nem enriquecimento ilícito.

“Para que se enquadre o agente público na Lei de Improbidade é necessário que haja o dolo, a culpa e o prejuízo ao ente público”, não bastando “ser identificado tão somente com o ato ilegal”, hipóteses totalmente ausentes no caso, pois as provas mostram, de forma absolutamente clara que não existiu prejuízo ao erário, ato ilegal, conduta dolosa ou mesmo culposa dos Apelados, o que torna necessária a improcedência da ação” diz a decisão da 2ª Câmara de Direito Público do TJ-MT.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Perfeitinho do Interior | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 20h02
    0
    1

    Há se esse processo de improbidade fosse contra um Perfeitinho do Interior ou um Vereadorzinho... Tava na cadeia... Ora, se não tivessem culpa no cartório não tinham sido aposentados compulsoriamente pelo o CNJ. Uma vergonha!!?

  • EDER | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 19h19
    2
    0

    ESTA AÍ UM EXEMPLO CLARO DA PIROTECNIA DO MP !!! DR JOSÉ FERREIRA É PROBO , DESCENTE , HUMANO e TRABALHADOR !! Essa foi a maior bola fora do MP ...

Matéria(s) relacionada(s):

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.