Judiciário

Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 15h:24 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

PAC

Ussiel acredita que prefeitura conseguirá "derrubar" empresas

Ussiel Tavares   O procurador-geral da Prefeitura de Cuiabá, advogado Ussiel Tavares, acredita que terá nesta semana uma decisão favorável ao Executivo para agilizar as obras do PAC. O desembargador Rubens de Oliveira, da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, aprecia o pedido de liminar da prefeitura para afastar as empresas que compõem o Consórcio Cuiabano dos serviços. Investigações da Polícia Federal e Ministério Público Federal, que culminaram na Operação Pacenas, apontam supostas fraudes nas licitações.

   Conforme Ussiel, o recurso que estava nas mãos do desembargador Evandro Stábile foi redistribuído para Rubens de Oliveira, que já concedeu uma liminar favorável ao Palácio Alencastro em matéria semelhante. A partir do despacho do magistrado, o Consórcio LGL Engenharia em Saneamento (Lage Engenharia e Pavimentação, Geosolo e Lince Construtora e Incorporadora), foi afastado da execução das obras do lote 7, referente ao esgoto.

   Agora, com os mesmos argumentos, Ussiel acredita que conseguirá impedir, ao menos liminarmente, que as empresas do Consórcio Cuiabano retomem as obras. “Como a matéria é muito semelhante, não há porque haver uma decisão diferente”, avalia o procurador.

   Depois da apreciação da liminar, os membros do Tribunal de Justiça vão avaliar o mérito da matéria. A partir daí, com a decisão favorável do TJ em mãos, Ussiel fica desobrigado a dar a ordem de serviço às empresas do Consórcio Cuiabano e da LGL Engenharia, que venceram as licitações iniciais. “Dependendo da decisão do mérito, vamos realizar um novo processo licitatório, o que dará à prefeitura mais segurança jurídica”, explica.

   Ele ressalta que, apesar das interceptações telefônicas terem sido anuladas do rol de provas, há outras investigações contra as empresas envolvidas na Operação Pacenas, inclusive na Corregedoria-Geral da União, o que dificulta a liberação dos recursos do PAC pelo Ministério das Cidades. “As escutas telefônicas constituíam apenas uma parte das investigações, mas existem outras que podem atrapalhar a prefeitura mais lá na frente, daí a necessidade de afastar estas empresas”, analisa.

   No final do ano passado, após ser afastada das obras mediante decreto do prefeito Wilson Santos (PSDB), as empresas do Consórcio Cuiabano conseguiram liminar no Tribunal de Justiça, que apontou a ilegalidade do despacho proferido pelo tucano e determinou o retorno das empresas à execução das obras. Em 7 de janeiro, Ussiel ingressou com os recursos, mas, até o momento, apenas o referente à LGL foi apreciado. Entre obras de ampliação da rede de esgoto e água, a Prefeitura de Cuiabá deverá receber R$ 238 milhões por meio do PAC.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Alexandre do Espírito Santo Almeida | Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2010, 12h11
    0
    0

    É,enquanto focam brigando o tempo esta passando,e pelo que estamos vendo nada de solução.Ja vi que confusão qualquer um sabe fazer,agora resolver o problema,hum,isso é bem mais dificil....

  • Rosangela | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2010, 20h36
    0
    0

    Parabens Dr. Ussiel pela maneira com o Dr. tem conduzido os trabalhos na Procuradoria Geral do Municipio. Nada como um vasto conhecimento na área jurídica para combater estes corruptos que assolam a administração pública. Só tome cuidado Dr. Ussiel com pessoas que gostam de boicotar os seus serviços. Tem assessores que vieram da administração anterior que volta e meia alfineta o seu desempenho frente a procuradoria. Na frente é uma coisa e por detraz cobra cascavel. Aceite um conselho, nomeie pessoas de confiança do sr. e afaste este individuo que além de não colocar ordem no seu setor no mínimo quer ficar com o seu cargo .

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...