Judiciário

Quarta-Feira, 06 de Novembro de 2019, 14h:07 | Atualizado: 06/11/2019, 18h:42

TESOURO

Vereador que acusou prefeito de “roubar” prefeitura é condenado por danos morais

Divulgação

Lean Silva Feitosa

O vereador condenado Lean Silva Feitosa

O juiz Aroldo José Zonta Burgarelli, da Vara Única de Guiratinga, condenou o ex-presidente da Câmara Municipal de Tesouro (a 388 km de Cuiabá), e atual vereador, Lean Silva Feitosa (PL) por danos morais ao prefeito Antônio Leite Barbosa (MDB). Em entrevista ao em 2017, o vereador acusou o gestor de “roubar” recursos da prefeitura, sem qualquer prova.

Na entrevista, o parlamentar declarou que a Câmara havia rejeitado à época um crédito adicional de R$ 250 mil no orçamento do município por indícios de que o dinheiro poderia ser desviado. Os recursos eram de emendas de parlamentares federais.

“A prefeitura tem orçamento mensal de mais de R$ 1 milhão e não fez nada nesses quatro meses de gestão. Rejeitamos porque se tiver muito dinheiro o prefeito rouba demais. Ele é ligeiro”, disse o vereador à época.

O prefeito entrou na Justiça com o pedido de indenização por danos morais e pediu R$ 50 mil de indenização. Foi feita audiência de conciliação, sem sucesso.

Lean Feitosa se defendeu afirmando que não teria dito aquelas palavras e alegou que o conteúdo teria sido alternado na reportagem. Além disso, o vereador disse que a entrevista foi concedida nas dependências da Câmara e, por isso, estaria sob imunidade parlamentar. Para Feitosa, as palavras seriam apenas uma crítica, que não teriam afetado a moral do prefeito. Ele pediu a redução do valor para R$ 500,00.

“Ao analisar os argumentos da parte requerida, vislumbra-se que, de modo equivocado, utilizou-se de um instituto de intervenção de terceiros como matéria preliminar na ação in comento, com o intuito de findar a lide. Todavia, apesar do requerido alegar que as palavras lhe imputadas são de pela origem do órgão jornalístico, esse não colacionou qualquer documento probatório, bem como sequer indicou um indicio de prova para fundar sua alegação”, disse o magistrado na decisão.

Burgarelli entendeu que o vereador caluniou o prefeito e que a imunidade parlamentar não o protegeria deste crime.

“Essa alegação, contudo, verifica-se insustentável já que a própria regra impõe limites, vez que não é pelo fato de ser parlamentar que, ao seu bel prazer de qualquer pessoa pode-se ofender terceiros com manifestações imprudentes que ofendem a moral do cidadão”, escreveu o juiz.

O magistrado avaliou que o valor pedido pelo prefeito seria desproporcional ao dano causado pelas falas do vereador. Foi estabelecida uma indenização de R$ 15 mil, com correção monetária a partir da data do julgamento e juros moratórios a partir da citação, além de mais 10% por custas e honorários.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.