Legislativo

Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019, 09h:43 | Atualizado: 21/08/2019, 10h:06

Câmara de Cuiabá

20 parlamentares votam para arquivar pedido de cassação contra Renivaldo

Francinei Marans

Abilio Junior e Renivaldo Nascimento

Vereadores Abílio Júnior e Renivaldo Nascimento protagonizam uma das discussões dentro da Câmara de Cuiabá

O pedido de cassação impetrado pelo vereador Abílio Júnior (PSC) contra o colega Renivaldo Nascimento (PSDB) foi arquivado por 20 votos contrários na Câmara de Cuiabá. A votação foi realizada na sessão ordinária desta terça (20) e visava a criação de uma Comissão Processante para investigar possível quebra de decoro parlamentar.

Ao todo, além dos 20 pelo arquivamente, houve três abstenções, e dois não votaram por força do regimento interno, sendo o presidente Misael Galvão (PSB) e o próprio Abílio, por ser requerente.

Abílio utilizou a tribuna para defender o requerimento. “Aqui é igual uma escola, tem os que são brincalhões, os que levam a sério, mas também tem o valentão, que pratica bullying, que parte para a agressão. Existe um certo corporativismo nesta Casa, que protege o valentão, que pratica injustiça, mas que é protegido. bullying é crime no Brasil, mas aqui tem gente que diz que não se deve mexer com ele porque ele é bravo”, fazendo referência a Renivaldo.

Durante a sessão, Renivaldo argumentou que o seu acusador tem histórico de fazer circo. “Não sou eu que tenho 15 BOs registrados por falta de respeito. Eu sempre respeitei e respeito as pessoas. Sou servidor público há 33 anos na secretaria Estadual de Fazenda, concursado. Respeito sempre é bom. O que o Abílio faz é premeditado para querer mídia negativa”.  

O processo tinha sido aberto na última semana. Abílio alegou que o tucano tem praticado de forma recorrente ameaças verbais e físicas contra outros vereadores. Além de Abílio, também foram vítimas das agressões, segundo ele, os vereadores Felipe Wellaton (PV), Ricardo Saad (PSDB), Dilemário Alencar (Pros), Lueci Ramos (PSDB) - suplente que chegou a legislar - e Orivaldo da Farmácia (PRP).

Abílio e Renivaldo possuem histórico de enfrentamentos dentro do plenário que quase terminaram em vias de fato. No último embate, o tucano chegou a dar tapas na mão de Abílio, que o encarou com dedo em riste durante audiência pública realizada em março, para debater a taxação dos aplicativos de transporte em Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

Júlio apoiou Bolsonaro pra varrer o PT

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), pré-candidato a senador pelo DEM, diz que em 2018 não só votou em Bolsonaro, como participou de carreata e vestiu camisa com as cores verde e amarela em apoio à candidatura do capitão. Lembra que estava convicto naquele momento de que era preciso varrer o PT...

Já com apoio de mais de 50 prefeitos

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) não para nas articulações políticas. E, se apoio elevado de prefeitos vier a ser decisivo, ele será eleito senador na suplementar de 26 de abril. Dos 141 gestores municipais do Estado, mais de 50 já anunciaram que estarão no palanque do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.