Legislativo

Segunda-Feira, 14 de Abril de 2014, 18h:56 | Atualizado: 15/04/2014, 13h:07

CASSAÇÃO

Agressão pode complicar situação de João Emanuel na Câmara e na Justiça

Fotos: Davi Valle/Rdnews

montagem_emanuel_ativista_500.jpg

Vereador João Emanuel pode ter situação complicada após agressão à ativista Ivonete Jacob (foto)

A agressão à ativista Ivonete Jacob, pelo segurança do vereador João Emanuel, pode complicar ainda mais a situação do parlamentar na Justiça e na própria Câmara. O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) protocolou uma nova representação contra o social-democrata, na última sexta (11), que pode culminar em um segundo procedimento disciplinar contra o parlamentar.

Isso significa que mesmo que ele escape da cassação, nesta terça (15), João Emanuel deve enfrentar nova atuação administrativa. Só não será instaurado um novo processo investigatório se houver cassação. “Isso porque se o mandato do vereador for cassado, a nova representação do MCCE perde o objeto”, explica o presidente da CCJ, Faissal Calil (PSB). Conforme o socialista, o requerimento sobre a agressão não pode ser anexado ao atual processo disciplinar. Apesar disso, o caso pode influenciar no voto dos vereadores.

Apesar da agressão física não ter partido de Emanuel, mas de seu segurança, este novo escândalo piora a situação do social-democrata. O MCCE alega que o parlamentar pode ser enquadrado como cúmplice da agressão, a partir do momento em que negou o ocorrido e não tomou nenhuma medida de repreensão ao funcionário. “O fato dele se omitir diante da falha do funcionário significaria que está consentindo com a situação”, aponta o coordenador do Movimento, Antonio Cavalcanti, o Ceará.

Além da representação, o MCCE solicitou cópia das imagens do sistema interno de segurança da Câmara para desmentir Emanuel e comprovar que houve realmente a agressão física. Estas imagens também serão encaminhadas ao Gaeco e podem embasar um novo pedido de prisão para o vereador. Ceará lembra que João Emanuel só está solto diante do compromisso de não intimidar nem coagir testemunhas. “O parlamentar não cumpre esta condição. Não só o vereador está coagindo as pessoas com esta postura, mas também a família dele. A mãe dele tentou abafar o caso e impedir que a vítima falasse do ocorrido. Ela apertou forte o meu braço na tentativa de nos intimidar”, afirma.

O coordenador defende que esta denúncia tem que ser levada adiante, porque a partir desta violência física a sociedade passou a ter mais apreensão de ir à Câmara, intitulada como Casa do Povo, para acompanhar os trabalhos legislativos e exigir dos vereadores explicações e prestações de contas. “Corrupção e denúncia de improbidade sempre existiu na Câmara desde a gestão do Luiz Marinho (PTB), Chica Nunes (PSDB) e Lutero Ponce (PMDB). Mas a situação piorou. Nunca antes na história algum vereador tinha chegado a esse ponto”. Para enquadrar João Emanuel na denúncia de agressão, além da representação do MCCE, a ativista também fez exame de corpo de delito no IML, laudo que atesta os hematomas, bem como registrou Boletim de Ocorrência no Cisc Planalto. 

Dos 25 vereadores, 17 são favoráveis à cassação; 5 contrários - veja quadro

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Rafael Farias | Terça-Feira, 15 de Abril de 2014, 07h40
    1
    5

    Sem defender João Emanuel, que tem mais que ser cassado mesmo, mas essa senhora exagerou na dose. Nunca vi uma pessoa tomar um soco, como ela diz ter levado, e não ficar nem vermelho onde supostamente foi o soco. Basta observar o vídeo logo após o ocorrido. E esse Ceará é outro. Fazer todo esse alarde por que uma senhora apertou seu braço. Firma rapaz.

  • JOÃO JOSE | Terça-Feira, 15 de Abril de 2014, 06h32
    4
    1

    O FUTURO VEREADOR CASADO DOUTOR EM DIREITO JOÃO EMANUEL VAI ENTRAR PARA HISTORIA PARA ALISTA DOS VEREADORES CASADOS EM CUIABÁ. TRISTE REALIDADE PARA NOSSA HISTORIA . O DOUTOR EM DIREITO E PROFESSOR JOÃO EMANUEL NOS ENSINOU MUITO COMO SECRETARIO DE HABITAÇÃO E COMO VEREADOR DE CUIABÁ VAI FICAR NA HISTORIA, SOMENTE O AINDA VEREADOR SÓ ESTA COLHENDO O QUE PLANTOU COMO SECRETARIO DE HABITAÇÃO E HOJE AINDA VEREADOR.

  • mtes | Segunda-Feira, 14 de Abril de 2014, 21h48
    3
    6

    Pergunta se esta senhora tem exame de copo de delito como prova da agressão? Se não tiver, processo no lombo desta senhora. Só testemunha não vale tem que ter o exame.

  • tonho silva | Segunda-Feira, 14 de Abril de 2014, 21h12
    6
    5

    O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral MCCE gostaria de saber porque vc não vai protocolar uma investigação contra o senador,prefeito que tem bastante denuncia ??? sera porque???

MDB em clima de racha em Tangará

joao jose 400 curtinha   Em Tangará da Serra, o MDB enfrenta racha. O prefeito Fabio Junqueira, com apoio de filiados históricos, quer lançar à sucessão municipal o seu secretário de Infraestrutura e antigo gestor do Serviço de Água e Esgoto, Wesley Lopes Torres, sobrinho do ex-vereador Daniel...

Advogados disputam cadeira no TJ-MT

andre pozetti 400 curtinha   É extensa a lista de advogados que estão se movimentando, nos bastidores, para a cadeira vitalícia de desembargador do Tribunal de Justiça, sob indicação do Quinto Constitucional da OAB/MT. Caberá ao Colégio de Conselheiros da Ordem, composto por 33 advogados,...

Max insiste em ficar na 1ª Secretaria

max russi 400 curtinha   Max Russi (foto) ainda não desistiu de continuar na Primeira-Secretaria na próxima Mesa Diretora, mas, como possui menos apoio do que a emedebista Janaina Riva, deve mesmo ocupar outro posto, o de primeiro-vice-presidente. A eleição, que marcará a reeleição de Botelho na...

Deputados criticam membros da CCJ

elizeu nascimento 400 curtinha   Membros da CCJ da Assembleia, especialmente o presidente e o vice, respectivamente, Dilmar Dal Bosco e Sebastião Rezende, foram bastante criticados pelos colegas em sessão nesta quarta. Deputados como Thiago Silva, Wilson Santos e Elizeu Nascimento (foto) disseram que a Comissão, uma das mais...

Testemunhas pra protelar investigação

camila silva 400 curtinha   Os vereadores poconeanos Camila Silva (foto), do PP, e Ademir Zulli (PTB) usaram de uma estratégia jurídica para protelar, ao máximo, a conclusão dos trabalhos da recém-criada Comissão de Investigação e Processantes (CIP) para apurar denúncia de quebra de...

Luta de Misael e asfalto no Despraiado

misael galvao curtinha 400   O presidente da Câmara da Capital, Misael Galvão (foto), está comemorando uma vitória suada: a retomada das obras de pavimentação em toda extensão das ruas Afonso Pena e Oswaldo Correa, no bairro Despraiado. Ele fez várias indicações para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.