Legislativo

Segunda-Feira, 14 de Abril de 2014, 18h:56 | Atualizado: 15/04/2014, 13h:07

CASSAÇÃO

Agressão pode complicar situação de João Emanuel na Câmara e na Justiça

Fotos: Davi Valle/Rdnews

montagem_emanuel_ativista_500.jpg

Vereador João Emanuel pode ter situação complicada após agressão à ativista Ivonete Jacob (foto)

A agressão à ativista Ivonete Jacob, pelo segurança do vereador João Emanuel, pode complicar ainda mais a situação do parlamentar na Justiça e na própria Câmara. O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) protocolou uma nova representação contra o social-democrata, na última sexta (11), que pode culminar em um segundo procedimento disciplinar contra o parlamentar.

Isso significa que mesmo que ele escape da cassação, nesta terça (15), João Emanuel deve enfrentar nova atuação administrativa. Só não será instaurado um novo processo investigatório se houver cassação. “Isso porque se o mandato do vereador for cassado, a nova representação do MCCE perde o objeto”, explica o presidente da CCJ, Faissal Calil (PSB). Conforme o socialista, o requerimento sobre a agressão não pode ser anexado ao atual processo disciplinar. Apesar disso, o caso pode influenciar no voto dos vereadores.

Apesar da agressão física não ter partido de Emanuel, mas de seu segurança, este novo escândalo piora a situação do social-democrata. O MCCE alega que o parlamentar pode ser enquadrado como cúmplice da agressão, a partir do momento em que negou o ocorrido e não tomou nenhuma medida de repreensão ao funcionário. “O fato dele se omitir diante da falha do funcionário significaria que está consentindo com a situação”, aponta o coordenador do Movimento, Antonio Cavalcanti, o Ceará.

Além da representação, o MCCE solicitou cópia das imagens do sistema interno de segurança da Câmara para desmentir Emanuel e comprovar que houve realmente a agressão física. Estas imagens também serão encaminhadas ao Gaeco e podem embasar um novo pedido de prisão para o vereador. Ceará lembra que João Emanuel só está solto diante do compromisso de não intimidar nem coagir testemunhas. “O parlamentar não cumpre esta condição. Não só o vereador está coagindo as pessoas com esta postura, mas também a família dele. A mãe dele tentou abafar o caso e impedir que a vítima falasse do ocorrido. Ela apertou forte o meu braço na tentativa de nos intimidar”, afirma.

O coordenador defende que esta denúncia tem que ser levada adiante, porque a partir desta violência física a sociedade passou a ter mais apreensão de ir à Câmara, intitulada como Casa do Povo, para acompanhar os trabalhos legislativos e exigir dos vereadores explicações e prestações de contas. “Corrupção e denúncia de improbidade sempre existiu na Câmara desde a gestão do Luiz Marinho (PTB), Chica Nunes (PSDB) e Lutero Ponce (PMDB). Mas a situação piorou. Nunca antes na história algum vereador tinha chegado a esse ponto”. Para enquadrar João Emanuel na denúncia de agressão, além da representação do MCCE, a ativista também fez exame de corpo de delito no IML, laudo que atesta os hematomas, bem como registrou Boletim de Ocorrência no Cisc Planalto. 

Dos 25 vereadores, 17 são favoráveis à cassação; 5 contrários - veja quadro

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Rafael Farias | Terça-Feira, 15 de Abril de 2014, 07h40
    1
    5

    Sem defender João Emanuel, que tem mais que ser cassado mesmo, mas essa senhora exagerou na dose. Nunca vi uma pessoa tomar um soco, como ela diz ter levado, e não ficar nem vermelho onde supostamente foi o soco. Basta observar o vídeo logo após o ocorrido. E esse Ceará é outro. Fazer todo esse alarde por que uma senhora apertou seu braço. Firma rapaz.

  • JOÃO JOSE | Terça-Feira, 15 de Abril de 2014, 06h32
    4
    1

    O FUTURO VEREADOR CASADO DOUTOR EM DIREITO JOÃO EMANUEL VAI ENTRAR PARA HISTORIA PARA ALISTA DOS VEREADORES CASADOS EM CUIABÁ. TRISTE REALIDADE PARA NOSSA HISTORIA . O DOUTOR EM DIREITO E PROFESSOR JOÃO EMANUEL NOS ENSINOU MUITO COMO SECRETARIO DE HABITAÇÃO E COMO VEREADOR DE CUIABÁ VAI FICAR NA HISTORIA, SOMENTE O AINDA VEREADOR SÓ ESTA COLHENDO O QUE PLANTOU COMO SECRETARIO DE HABITAÇÃO E HOJE AINDA VEREADOR.

  • mtes | Segunda-Feira, 14 de Abril de 2014, 21h48
    3
    6

    Pergunta se esta senhora tem exame de copo de delito como prova da agressão? Se não tiver, processo no lombo desta senhora. Só testemunha não vale tem que ter o exame.

  • tonho silva | Segunda-Feira, 14 de Abril de 2014, 21h12
    6
    5

    O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral MCCE gostaria de saber porque vc não vai protocolar uma investigação contra o senador,prefeito que tem bastante denuncia ??? sera porque???

Matéria(s) relacionada(s):

Câmara cassará 3º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o terceiro vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.