Legislativo

Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020, 18h:21 | Atualizado: 02/12/2020, 18h:28

NA MIRA DE MAURO

AL aprova em 1ª votação projeto que barra extinção da Empaer, mas ainda há riscos

Reprodução

empaer_1

Foi aprovado em primeira votação na Assembleia, o Projeto de Lei Complementar nº 49/20 que tenta barrar a extinção da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural, a Empaer. Os deputados foram unânimes na votação desta quarta (12) e acolheram o texto original, proposto por Wilson Santos (PSDB).

Mas para garantir a manutenção da Empaer ainda há longo caminho a percorrer. Isso porque depende agora de parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) para ir a segunda votação. Os deputados ainda precisam convencer o governador Mauro Mendes (DEM) a não vetar o texto, pois ele as empresas públicas estão na mira do gestor desde que assumiu o cargo em janeiro de 2019.

Na base de Mauro, Wilson ainda não bateu de frente com o governador a quem tem defendido em vários momentos no parlamento. A boa relação pode sinalizar que ele tenha o aval do chefe do Executivo para dar andamento no assunto. Em plenário, destacou a relevância da entidade para a história do Estado e considera que há muitas famílias da agricultura familiar que se beneficiam do trabalho da Empaer.

“A Empaer está incentivando boas práticas rurais e difundindo novas tecnologias para gerar e garantir o desenvolvimento econômico, social e ambiental da família rural. Os avanços e as transformações de realidades de produtores e municípios, nos 55 anos de história, são indicadores de que a Empresa cumpre sua missão”.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Ellen Costa | Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020, 09h52
    6
    0

    Quando se tem um governo truculento e míope e se pode contar com o bom senso dos Deputados que representam todas as regiões de MT o resultado beneficia quem precisa, ou seja, os Agricultores Familiares. Aqueles que produzem os alimentos que estão na nossa mesa, pq não comemos algodão.

  • Pedro | Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020, 09h31
    6
    0

    As empresa que estão na mira do gov, são empresa que produz, exp: MTI na informação, tudo que o estado recebe e paga passa pelos processadores e novos sistemas para alavancar o estado, Empaer na agricultura e assim por diante, o gov deu um tempo para as empresas se organizarem, está ai o resultado todas progredindo, agora está na hora de tirar a extinção.

  • AIRES | Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020, 09h06
    9
    0

    Parabéns deputados por estarem apoiando a AGRICULTA FAMILIAR DE MT. pois é isso que significa a aprovado dessa PLC.

  • oscar domingues | Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020, 06h54
    11
    0

    As dificuldades do setor estão no começo. Verticalizar a produção com tecnologia sofisticada exigirá muito estudo, preparo, convencimento e grandes investimentos. O governador não acredita mesmo que poderá dispensar uma empresa de fomento ao agro com a expertise dos técnicos da Empaer. Prefiro acreditar que está apenas blefando, cutucando nos brios dos parceiros de jornada.

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.