Legislativo

Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 10h:33 | Atualizado: 17/06/2019, 17h:26

SALÁRIOS

AL propõe estender lei do ganho real da Educação até 2026 para encerrar greve

O líder do governo na Assembleia, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), disse que os parlamentares estudam alterar a Lei 510/2013, que dá ganhos reais aos salários dos servidores da Educação. O não pagamento de uma parcela de 7,69% de reajuste, com vencimento em maio, deste ano, está entre os motivos para a greve mobilizada pelos servidores.

JLSiqueira

Dilmar Dal Bosco

Líder Dilmar Dal Bosco pondera que lei foi feita sem nenhum critério ou planejamento

O mesmo percentual está previsto anualmente até 2023 pela lei, aprovada pela Assembleia em 2013. O objetivo dos deputados é que a alteração preveja estender o prazo, possivelmente até 2026.

“É uma lei que foi feita sem nenhum critério de onde viria esse dinheiro, ano a ano. Não tem uma planilha dizendo de onde iria acrescentar todo ano, além da RGA, esse ganho real. O que nós vamos tentar é ver se tem a possibilidade de alterar na mesma de lei para que, ao invés de vencer em 2023, que vença em 2024, 2025, até 2026... Achar uma proposta para equilibrar esses pagamentos futuros. Hoje o Estado não tem condições financeiras de fazer o pagamento”, disse Dilmar.

O governo foi notificado, em maio, pelo Ministério Público Estadual (MPE) para que não pagasse o reajuste da Educação previsto para aquele mês e também os reajustes previstos em lei de 5,5% aos servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) para 1º de junho e de 4% a servidores do grupo TAF para 1º de julho.

O MPE indicou que o Executivo estourou o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) previsto para gastos com a folha de pagamentos.

Achar uma proposta para equilibrar esses pagamentos futuros

Dilmar Dal Bosco

“Primeiro que eu acho que os servidores tinham que fazer uma reflexão. A lei está garantida. Só que nós temos três leis, uma que concedeu aumento, a lei complementar 510 lá de 2013, que dá a dobra de salário aos servidores da Educação, que vai até 2023... E nós temos a Lei de Responsabilidade Fiscal, tanto federal quanto estadual, que não permite ao governo passar do limite prudencial, ele está estourado. Tanto que nós temos dificuldades até no empréstimo com o Banco Mundial devido a essa lei de responsabilidade. Ele passou os índices já dentro do Estado de Mato Grosso”, declarou o líder do governo.

O Executivo tenta renegociar a dívida dolarizada com o Bank of America. A intenção do governo é repassar o empréstimo para o Banco Mundial e, com isso, receber R$ 250 milhões que iriam dar folga ao caixa.

“Hoje o Estado, se tiver interesse de ajudar, mesmo que o governador queira pagar, ele está impedido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Não tem dinheiro para isso. Então, nós estamos com dificuldade. Se você analisar, nós estamos com salário atrasado ainda, nós estamos com 13º que era pago no vencimento de aniversário do servidor e não está sendo pago, está acumulando, e nós temos ainda essa dívida do Bank of America que se não sair o financiamento, tem uma parcela pagar em setembro”, lembrou o parlamentar.

O governo entrou com pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir que o Governo Federal dê aval para a negociação com o Banco Mundial. A parcela de setembro ainda com o Bank of America é de US$ 38,8 milhões de dólares e o governador Mauro Mendes espera aprovar o aval da União, que ainda passa pelo Congresso, até julho.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • ROBSON JOSÉ | Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 17h30
    4
    0

    Sempre o servidor, principalmente o da educação tem que fazer uma "reflexão". Muito engraçado, os deputados não fazem reflexão sobre seus salários, os desembargadores e juízes não fazem reflexão sobre seus reajustes, os membros do MPE não fazem reflexão sobres seus reajustes. Estranho essa conversa, quando é no lombo de quem trabalha de verdade, tudo é fácil, é só fazer reflexão. A greve tem que continuar!! Esperamos que a SEMA e o TAF também venham a exigir seus direitos.

  • EDTADO VAO QUEBRAR | Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 12h57
    6
    12

    CANCELA ESSA LEI É IMPAGÁVEL ESSE VALOR OLHA OBTANTO DE PROFISSIONAL DA EDUCAÇÃO QUE EXISTE O ESTADO VAI QUEBRAR.

  • joao | Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 12h26
    8
    4

    Primeiro o governo não pode contar com o empréstimo, empréstimo já era, segundo estender a lei do ganho real até o ano de 2026. Se o governo não está cumprindo este ano, em 2026 é brincadeira de mal gosto. Os servidores da educação têm que continuar com a greve.

Matéria(s) relacionada(s):

Primeira-dama, hospital e dia histórico

virginia mendes curtinha   A primeira-dama do Estado Virgínia Mendes classificou esta terça (23) de dia histórico por marcar a inauguração do hospital estadual Santa Casa, em Cuiabá. Averso a entrevistas para jornalistas, ela recorreu às redes sociais para, em postagem, fazer elogios ao ministro da...

Empossado no comando do Incra-MT

ivanildo incra curtinha   Apesar de já estar atuando desde o início do mês, Ivanildo Teixeira Thomaz (foto) tomou posse na segunda (22) como novo superintendente do Incra/MT, numa solenidade em Brasília que marcou a posse de outros dois, sendo eles Cassius Rodrigo de Almeida na regional do Rio de Janeiro, e Antonio...

Setor produtivo pressiona deputados

Algumas entidades, especialmente do setor produtivo, estão exercendo muita pressão sobre deputados, inclusive econômica, na tentativa de convencê-los a votar pela rejeição do projeto que estabelece reinstituição dos incentivos fiscais e que já foi aprovado, semana passada, em primeira votação, inclusive pelo placar de 15 a 7.  Há empresários do agronegócio que foram pessoalmente à AL...

Governador chateado com grevistas

jayme_curtinha   Embora pareça, muitas vezes, ignorar o movimento grevista, agindo como o árbitro de futebol, que finge não ouvir os gritos da torcida, Mauro Mendes não está nada feliz com o tom das críticas de alguns servidores. Jayme (foto), líder do Democratas, mesmo partido de Mauro, pediu hoje...

Ministro lamenta ausência de prefeito

mandetta_curtinha   Ministro da Sáude Luís Henrique Mandetta fez questão de ressaltar a ausência do prefeito da Capital Emanuel Pinheiro na solenidade de reabertura da Santa Casa hoje. Mandetta disse que Emanuel foi muitas vezes a Brasília “pedir por esse hospital”, que foi fechado após a...

Dinheiro para Fipe veio da Assembleia

allan kardec curtinha   O secretário estadual Allan Kardec (foto), da Cultura, Esporte e Lazer, confirma que, de fato, o Estado repassou R$ 1,5 milhão para o tradicional Festival Internacional de Pesca Esportiva, realizado este mês em Cáceres. Enfatiza que esse dinheiro havia retornado para o Poder Executivo em forma de...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.