Legislativo

Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 10h:33 | Atualizado: 17/06/2019, 17h:26

SALÁRIOS

AL propõe estender lei do ganho real da Educação até 2026 para encerrar greve

O líder do governo na Assembleia, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), disse que os parlamentares estudam alterar a Lei 510/2013, que dá ganhos reais aos salários dos servidores da Educação. O não pagamento de uma parcela de 7,69% de reajuste, com vencimento em maio, deste ano, está entre os motivos para a greve mobilizada pelos servidores.

JLSiqueira

Dilmar Dal Bosco

Líder Dilmar Dal Bosco pondera que lei foi feita sem nenhum critério ou planejamento

O mesmo percentual está previsto anualmente até 2023 pela lei, aprovada pela Assembleia em 2013. O objetivo dos deputados é que a alteração preveja estender o prazo, possivelmente até 2026.

“É uma lei que foi feita sem nenhum critério de onde viria esse dinheiro, ano a ano. Não tem uma planilha dizendo de onde iria acrescentar todo ano, além da RGA, esse ganho real. O que nós vamos tentar é ver se tem a possibilidade de alterar na mesma de lei para que, ao invés de vencer em 2023, que vença em 2024, 2025, até 2026... Achar uma proposta para equilibrar esses pagamentos futuros. Hoje o Estado não tem condições financeiras de fazer o pagamento”, disse Dilmar.

O governo foi notificado, em maio, pelo Ministério Público Estadual (MPE) para que não pagasse o reajuste da Educação previsto para aquele mês e também os reajustes previstos em lei de 5,5% aos servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) para 1º de junho e de 4% a servidores do grupo TAF para 1º de julho.

O MPE indicou que o Executivo estourou o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) previsto para gastos com a folha de pagamentos.

Achar uma proposta para equilibrar esses pagamentos futuros

Dilmar Dal Bosco

“Primeiro que eu acho que os servidores tinham que fazer uma reflexão. A lei está garantida. Só que nós temos três leis, uma que concedeu aumento, a lei complementar 510 lá de 2013, que dá a dobra de salário aos servidores da Educação, que vai até 2023... E nós temos a Lei de Responsabilidade Fiscal, tanto federal quanto estadual, que não permite ao governo passar do limite prudencial, ele está estourado. Tanto que nós temos dificuldades até no empréstimo com o Banco Mundial devido a essa lei de responsabilidade. Ele passou os índices já dentro do Estado de Mato Grosso”, declarou o líder do governo.

O Executivo tenta renegociar a dívida dolarizada com o Bank of America. A intenção do governo é repassar o empréstimo para o Banco Mundial e, com isso, receber R$ 250 milhões que iriam dar folga ao caixa.

“Hoje o Estado, se tiver interesse de ajudar, mesmo que o governador queira pagar, ele está impedido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Não tem dinheiro para isso. Então, nós estamos com dificuldade. Se você analisar, nós estamos com salário atrasado ainda, nós estamos com 13º que era pago no vencimento de aniversário do servidor e não está sendo pago, está acumulando, e nós temos ainda essa dívida do Bank of America que se não sair o financiamento, tem uma parcela pagar em setembro”, lembrou o parlamentar.

O governo entrou com pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir que o Governo Federal dê aval para a negociação com o Banco Mundial. A parcela de setembro ainda com o Bank of America é de US$ 38,8 milhões de dólares e o governador Mauro Mendes espera aprovar o aval da União, que ainda passa pelo Congresso, até julho.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • ROBSON JOSÉ | Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 17h30
    4
    0

    Sempre o servidor, principalmente o da educação tem que fazer uma "reflexão". Muito engraçado, os deputados não fazem reflexão sobre seus salários, os desembargadores e juízes não fazem reflexão sobre seus reajustes, os membros do MPE não fazem reflexão sobres seus reajustes. Estranho essa conversa, quando é no lombo de quem trabalha de verdade, tudo é fácil, é só fazer reflexão. A greve tem que continuar!! Esperamos que a SEMA e o TAF também venham a exigir seus direitos.

  • EDTADO VAO QUEBRAR | Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 12h57
    6
    12

    CANCELA ESSA LEI É IMPAGÁVEL ESSE VALOR OLHA OBTANTO DE PROFISSIONAL DA EDUCAÇÃO QUE EXISTE O ESTADO VAI QUEBRAR.

  • joao | Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019, 12h26
    8
    4

    Primeiro o governo não pode contar com o empréstimo, empréstimo já era, segundo estender a lei do ganho real até o ano de 2026. Se o governo não está cumprindo este ano, em 2026 é brincadeira de mal gosto. Os servidores da educação têm que continuar com a greve.

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

Queda nas receitas e o salário regular

emanuel pinheiro 400 curtinha   Prefeitos de um modo geral vão conseguir pagar a folha do funcionalismo de março, na próxima semana, sem tantas dificuldades. Já para abril, a tendência é que passem apurados para manter os vencimentos em dia, por causa do reflexo negativo da pandemia do coronavírus,...

Galvan, afronta à legislação e multa

antonio galvan 400 curtinha   O presidente da Aprosoja-MT, Antônio Galvan (foto), que tentou, mas acabou desistindo da disputa ao Senado, está sempre envolvido em polêmicas, seja nas demandas do agronegócio, seja no cotidiano da política. A mais recente é que ele, juntamente com outros produtores, está...

Destaque nas ações anti-coronavírus

leonardo bortolini leo 400 curtinha   O prefeito de Primavera do Leste Leonardo Bortolin (foto) vem recebendo elogios e ganhou o noticiário nacional por medidas práticas, céleres e seguras no atendimento à população, em meio aos cuidados para prevenção ao coronavírus. Desde a semana...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.