Legislativo

Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 15h:10 | Atualizado: 10/02/2019, 15h:12

EMPAER

Ao invés de extinguir, Mauro deve oferecer mais condições de trabalho, diz Dr. João

Rodinei Crescêncio

Doutor jo�o

Médico e agora deputado, Dr. João defende a Empaer e não a extinção

Para o deputado Dr. João (MDB) a extinção da Empaer será um fator negativo para a agricultura familiar em Mato Grosso. O parlamentar defende que falta ao Executivo garantir estrutura e condições para que a empresa realize seu trabalho de forma abrangente e alcance, principalmente, os agricultores familiares menos assistidos no Estado.

A extinção da Empaer é uma das propostas do governador Mauro Mendes (DEM) para compor a repactuação dos gastos públicos, sendo que na aprovação da reforma administrativa do Estado, em janeiro deste ano, a Assembleia autorizou o democrata a extinguir a empresa.

Só na minha cidade (Tangará da Serra), são 1.510 famílias que dependem da agricultura familiar, e a Empaer é importante para dar suporte

A perspectiva do governador é reduzir de 147 para 79 o número de cargos comissionados na Empaer, o que gerará uma economia de R$ 3,1 milhões anuais. Atualmente, a empresa pública gasta mais de R$ 8 milhões mensais para manter o quadro de servidores, que trabalham em 133 escritórios regionais.

O deputado Dr. João concorda que é necessário fazer os ajustes, mas que o governador também precisa dar condições para a Empaer trabalhar. “Lá dentro tem PHDs, mestres e doutores, é uma das maiores bibliotecas vivas do Estado de Mato Grosso. Agora vai fechar, por quê?” - questiona.

O médico, agora deputado, defende ainda que a Empaer garante importante assistência às famílias da agricultura familiar. “Só na minha cidade (Tangará da Serra), são 1.510 famílias que dependem da agricultura familiar, e a Empaer é importante para dar suporte a este setor, que está presente em todo o Estado”.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • DOUTORADO | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 13h41
    2
    2

    o Povo de MT, acredito que o Sr. não sabe mesmo o que fala, vá se instruir ou melhor, investigar, estudar as Empresas públicas pra depois postar um comentário tão covarde. Para se fazer um comentário desses é preciso ter total conhecimento de causa, ou se não sabe e fica só axómetro é melhor se calar ok.

  • Povo de MT | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 17h55
    3
    10

    Esse deputado ainda pense como aqueles políticos antigos ainda, gestor antigo com pensamento arcaico. Tem que extinguir sim essa empresa que mais gera gastos do que solução para Mato Grosso (supersalário) ou cria uma nova empresa privada para tomar conta disso.

Matéria(s) relacionada(s):

Vereadores de Acorizal agora com VI

A Câmara Municipal de Acorizal resolveu seguir as demais e instituir verba indenizatória não apenas para os seus nove vereadores. Incluiu também no benefício financeiro ocupantes de diversos cargos. Agora, além do salário, cada parlamentar terá direito a R$ 1,5 mil mensal. E quem ocupa a presidência da Mesa receberá R$ 2 mil. Os vereadores alegam que essa verba tem caráter ressarcitório do exercício da...

Prefeito "estoura" limite da lei fiscal

asiel alt floresta   O prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra (foto), do MDB, recebeu alerta do conselheiro Guilherme Maluf sobre descontrole dos gastos, principalmente com a folha de pessoal. Debruçada nos relatórios, a Secretaria de Controle Externo de Receitas de Governo do TCE constatou que as despesas com pessoal atingiram...

Trâmites para alugar carros à Câmara

misael galvao curtinha   Diferente dos antecessores, que omitiam informações, principalmente em relação a medidas consideradas impopulares, o presidente da Câmara de Cuiabá Misael Galvão (foto), numa demonstração de transparência e de coragem para enfrentar críticas,...

Silval é chamado de ladrão no Fórum

silval_curtinha   O ex-governador Silval Barbosa, que hoje ganhou o direito ao regime semiaberto, foi hostilizado por populares no Fórum de Cuiabá. Um homem, que estava no corredor, que dá acesso às salas onde acontecem às audiências, gritou: “Silval, ladrão”. Jornalistas chegaram a...

Jayme é simpático à reeleição de EP

jayme campos curtinha   Jayme Campos (foto) vai comprar briga interna no DEM em defesa da reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. Mas o núcleo ligado ao governador Mauro Mendes não é muito simpático a essa ideia. Numa reunião recente, com participação de Mauro Carvalho,...

Busca de brecha para demitir efetivos

A briga do governador Mauro Mendes com servidores, especialmente da Educação, que cruzam os braços na próxima segunda, tende não só se acirrar, como trazer consequências quase inimagináveis. O Executivo já anunciou que vai exugar 20% dos cargos comissionados e que, se necessário, pode demitir até efetivos, o que hoje seria impossível por causa de leis que asseguram estabilidade no serviço público....

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.