Legislativo

Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 09h:02 | Atualizado: 24/06/2019, 12h:22

BR163/364

Após pedido de recuperação, senador defende que Rota Oeste perca concessão

Diante da recuperação judicial da Odebrecht, o ministério do Transporte estuda uma forma para transferir a concessão da BR-163 da Rota do Oeste para outra empresa. Desde 2014, a concessionária, que é um braço logístico da empresa, detém os direitos de exploração econômica e manutenção de aproximadamente 500 km da rodovia.

Waldemir Barreto

Jayme Campos

Jayme Campos avalia que a Rota Oeste não vai conseguir executar obras na BR-163/364

O senador Jayme Campos (DEM) defende que a concessão seja retirada da empresa e avalia que, diante da situação de recuperação, ficará impedida de acessar novos financiamentos, e com isso, não conseguir realizar o plano de duplicação da rodovia.

A empresa, por usa vez, sustenta que não será afetada pelo processo da  Odebrecht S/A, a holding do grupo. Acontece que a Rota do Oeste é uma empresa da Odebrecht TransPort, que não entrou na recuperação judicial.

Com passivo superior a R$ 90 bilhões, sendo que apenas R$ 51 bilhões são negociáveis, já que a outra parte é de passivos firmados entre empresas do próprio grupo, a Odebrecht entrou em recuperação depois de enfrentar a complexa investigação da Operação Lava Jato, já que o principal acionista da empresa, Marcelo Odebrecht, é acusado de ser um dos financiadores de esquemas de corrupção junto ao Governo Federal.

Quando a Rota do Oeste assumiu a concessão da BR-163, em março de 2014, estabeleceu o plano de duplicação de 453 km da rodovia. O investimento seria em torno de R$ 6,8 bilhões. A maior parte deste valor deveria ter sido contratada junto ao banco de fomento federal, BNDES, mas acabou não ocorrendo.

Com isso, a empresa acabou não conseguindo cumprir a meta de duplicação dentro de cinco anos, conforme estipulado no contrato de 30 anos, sendo que nos cinco primeiros anos todo o trecho deveria estar pronto. Até março de 2016, a empresa conseguiu duplicar um trecho de 117 km entre a divisa de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e Rondonópolis.

Em visita a Mato Grosso, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, informou que está sendo estudada uma medida que ameniza os danos nos casos das devoluções das concessões. A ideia, segundo o ministro, é garantir que os planejamentos sejam mais estruturais, e que os as metas não sejam irreais. O ministro apontou também os usuários não estão conseguindo perceber o investimento que fazem com o pagamento do pedágio.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • falo mesmo | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 16h28
    0
    0

    falo mesmo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • paula goetz | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 13h55
    0
    1

    Impressionante que até a própria ANTT, em audiência pública em Sorriso recentemente, defendia a permanência da Rota do Oeste no trecho bem como também defendia que o contrato/concessão na avaliação do quinquênio fosse, o trecho duplicado, Sinop/Gil postergado até 2039...interesses obscuos e interessantes.

Matéria(s) relacionada(s):

Efetivados irregularmente e recebendo

darci lovato curtinha   Entre os quase 100 servidores da Assembleia que já tiveram estabilidade funcional cassada pela Justiça em 1º grau por alguma irregularidade em documentos, estão ex-secretários municipais, colunista social, ex-policiais, radialista, ex-prefeito, ex-vereador e outros que já tentaram, sem...

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

Adevair vai para PTB e quer ser vice

adevair cabral curtinha   O PTB, que hoje não tem um representante entre os 25 vereadores cuiabanos, vai abrigar dois parlamentares, o presidente da Câmara Municipal Misael Galvão, hoje no PSB, e o primeiro-secretário da Mesa, o tucano Adevair Cabral (foto). O curioso é que ambos chegam na legenda petebista...

7 contra reinstituição dos incentivos

valdir barranco curtinha   Como já esperado pelo governador Mauro, apesar da pressão de diversos segmentos, como do comércio, do agronegócio e da indústria, o projeto de lei complementar número 53, que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, passou facilmente pelo crivo da Assembleia....

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.