Legislativo

Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 19h:31 | Atualizado: 24/07/2019, 07h:13

INTERCEPTAÇÕES

Após reunião com chefe do MPE, Botelho aponta tendência de que CPI não prospere

Maurício Barbant

Janaina Riva, Max Russi, Eduardo Botelho e Jose Antonio Borges

Os deputados Janaina Riva, Max Russi, Eduardo Botelho recebem o chefe do MPE Jose Antonio Borges, durante colégio de líderes da AL, nesta tarde

O presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM), disse, na tarde desta terça (23), que a tendência é que os parlamentares optem por não criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a participação de promotores no esquema de interceptações telefônicas ilegais.

Nesta tarde, o procurador-geral de Justiça José Antônio Borges se reuniu com parlamentares no colégio de líderes, para prestar esclarecimentos sobre a suposta participação de promotores em irregularidades em diversas investigações do Gaeco.

Após o encontro com o chefe do MPE, Botelho afirmou que Borges esclareceu sobre as apurações que estão sendo feitas sobre o caso na Corregedoria-geral do órgão e no Núcleo de Ações de Competência Originária – (Naco Criminal) - que recebeu as acusações de irregularidade. “Ele se comprometeu a fazer uma investigação muito dura em cima do Ministério Público. Acho que foi bem esclarecedor para os deputados”.

Sobre a possibilidade de criar uma CPI, Botelho disse que ainda não há uma definição. Porém, comentou que acredita, ao menos por ora, que a comissão não deverá ser criada. “Não posso garantir nada, porque o tempo pode mudar. Uma CPI é composta por oito assinaturas, então, se tiver oito... Mas o encontro deu a entender que os deputados ficaram bem convencidos. Mas é uma posição de cada um”.

No encontro com os parlamentares, o chefe do MPE disse que irá contratar uma auditoria externar para fazer uma apuração sobre o sistema Guardião e as interceptações telefônicas solicitadas pela instituição. “Ele disse que vai fazer apuração em cima do que achar necessário e vai nos manter informados dos resultados”, declarou Botelho.

Conforme o presidente da AL, Borges não admitiu que houve falha do Gaeco durante as investigações realizadas pelo setor. “Ele disse que isso tem que ser investigado e depois serão tomadas as conclusões. Até então, ele diz que não tem elementos para dizer que existiu [irregularidades no MPE]”, declarou.

Sobre a declaração do cabo da PM Gerson Correa, um dos responsáveis pelas interceptações ilegais, que disse que o ex-chefe do MPE, Paulo Prado, foi o responsável por entregar a placa de interceptações para o núcleo que fazia as escutas ilegais na Polícia Militar, Borges disse que não é possível tomar tal afirmação como verdade.

“Ele [Borges] falou que houve dois depoimentos contraditórios, do coronel Zaqueu Barbosa e do cabo Gerson Corrêa. O Zaqueu diz que recebeu de um amigo e o cabo diz que recebeu do Paulo Prado. Então, isso é meio contraditório e ele também vai investigar isso”, disse Botelho.

Borges compareceu à AL após a deputada estadual Janaína Riva (MDB) encampar um movimento para a abertura de uma CPI para apurar as supostas participações de membros do MPE nos pedidos de interceptações ilegais.

Para a parlamentar, não há dúvidas de que existe uma "banda podre" no Ministério Público, que estaria envolvida em pedidos de interceptações ilegais. Em razão disso, ela cogita reunir assinaturas para criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o tema.

Criação de CPI

Logo após longa reunião, Borges conversou com a imprensa e negou que tenha feito pedido para que não instaurassem a CPI dos Grampos. Ressaltou que a abertura da investigação é uma "decisão política dos próprios deputados" e que o MPE irá repassar todas as informações das auditorias internas e externas, caso a comissão seja aberta. Caso contrário, tais documentos serão encaminhados à Justiça, para as devidas providências.

 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • alexandre | Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019, 08h59
    0
    0

    pizza, pizza alguem tinha duvida ?

Matéria(s) relacionada(s):

Fábio tenta tirar aliados do prefeito EP

fabio garcia 400 curtinha   Fábio Garcia (foto), presidente do DEM-MT, começou um movimento forte de bastidores para tentar tirar partidos que hoje estão no arco de alianças do prefeito Emanuel (MDB), mesmo o futuro do Democratas na disputa majoritária em Cuiabá ainda sendo uma incógnita. De forma...

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

Munhoz agora é adjunto na Sinfra

 Mauricio Munhoz-curtinha-400   O governador Mauro Mendes nomeou o economista e escritor Maurício Munhoz (foto) como secretário adjunto de Gestão e Planejamento da Sinfra, pasta comandada por Marcelo Padeiro. Filiado ao PSD, é representante da Fundação Espaço Democrático em MT, que...

Contribuição com óculos às crianças

virginia mendes 400   Após lançamento de campanhas sociais, como o Aconchego, com distribuição de 100 mil cobertores a famílias em situação de extrema vulnerabilidade, de festas para angariar fundos e ajudar entidades, e do empenho pela reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, a primeira-dama do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.