Legislativo

Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 16h:21 | Atualizado: 15/05/2019, 16h:28

VALORES PARA EDUCAÇÃO

Aprosoja questiona valor de repasses para Poderes e AL cita "comparativo esdrúxulo"

Rodinei Crescêncio

Assembleia Legislativa AL

Fachada da sede da Assembleia, em Cuiabá; Mesa emitiu nota de esclarecimento contra declarações da Aprosoja

A Assembleia divulgou nota de esclarecimento (Leia AQUI) para rebater informações divulgadas pela Aprosoja, nas mídias sociais, durante o final de semana, fazendo comparativos entre duodécimos dos Poderes e orçamentos  de secretarias estaduais. Segundo o Legislativo, a comparação do movimento Mato Grosso Forte é esdrúxula e contém erros crassos.

Uma das postagens diz que a Assembleia recebeu em abril R$ 41, 6 milhões enquanto foram repassados R$ 29,9 milhões para a Secretaria Estadual de Educação. Além disso, questiona se os 24 deputados valem mais que todos os estudantes.   

A outra postagem lembra que o Tribunal de Justiça recebeu R$ 96, 2 milhões em abril. No mesmo período, o repasse para a  Secretaria Estadual de Saúde foi de R$ 73,8 milhões. Neste caso, o questionamento é se o dinheiro está indo para o lugar certo.

Ocorre que a Assembleia afirma que a Aprosoja compara  o orçamento total do mês dos dois Poderes com a verba de custeio de duas secretarias. Dessa forma, o  valor demonstrado como repassado às secretarias não constam folhas de pagamento  nem os pagamentos previdenciários.

“Uma vez que não acreditamos que uma entidade respeitável como a Aprosoja se prestaria a um trabalho de criar notícias falsas manipulando números, é certo que houve um enorme equívoco por desconhecimento do funcionamento do Estado e das obrigações constitucionais, bem como uma leitura pela metade do que o Governo tem publicado mensalmente em suas mídias, em sua prestação de contas”, diz trecho da nota divulgada pela Assembleia.

Reprodução

Arte Aprosoja

Arte divulgada no final de semana pela Aprosoja questiona valores repassados à AL em contrapartida à Seduc

A Assembleia ainda rememora a importância dos Poderes. Destaca que o  Legislativo tem a missão de promover a representação da população e a fiscalização do Executivo enquanto o Judiciário é o órgão que promove a pacificação social.   

“Quando se busca macular esses Poderes com informações pela metade, visando uma condução maliciosa da opinião da sociedade, está se promovendo muito mais que a disseminação de inverdades. Essa medida é um ataque à própria estrutura democrática do Estado, tendo como resultado apenas desgastes e perdas aos envolvidos, dificultando as relações institucionais. A premissa básica para qualquer relacionamento é o respeito mútuo”, conclui.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Adaildon E M Costa | Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 17h06
    6
    5

    Apoiamos o manifesto da Aprosoja. A Assembléia Legislativa gasta muito e mal, enquanto o Poder Judiciário vai na mesma direção. Aproveitam e façam um comparativo dos salários dos servidores destes dois poderes com os servidores do Poder Executivo.

Matéria(s) relacionada(s):

Câmara adia o parecer sobre denúncia

felipe wellaton curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão, assinou a Resolução número 16, na última terça (21), prorrogando por mais 30 dias o prazo para definir um parecer sobre a representação do servidor público Valmir Molina contra o vereador Felipe Wellaton...

Pacto descumprido à saúde e denúncia

Pedro Taques curtinha   O governador Mauro ingressou com representação junto ao TCE, com pedido de medida cautelar, contra o antecessor Pedro Taques (foto) e o ex-secretário de Saúde Luiz Soares, apontando supostas irregularidades na concessão de R$ 82 milhões do Fundo Estadual de Saúde para...

Ex terá de restituir erário em R$ 11 mil

gisely ex julio pinheiro curtinha   O Tribunal de Contas do Estado manteve, em decisão desta semana, a sanção aplicada à Gisely Carolina Lacerda Pinheiro (foto), viúva do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, Júlio Pinheiro, que faleceu em junho de 2016. Julgada à revelia, já que foi...

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.