Legislativo

Sábado, 16 de Novembro de 2019, 07h:04 | Atualizado: 16/11/2019, 07h:06

Saída das redes sociais

Até o Carlos percebeu que atrapalhava o presidente Bolsonaro, avalia deputado

Daniel Ferreira/Metrópoles

Carlos Bolsonaro e Jair Bolsonaro

Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, deixou as redes sociais nesta semana

O deputado estadual Delegado Claudinei, um dos principais apoiadores do presidente da República Jair Bolsonaro em Mato Grosso, que já se prepara para deixar o PSL e acompanhá-lo ao Aliança pelo Brasil, se disse surpreso com a decisão do  vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC)  de deixar as redes sociais. Na última terça (12), Tanto sua página no Twitter, quanto no Facebook e no Instagram foram excluídas do ar.

Na avaliação do Delegado Claudinei, Carlos pode ter se dado conta que sua militância virtual pode ter atrapalhado o Governo do pai em algum momento.  Entretanto, ressalta que o vereador, como seus irmãos  – deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) – são responsáveis pelos próprios atos.

“Quem sabe o Carlos  percebeu que em algum momento pode ter atrapalhado o presidente, com alguma fala na rede social,  e resolveu se ausentar. O presidente Bolsonaro tem o sentimento de pai, mas vejo que sempre procura separar a questão parlamentar dos filhos com as questões presidenciais. Inclusive, já vi dizer em entrevista: se meu filho falou isso, ele que responda. Eles são maiores, são políticos, têm seus cargos e vão responder por seus atos. O Bolsonaro responde apenas pela presidência do Brasil. Se fizeram alguma cagada, que se responsabilizem”, disse o Delegado Claudinei ao .

A saída de Carlos das redes sociais gerou especulação nos meios políticos. Conforme o site Congresso em Foco, interlocutores apontaram três possíveis motivações:  evitar atritos durante o processo de criação do novo partido do pai;   tentativa de se afastar do foco da CPI das Fake News;  e até mesmo chantagem emocional com Bolsonaro.  

No Twitter, é possível desativar o perfil por 30 dias, sem perder as publicações. Já no Facebook e Instagram, o usuário consegue suspender as contas por tempo indeterminado.

  Bolsonaro é um usuário intenso de redes sociais. No ano passado, durante as eleições presidenciais, ele comandou as contas do seu pai, que conseguiu uma votação expressiva no primeiro turno sem tempo de televisão.

Após as eleições, Carlos continuou com acesso às redes do pai, provocando controvérsias em alguns momentos. Entre elas a publicação de uma mensagem a favor da prisão em segunda instância, na época em que o Supremo Tribunal Federal (STF) estava julgando o tema.

Além das redes do pai, o vereador carioca também tem contas nessas plataformas e as utiliza com frequência. No Twitter, o chamado 02 já discutiu com parlamentares do PSL, atacou o vice-presidente, general Hamilton Mourão, ajudou a derrubar um ministro e criticou a velocidade das mudanças em um regime democrático. (Com informações do Congresso em Foco)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Benedita da Silva | Domingo, 17 de Novembro de 2019, 10h54
    2
    0

    Ao vencedor as batatas, dizia Machado de Assis, e batatas quentes não faltam para o governo, todos os tipos e vários graus de fritura, e laranjas de sobremesa.

  • Carlos Silva | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 20h28
    4
    0

    O estrago já foi feito, tarde demais pra remediar. O que me espanta é o referido deputado delegado da reportagem defender o Bolsonaro com atraso, tá segurando vela pra defunto. Logo Mourão assume pra realmente botar ordem nesse governo que até momento não sabe a que veio e não tem propostas propostas concretas. Resta saber se o mito fica até o natal de 2020 pro Mourão assumir ou se cai antes e convocam eleições gerais.

  • Ana Lídia | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 19h05
    3
    0

    Concordo com vc, Ronaldo Araújo.

  • ronaldo araujo | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 11h12
    5
    0

    Deixou não, apagou tudo com medo da cpi do fake new, daqui a pouco a casa da família honesta cai.

Matéria(s) relacionada(s):

Francis dispara contra Túlio, Adriano...

tulio fontes 400 curtinha   O prefeito de Cáceres, Francis Maris, que chegou dos EUA na última quinta, aproveitou dois eventos para, publicamente, disparar sua metralhadora verbal contra algumas pessoas. Na sexta, inaugurou uma unidade do Centro de Testagem e Aconselhamento e fez abertura do Natal de Luzes, no centro. Nas duas...

Audiência na AL em prol dos autistas

diana serpe 400 curtinha   Convidada pela Assembleia, a advogada com forte atuação em São Paulo, Diana Serpe (foto), autora do e-book Autismo Educação e especialista na defesa dos direitos das pessoas com deficiência, vai participar de uma audiência pública e proferir palestra na segunda (9),...

Folha em dia e previsão do 13º dia 20

mauro mendes 400 curtinha   É possível que no dia 20 o governo estadual consiga pagar integralmente o décimo-terceiro dos cerca de 100 mil servidores. Ao anunciar que a folha de novembro será paga na próxima terça (10), em única parcela, pela primeira vez no ano, o governador Mauro destacou que...

Cidinho é o que mais agrega ao Senado

cidinho 400 curtinha   Depois de Blairo Maggi, o nome do empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto) seria hoje o que mais agregaria a classe política e o agronegócio em torno de uma candidatura ao Senado numa eventual eleição suplementar. Conta com simpatia do senador Jayme Campos e do governador Mauro Mendes,...

Prova da lisura de membros do Gaeco

paulo prado 400 curtinha   O resultado da auditoria do TCE-MT sobre a prestação de contas do Gaeco das verbas secretas, entre 2012 e 2017, assegurando a sua legalidade, resgata a credibilidade, lisura e reputação ilibada dos membros que atuaram na época nesse braço investigativo do MPE, como o procurador e...

Posse 2 dias antes do possível retorno

maluf 400 curtinha   Guilherme Maluf (foto), que nem esquentou direito a cadeira de conselheiro, vai tomar posse na presidência do TCE-MT dois dias antes do STJ julgar um recurso que tende a suspender as medidas cautelares e definir pelo retorno ao Pleno dos cinco conselheiros afastados há dois anos. A solenidade acontece no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.