Legislativo

Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 11h:46 | Atualizado: 30/06/2019, 05h:57

SEM ELEIÇÃO EM 2020

Bancada de MT se divide sobre apoio ou não a possível unificação das eleições veja

Montagem/Rdnews

Carlos Bezerra, Emanuelzinho, Jayme Campos, Rosa Neide

Carlos Bezerra, Emanuelzinho defendem unificação; Jayme acha pouco provável, e Rosa Neide é totalmente contra

A Proposta de Emenda Constitucional  (PEC) que unifica as eleições no país,  que já tem parecer favorável do relator Valtenir Pereira (MDB), divide as opiniões dos integrantes da bancada federal de Mato Grosso. Isso porque o texto prevê que os mandatos dos prefeitos e vereadores sejam prorrogados até 2022 para que as eleições municipais e gerais sejam realizadas em conjunto.

De acordo com o autor da PEC 56/19, deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC), as eleições do ano passado custaram cerca de R$ 900 milhões, com esse dinheiro seria possível construir 400 creches, comprar 3,5 mil ambulâncias com UTI móvel ou ainda pagar o salário de 15 mil policiais por ano. “Qual é a prioridade para nós, brasileiros, nesse momento? Educação, saúde e segurança, ou eleição?”, sustenta  Peninha ao defender a PEC.

A proposta também é defendida pelo presidente da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), vereador Edclay Coelho (PSB). Ele acredita que a unificação trará economia para o país. “Defendemos a unificação dos mandatos por uma questão de economicidade. O custo de uma eleição é muito alto, e o Brasil passa por um momento econômico complicado, temos um cenário de calamidade nos municípios”, salientou.

Já Valtenir, que relata a matéria na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados , também defende que a unificação das eleições significa economia aos cofres públicos. “Cada eleição custa R$ 3 bilhões. Com esse dinheiro podemos fazer mais de 3 mil Postos de Saúde da Família (PSFs) no Brasil e mais de 1,5 mil creches para as crianças que vão dar os primeiros passos no conhecimento".

 Ocorre  que a CCJC  rejeitou em reunião extraordinária na terça (18), a inclusão da PEC na agenda de votações da Comissão. O resultado ocorreu mesmo após forte apelo de Valtenir, que deve reapresentar o requerimento nos próximos dias.   

Bancada

O senador Jayme Campos  (DEM) ressaltou que a PEC tem o apoio de diversos prefeitos e vereadores, interessados em permanecer dois anos a mais em seus cargos. Porém, ele acredita que dificilmente a medida será votada ainda neste ano.

“Pelas declarações do presidente Rodrigo Maia, me parece que não tem clima, nem ambiente [para a votação]. Até porque os prazos são exíguos. Essa matéria precisa ser votada na Câmara e depois no Senado, até setembro. Acho que não há prazo suficiente”, declarou.

Jayme ressaltou que considera a discussão sobre a mudança no processo eleitoral como “parte do jogo democrático” e disse acreditar que ainda haverá amplo debate sobre o assunto.

Em relação a Lucimar Campos (DEM), esposa dele e prefeita de Várzea Grande, o parlamentar foi enfático. “Particularmente, não é interesse dela [permanecer até 2022]. A Lucimar foi eleita para quatro anos e vai cumprir com muita honra seu compromisso com a população”.

Não tem cabimento fazer eleições de dois em dois anos

Carlos Bezerra

A deputada federal Rosa Neide (PT)  acompanha a posição do partido. Por isso, é totalmente contrária a qualquer manobra para adiamento das eleições. "Não há nenhuma razão para isso e quem consente com essas manobras acaba atuando em causa própria e contra as causas do povo. Quem deve temer o voto do povo é quem corta os direitos e esvazia a esperança de uma vida melhor", disse a petista. 

Para o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho (PTB), filho do prefeito de Cuiabá, a mudança no período eleitoral deverá trazer bons resultados, caso aprovada. “No meu entendimento é algo positivo. A máquina pública roda de dois em dois anos para campanha política. Isso muitas vezes prejudica gestões municipais, estaduais e federais. Prejudica a governabilidade”, afirmou.

“Entendo que uma eleição unificada, em que todos apresentem propostas e sejam eleitos em conjunto, tenham exercício do mandato em conjunto, é favorável para o país. Além disso, diminui custos financeiros e custos do prejuízo governamental”, acrescentou.

O primogênito do prefeito argumentou ainda que as eleições eram unificadas na década de 80 e não havia problemas em razão disso. “Agora é questão de conscientização política e aperfeiçoamento da democracia, que não é algo que acontece do dia para a noite. Acredito no povo brasileiro e tenho certeza de que não será algo que irá atrapalhar”.

Já o deputado federal licenciado, Carlos Bezerra (MDB), declarou ser totalmente favorável à unificação das eleições. “Acho isso importantíssimo. Não tem cabimento fazer eleições de dois em dois anos. Acho que Congresso vai terminar aprovando, o que é bom para o Brasil. Para o Emanuel (Pinheiro), são dois anos de graça”.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • wellyngton barros da costa | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 16h29
    0
    0

    Adiar as eleições ta fora de qualquer realidade hoje, temos é que antecipa-las. Fico com medo das discussões municipais e estaduais ficarem em segundo plano. A coisa acontece de verdade e no município a unificação pode fazer um cortinha de fumaça deixando os pleitos no estado e nos municípios sem o devido debate. Isso é muito parecido com a mudança do horário de verão abolido pelo Bolsonaro. Não servia para nada, igual a decisão dele de não se ter horário de verão. Presidente deveria se preocupar com geração de emprego e renda. Só temas laterais, sem foco nem objetivos para o país e seu povo.

  • Toninho Vila verde | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 15h03
    1
    0

    Sempre admirei vc vladimir vc aqui no bairro jdm guanabara em cuiaba sempre foi atuante envolvido com belas atitudes e feito comunidade pra mim Vc tem que ser vereador em 2020 Vc fará a diferença tem o sangue na veia de política pois seus pais também gosta e passou a vc aqui no bairro vc ajudou a eleger dois federais o último filho do prefeito de cuiaba e pegue um estadual nessa eleição e não te ajudou ate agora e elegeu os prefeitos o elegeu e depois perdeu como vereador Onofre junior enfim vc como disse a nossa vizinha vc e o cara do bairro queremos vc na Câmara municipal de cuiaba

  • Teka Almeida | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 09h05
    3
    2

    Poderia sim unificar. Mas quem está ai no comando foi eleito para 4 anos, então chegou 2020 sai, o Estado ou a União que indique alguém para ficar "prefeito" até 2022. A casa dos Horrores fechada não fará falta nenhuma, muito pelo contrário, seria uma economia incalculável, dinheiro investido em saúde e educação.

  • demas | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 08h33
    0
    1

    Para que serve TCE, MPE, Banco Central, Receita Federal? TJ? QUAL A LIGAÇÃO DESTAS SIGLAS DE FATO, o que elas fazem? O que cruzam de dados? Como acompanham os novos e mágicos milionários políticos e empresários relâmpagos? GANHAM SALÁRIOS JUSTOS (!?!?) mas cadê a a ação de fato em cima de disso tudo, em cima de situações que todo cidadão sabe que a conta não fecha!! A CONTA NÃO BATE FAZ TEMPO!! SERVIDOR seja efetivo/comissionado/contratado GANHANDO 5, 7, 8 MIL COM PADRÃO DE VIDA DE 15, 20 MIL!!! escola particular mensalidade 1500-2000, CRECHE DE 1200-1500 REAIS, escola de inglês, ESCOLA KUMOM, escolinha de futebol, BALLET, natação, FERIAS 2X POR ANO, 2-3 CARROS NA GARAGEM, Seguro/IPVA/Licença/DPVAT, casa na Chapada, CASA NOS RESIDENCIAIS HORIZONTAIS, pagar o Condominio, Contador, camisa só de linho fino, MOTO GRANDE QUE MAU SABE USAR, um relógio por dia no pulso de 3-4 mil, ESPOSA DE BOLSA DE 3-4 MIL, academia, CELULAR IPHONE, foto na balada e eventos todo fds, SERVIDOR, COM CNPJ PRESTANDO SERVIÇO PRA TODAS ESFERAS E PARTICIPANDO DE PREGÕES, mercado só Biglar, SALÃO DE BELEZA 1X POR SEMANA, perfumes caros, A CONTA NÃO FECHA! É geral! NO MUNICÍPIO, ESTADO, FEDERAL,TA NA HORA DESSE P.A.D. PARAR DE TER INFLUENCIA DO NEPOTISMO ENRAIZADA, a conta não fecha!! A CLASSE SERVIDORA TEM QUE COMEÇAR A DENUNCIAR A PRÓPRIA CLASSE, é muita gente em CARTÓRIOS, CONSELHOS, INSTITUTOS, CÂMARAS, AGÊNCIAS, PROCURADORIAS, ASSOCIAÇÕES, SINDICATOS, FEDERAÇÕES, FUNDAÇÕES, SECRETARIAS, EFETIVOS, COMISSIONADOS, CONTRATADOS costurando ESQUEMAS COM DIVERSAS EMPRESAS DE DIVERSAS ESFERAS vivendo um padrão de vida que NÃO FECHA A CONTA, tem que cortar na carne! DENUNCIAR OS PODRES, TA NA HORA DE EXPURGAR ESSE TIPO DE CIDADÃO QUE LEVA UMA VIDA QUE O SALARIO NÃO BATE, denunciar os pares, as empresas, todos envolvidos!

  • Maria antonia | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 06h11
    1
    0

    Concordo com vc vladimir vc falou tudo que o povo wuer chega de mínimo esse é o cara

  • Vladimir palma | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 19h10
    6
    0

    Sou a favor da unificação da eleição assim seria una única eleição pois o povo ja está insatisfeita com a classe política agora gente unifica 2020

  • Jose Serafini | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 14h20
    3
    3

    Gosto das comparaçoes...400 casas...creches...postos de saúde....falácias e falacianos...baboseira, panaceia. Engodo generalisado.

Matéria(s) relacionada(s):

Morre presidente do Grupo Barralcool

petroni barralcool curtinha 400   Morreu neste sábado, em Cuiabá, aos 88 anos, o diretor-presidente do Grupo Barralcool, João Nicolau Petroni (foto). Ele foi um dos pioneiros no setor sucroenergético do Estado e o primeiro presidente do Sindicado das Indústrias Sucroalcooleiras de MT (Sindalcool). Era...

Abracrim cita arbitrariedade na SESP

michelle marrie abracrim curtinha 400   Michelle Marrie (foto), presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas do Estado, contesta a nota em Curtinhas entitulada "Secretário, Abracrim e saia-justa", sobre o fato de uma advogada ter se infiltrado na coletiva à imprensa concedida pelo...

Governo monitora crise na segurança

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro monitora de perto a crise instaurada no setor de segurança devido à operação desencadeada na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, para acabar com regalias de presos "da pesada", que comandam o crime organizado de dentro das celas. Houve...

Faissal se licencia e Oscar assume vaga

oscar_curtinha_400   O deputado estadual de primeiro mandato Faissal Calil (PV), a partir de quarta (21), vai se licenciar por 4 meses. Assim, dará lugar para o retorno do ex-deputado Oscar Bezerra (foto), que disputou à reeleição no ano passado, sem sucesso. Oscar, que tem base eleitoral em Juara, teve 11.827 votos e...

Fora do Podemos e dando pitacos

marcelo_curtinha   O presidente do Podemos-MT, José Medeiros, se diz surpreso com as declarações do adjunto de Turismo da Capital Marcelo Pires, que se posiciona contra a filiação de Niuan no partido. O absurdo disso é que Marcelo sequer é filiado e muito menos militante. Só participou de uma...

Melhorias refletem no Mutirão Fiscal

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) está empolgado com a intensa procura dos contribuintes para negociação de dívidas municipais e ficou mais animado quando tomou conhecimento dos comentários de muitos, inclusive daqueles menos favorecidos, que estão indo à Arena Pantanal,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.