Legislativo

Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 20h:21 | Atualizado: 24/07/2019, 09h:03

GAECO QUESTIONADO

Borges promete investigar, mas cita medo de militares perderem as aposentadorias

Maurício Barbant

Eduardo Botelho e Jos� Antonio Borges

Eduardo Botelho no colégio de líderes da AL, que na tarde desta 3ª recebeu o chefe do MPE José Antônio Borges, para falar sobre fraudes no Gaego

O procurador-geral de Justiça José Antônio Borges, declarou, na tarde desta terça (23), que os militares envolvidos na “grampolândia pantaneira” estão desesperados com medo de perder a aposentadoria da Polícia Militar. Para Borges, o temor dos coronéis e do cabo envolvidos no esquema pode justificar declarações envolvendo membros do MPE em esquemas de interceptações ilegais em operações e desvio de verba secreta.

Borges se reuniu com parlamentares no colégio de líderes, na Assembleia, para prestar esclarecimentos sobre as supostas irregularidades que coloca em xeque cerca de 15 operações do Gaeco, por conta da prática da tática conhecida como "barriga de aluguel".

Ele compareceu à AL após a deputada estadual Janaína Riva (MDB) encampar um movimento para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as supostas participações de membros do MPE nos pedidos de interceptações ilegais. Ela teria sido uma das vítimas do esquema no Gaeco, tendo seu telefone interceptado ilegalmente.

Recentemente, os coronéis Evandro Lesco e Zaqueu Barbosa e o cabo Gerson Correa prestaram depoimentos à Justiça e disseram que membros do MPE estariam envolvidos no esquema de escutas clandestinas. Entre os apontamentos, disseram que o ex-coordenador do Gaeco, Marco Aurélio, teria grampeado ilegalmente a deputada em 2015.

Os militares disseram também que o ex-chefe do MPE, Paulo Prado, teria sido o responsável por entregar a placa de escutas telefônicas que era usada pelo escritório clandestino montado por militares para grampear adversários políticos e pessoas próximas do ex-governador Pedro Taques (PSDB) e seu primo, Paulo Taques (ex-Casa Civil).

Borges declarou que o cabo e os coronéis estão desesperados, com medo de perder benefícios da PM, caso sejam condenados pela Justiça – Gerson, Lesco e Zaqueu são apontados como principais responsáveis pelo Núcleo de Inteligência das escutas criminosas e fizeram tais declarações na tentativa de firmar acordo de colaboração premiada (delação) com o Naco Criminal, que negou a homologação, já que tais denúncias não tem ligação direta com a ação militar que investiga a participação de militares na "Grampolândia Pantaneira".

Não é a pena de quatro anos [que os militares podem pegar por participar do esquema], mas o desespero é a perda da aposentadoria e emprego

José Antônio Borges

"Não é a pena de quatro anos [que os militares podem pegar por participar do esquema], mas o desespero é a perda da aposentadoria e emprego”, asseverou Borges.

“Isso serve de exemplo que uma delação premiada tem que ter provas claras. Não é falar mal de alguém, aceitar a delação premiada e depois ficar numa situação sem ter base para denúncia”, acrescentou, justificando o fato de o MPE não ter aceitado firmar acordo de colaboração com os três militares.

O chefe do MPE afirmou que todas as declarações dos militares alvos da grampolândia estão sendo investigadas. Ele explicou ainda que Paulo Prado está sendo investigado no âmbito administrativo da instituição, por meio da Corregedoria, e também na área criminal - pelo Naco, coordenado pelo procurador Domingos Sávio.

Os demais promotores citados pelos militares também estão sendo alvos de investigação profunda, segundo Borges. Em conversa com os parlamentares, o chefe do Ministério Público disse que irá contratar uma auditoria externa para apurar as interceptações telefônicas solicitadas pela instituição nos últimos anos. Tal investigação deve custar um valor ainda não definido ao procurador e realizado pela própria empresa que fornece o sistema de interceptações usada nas investigações do órgão.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • A. Carlos | Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019, 12h46
    2
    0

    Sem cabimento, senhor procurador geral.

  • Ana Maria | Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019, 09h31
    10
    0

    Já vi onde vai dar tudo isso, cada um defendendo o seu. Pizza e tapa na cara da sociedade, MPE corrupto.

  • Felipe | Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019, 00h06
    6
    0

    Eu acho que tem muita gente louca nessa estória ou achando que os outros são ingênuos. Até que ponto nós chegamos? O melhor disso é que muita coisa desnundou-se.

  • Carlos | Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 23h10
    13
    1

    Pilantragem. MP fez e faz barriga de aluguel. Gerson tem 14 anos de GAECO. Responsável por fazer as barrigadas do MP... É batom na cueca, Zé Antônio. Tenta outro tipo de desculpa. Atacar os PM não tira a culpa do MP. Já agradeceu Mauro Zaque? Olha o que fez.

  • alexandre | Terça-Feira, 23 de Julho de 2019, 21h55
    10
    1

    Pizza..

Matéria(s) relacionada(s):

Fábio tenta tirar aliados do prefeito EP

fabio garcia 400 curtinha   Fábio Garcia (foto), presidente do DEM-MT, começou um movimento forte de bastidores para tentar tirar partidos que hoje estão no arco de alianças do prefeito Emanuel (MDB), mesmo o futuro do Democratas na disputa majoritária em Cuiabá ainda sendo uma incógnita. De forma...

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

Munhoz agora é adjunto na Sinfra

 Mauricio Munhoz-curtinha-400   O governador Mauro Mendes nomeou o economista e escritor Maurício Munhoz (foto) como secretário adjunto de Gestão e Planejamento da Sinfra, pasta comandada por Marcelo Padeiro. Filiado ao PSD, é representante da Fundação Espaço Democrático em MT, que...

Contribuição com óculos às crianças

virginia mendes 400   Após lançamento de campanhas sociais, como o Aconchego, com distribuição de 100 mil cobertores a famílias em situação de extrema vulnerabilidade, de festas para angariar fundos e ajudar entidades, e do empenho pela reabertura do Hospital Estadual Santa Casa, a primeira-dama do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.