Legislativo

Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 18h:55 | Atualizado: 13/06/2019, 09h:18

EDUCAÇÃO

Botelho cita "proposta radical" do Governo e defende "meio termo" pelo fim da greve

Maurício Barbant

Eduardo Botelho e Sintep

Ao lado da vice Janaina Riva, presidente Eduardo Botelho recebe representantes do Sintep, em seu gabinete, para tentar acordo e por fim à greve

O presidente da Assembleia Eduardo Botelho (DEM) se reuniu com o presidente do Sintep, Valdeir Pereira, e outros representantes dos professores, na tentativa de convencer a categoria pelo encerramento da greve iniciada em 27 de maio. Para isso, promete interceder  no sentido de convencer o governador Mauro Mendes (DEM) a ceder em algumas das reivindicações dos grevistas.

“Nós temos que encontrar um meio para a proposta do Governo que é radical, de não pagar nada até 2023. Precisamos construir uma proposta que dê a garantia que vão receber algo nos quatro anos do Governo Mauro. Já marquei reunião com o governador para sexta e vou ver se consigo alguma coisa”, pontuou Botelho após o encontro com o Sintep na tarde desta quarta (12).

Ocorre que o governo federal voltou a sinalizar com a liberação do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX), com a votação da autorização no Congresso Nacional em até 20 dias, o que garante R$ 500 milhões para Mato Grosso. Por isso, o Fórum Sindical e os deputados estaduais ligados ao funcionalismo já articulam a derrubada do veto de Mauro a uma emenda que inclui os recursos do FEX na Receita Corrente Líquida do Estado, facilitando o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) ao funcionalismo do Estado.

Caso os R$ 500 milhões do FEX sejam liberados pela União e o RGA pago pelo Governo em curto prazo, pelo menos um reivindicação dos grevistas será atendida. A derrubada do veto foi tratada entre Botelho e o Fórum Sindical nesta manhã.

 “Nós acreditamos que a saída acontecerá no Parlamento. Toda a pauta construída por meio do diálogo é positiva. Se a categoria entender que é possível suspender a greve, porque há um avanço, a categoria é soberana”, pontuou Valdeir Pereira.

Reivindicações

Além da RGA, os grevistas reivindicam o aumento real até 2013 previsto em lei complementar. Entretanto, o Executivo sustenta que não pode cumprir a legislação, para não descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e incorrer em crime de responsabilidade.

Por outro lado, o Executivo sustenta que está atendendo outros pleitos da categoria. Cita a nomeação de concursados, a destinação de R$ 35 milhões para melhorias na estrutura física das escolas, cronograma de reuniões com o Sintep, regularização das licenças-prêmio e para qualificação, além de  pagamento de 13º e férias aos temporários.

Mesmo com corte do ponto desde o primeiro dia, os professores decidiram manter a greve em assembleia geral nessa segunda (10). Outras decisões desfavoráveis aos grevistas foram proferidas pelo Tribunal de Justiça como obrigação de custear o transporte escolar na reposição das aulas e multa quem proibir professores e estudantes de acessar escolas que não aderiram ao movimento.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Márcia Araújo Gomes | Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 14h09
    1
    1

    Este governador e um poço de mentira ,como pode enganar a população de Mato Grosso. Triste realidade!

  • Aderson Padilha de Amorim | Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 08h32
    6
    1

    Somente a Educação, e os demais servidores do Executivo, quer ganhar no papo Botelho, estamos de olhos nos senhores Deputados. Haverá troco e toco sim. Aguardem.

  • Pardal | Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 07h56
    7
    6

    Até que enfim, a Assembléia Legislativa intercedeu a favor dos Servidores da Educação.

  • ILDO DA SILVA | Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 07h49
    9
    1

    O Sr. Eduardo Botelho nao serve como referencia de negociaçao junto aos Servidores, pois nao consegue resolver os problemas da Assembleia Legislativa, que tem 2000 servidores para atender meia duzia de Deputados, precisa de tanta gente e ganhando salario medio de 12.000,00 reais!!!!!

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

Nomes do DEM para vereador de VG

pablo 400 curtinha   O DEM do casal Jayme-Lucimar, senador e prefeita, respectivamente, é dono da maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com sete dos 21 vereadores. Destes, cinco já estão trabalhando projeto de reeleição, sendo eles Gisa Barros, que era do PSB; Valdemir Bernadino, o Nana; Pedro...

Flerte com candidato de outro partido

selma arruda 400 curtinha   Apesar de estar filiada ao Podemos, a ex-senadora Selma Arruda, que teve o mandato cassado por crimes eleitorais e deixou a cadeira neste ano, continua flertando com o pedetista, empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, que não demonstra mais tanto ânimo para continuar com o projeto de disputa...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.