Legislativo

Quinta-Feira, 02 de Julho de 2020, 12h:33 | Atualizado: 02/07/2020, 12h:53

EM MEIO À PANDEMIA

Câmara derruba veto de Emanuel e dá reajuste de 4,3% a seus servidores

Gilberto Leite

C�mara de Cuiab�

A Câmara de Cuiabá derrubou o veto do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e manteve a concessão da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores efetivos do Legislativo. A aprovação do reajuste pode colocar em risco o repasse da ajuda destinada a Estados e municípios pelo Governo Federal, que exige a não concessão de aumentos salariais a servidores públicos.

Com isso, o realinhamento terá seus efeitos financeiros aplicados a partir de 1º de março, conforme a Lei Complementar Nº 235/2011, que estabeleceu esse mês como data base da categoria.

"Não é aumento, é recomposição salarial. Nunca iríamos prejudicar o município, mas também não podemos abrir mão de um direito dos nossos servidores. Só votamos esse projeto agora devido à pandemia do coronavírus, mas o período para os índices deverão ser os mesmos utilizados nos anos anteriores e no ano passado", pontuou o presidente da Câmara, Misael Galvão (PTB).

No total, foram 16 votos favoráveis, 4 contrários e uma abstenção. Os vereadores aprovaram o parecer dado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), que emitiu parecer pela derrubada do veto. Diante disso, a matéria será promulgada pela Mesa Diretora.

O prefeito vetou a integralidade da proposta sob a alegação de que o índice constante no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente aos últimos 12 meses, seria de 3,3030% e não 4,30%, conforme consta no texto original aprovado pelo Parlamento.

No entendimento de Pinheiro, o fato ocasionaria um ganho real e supostamente geraria questionamentos ao Executivo Municipal, tendo em vista o Artigo 8º da Lei Complementar N 173/2020, que proíbe a União, Estado, Distrito Federal e Municípios concederem qualquer tipo de aumento durante o período de calamidade pública decorrente da Covid-19.

Além disso, ainda alega que o projeto não trás apresentação da estimativa de impacto orçamentário financeiro neste e nos próximos dois exercícios subsequentes, conforme exigência da Lei Complementar Nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal/LRF). 

"O calculo foi feito pela Secretaria de Recursos Humanos da Câmara, levando em consideração o período de fevereiro de 2019 a janeiro de 2010, em conformidade com os anos anteriores, que não foram vetados pelo Executivo", explicou o vereador Lilo Pinheiro (PDT), presidente da CCJR.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PT, ensaio e chapa branca em Tangará

welton tangar� 400 curtinha   O PT, que já teve os vice-prefeitos José Jaconias e Zé Pequeno, estuda nem disputar a eleição majoritária em Tangará da Serra. Chegou a ensaiar uma pré-candidatura, mas parou no meio do caminho. Internamente, o partido discute lançar o...

Racha no DEM; "pepino" com Fabio

fabio garcia 400 curtinha   O presidente estadual do DEM, ex-deputado Fábio Garcia (foto), não só se encontra numa saia-justa, como tem a árdua missão de atuar como bombeiro para apagar incêndio provocado pelos irmãos Júlio e Jayme Campos, que, sem consultar o partido e nem o governador Mauro...

Álbum de casamento para 300 casais

marcia_curtinha_ok   A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (foto), que desde 2017 lidera alguns projetos sociais de forma voluntária, fez questão de, mesmo com a pandemia da Covid-19, promover, na última segunda, entrega simbólica de álbuns de casamento para 10 casais, que foram escolhidos...

Fora de vez da disputa para senador

cidinho santos 400 curtinha   O empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto), recém-filiado ao DEM, desistiu de vez da ideia de entrar de última hora na corrida ao Senado, na suplementar que será realizada em novembro deste ano. E por algumas razões. Primeira, como sócio do frigorífico União...

TCE suspende licitação de R$ 12 mi

air praiero 400 curtinha   Uma concorrência pública, com valor estimado de R$ 12,5 milhões, tocada pela secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Cuiabá, sob o defensor público licenciado Air Praeiro Alves (foto), foi suspensa cautelarmente pelo TCE por causa de...

6 estão no páreo em Tangará; 2 fortes

vander masson 400 curtinha   Tudo indica que os tangaraenses terão nas urnas 6 candidatos majoritários nas eleições de novembro. O cenário está se desenhando com os seguintes "prefeitáveis": Chico Clemente (PSD), Gunther Duarte (PSL), Vander Masson (foto), do PSDB, Claudinho Frare (Republicanos),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.