Legislativo

Quinta-Feira, 07 de Fevereiro de 2019, 17h:11 | Atualizado: 07/02/2019, 17h:20

deliberações

Paulo Araújo se diz cobrado e apresenta PEC para acabar com voto secreto na AL

Marcos Lopes

Paulo Ara�jo

 

O deputado Paulo Araújo (PP) apresentou proposta de Emenda à Constituição (PEC) para acabar com o voto secreto em todas as deliberações em plenário e nas comissões permanentes da Assembleia. A PEC já foi protocolada pelo progressista, que está colhendo assinaturas de todos os parlamentares.

“O único voto secreto que temos que preservar é do eleitor, do cidadão que escolhe seus representantes. Não é mais possível que o políticos se escondam atrás do voto secreto em suas decisões. O eleitor deve saber como o seu parlamentar está votando”, disse.

Atualmente, o voto secreto é determinado pela Constituição Estadual para aprovação dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) indicados pelo governador  e para outros cargos e funções previstos em lei, como é o caso dos dirigentes das agências reguladoras; na cassação de mandato de deputado; na apreciação de vetos do governador; e na eleição indireta de governador e vice-governador, em caso de vacância dos cargos nos dois últimos anos de mandato. As demais deliberações, como a eleição dos membros da Mesa Diretora, também são todas por voto fechado.

Paulo Araújo declarou que a matéria é de extrema importância,  já que existe uma cobrança no âmbito nacional quanto a transparência. “Fui muito cobrado durante as eleições quanto a lisura no posicionamento em defesa dos direitos dos cidadãos. Eu, também como eleitor, quero ver como os meus representantes estão votando. Para evitar que casos como o da votação da Câmara Federal, bem como do Senado em Brasília, venham a ocorrer nesta Casa, é necessário que o voto secreto seja extinto”, concluiu o deputado.

Na  eleição para Mesa Diretora, que reelegeu o presidente Eduardo Botelho (DEM) e colocou o próprio  Paulo Araújo como quarto-secretário, o deputado Ulysses Morares (DC) ingressou com mandado de segurança Junto ao Tribunal de Justiça (TJ) para assegurar voto aberto. Entretanto, a desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos alegou que a ação carecia de legitimidade, já que o autor ainda não tinha assumido o mandato parlamentar, indeferindo o pedido. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

À reeleição com ou sem Juarez Costa

rosana martinelli curtinha   Em Sinop, Capital do Nortão, a prefeita Rosana Martinelli (PR) deve mesmo buscar à reeleição no ano que vem, com ou sem o apoio do deputado federal Juarez Costa (MDB) no palanque. Nos bastidores, o ex-prefeito, de quem Rosana foi vice, tem dito que pode entrar no páreo por não...

Toninho iludido com apoio dos Campos

toninho_curtinha   O empresário Toninho Domingos, vice-prefeito por duas vezes, com Nereu Botelho e Jayme Campos, está acreditando numa candidatura a prefeito de Várzea Grande com o apoio dos Campos, mas está sendo iludido. O senador Jayme Campos, marido da prefeita Lucimar, que não pode ir à...

Governador ignora greve da educação

Assim como na época em que era prefeito de Cuiabá, quando enfrentou grevistas, especialmente na saúde, e agiu de forma contundente e dura, o governador Mauro Mendes adota postura similar em relação aos profissionais da Educação, que já estão há mais de 30 dias fora das salas de aula. Recorrendo a argumentos técnicos e jurídicos, usando até pareceres que vetam a concessão de reajustes, Mauro...

AL homenageia Caravana do Inter

Deputado Faissal   A Assembleia aprovou Moção de Congratulação para a Caravana Colorada (leia aqui) que visita    Cuiabá, Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste e Tangará da Serra a partir do dia 28. A proposta do deputado Faissal (foto), que é...

Governo tira R$ 26 mi de obras de MT

wellington fagundes curtinha   Alegando crise fiscal e outras prioridades, o governo federal simplesmente remanejou R$ 26,5 milhões, que já estavam assegurados para obras rodoviárias em MT pelo Ministério de Infraestrutura, para poder contemplar a pasta da Economia e Planejamento. Desse montante, R$ 8 milhões...

TCE declara prefeita Lucimar à revelia

lucimar campos curtinhas   O conselheiro do TCE Guilherme Maluf declarou à revelia a prefeita Lucimar Campos (foto), de Várzea Grande, em um processo de tomada de conta especial que aponta danos ao erário. Foram feitos pagamentos indevidos à empresa contratada Selprom Tecnologia. A esposa do senador Jayme Campos deve...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.