Legislativo

Sábado, 04 de Abril de 2020, 15h:02 | Atualizado: 05/04/2020, 12h:21

PRODER

Defensor dos incentivos fiscais, deputado tem familiares enquadrados no Proder

Fablicio Rodrigues

Xuxu Dal Molin

Xuxu Dal Molin discrusa durante sessão plenária da AL; família do parlamentar é beneficiada por renúncia fiscal, mas empresa está em recuperação

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC), um dos principais defensores da convalidação dos incentivos fiscais do Estado e que, durante os debates na Assembleia, sempre bateu na tecla que haveria debandada de empresas de Mato Grosso, caso não fossem mantidos ou até mesmo ampliados, pode ter atuado em causa própria, para beneficiar familiares.

Ocorre que seus irmãos, Edson Dal Molin e Everton Dal Molin, na condição de pessoas físicas, constam como enquadrados no Programa de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso (Proder), criado em 2003, durante o Governo Blairo Maggi.

O sigilo fiscal impede de revelar quanto os irmãos de Xuxu deixaram de pagar de ICMS desde que foram enquadrado no Proder. Entretanto, o benefício fiscal parece não ter alavancado os negócios da família.

É que desde fevereiro, o Grupo Dal Molin, que pertence a família de Xuxu, está em processo de recuperação judicial, por dívida de aproximadamente R$ 136 milhões. A decisão que deu início à recuperação é da juíza Paula Saide Biagi Messen Mussi Casagrande.

Conforme o processo, o grupo é constituído pelo pai de Xuxu, Angelo Virginio Dal Molin, seus irmãos Edson Dal Molin e  Everton Dal Molin e Ana Angélica Martinelli Muller Dal Molin, e pela empresa DARG Armazéns Gerais Ltda.

O Grupo Dal Molin foi fundado em 1976 e atualmente cultiva algodão. Para justificar a recuperação judicial,  alega adversidades climáticas e mudanças na política tributária como causadoras da crise. Além disso, cita um incêndio que destruiu parte das suas instalações em 2019.

A empresa AJ1 Administração Judicial foi escolhida para gerenciar o plano de recuperação judicial determinando ainda a suspensão de todas as ações ou execuções contra os devedores. Na decisão, a juíza esclareceu que o processo objetiva viabilizar a superação da situação de crise, permitindo a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo a atividade econômica.

Outro lado

O deputado Xuxu Dal Molin declarou, pela assessoria de imprensa, que votou contra a convalidação dos incentivos fiscais. Afirmou também que não faz parte do grupo empresarial Dal Molin.

Na primeira votação, Xuxu foi favorável à convalidação dos incentivos fiscais. Na segunda votação e redação final, se posicionou contrário, acompanhando os deputados da oposição, porque a maioria das emendas que atendiam os seus interesses não foram acatadas. A sessão durou mais de 12h e foi realizada a portas fechadas.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • diego | Domingo, 05 de Abril de 2020, 09h41
    3
    1

    se os fazendeiros de mt fossem honestos iqual os comerciantes o estado estaria muito melhor, pagar impostos é obrigação de todos, recuperação judicial é só uma maneira de dar calote institucionalizado. judiciário corrompido que aceita isso,

  • Amaral de souza | Domingo, 05 de Abril de 2020, 07h56
    4
    1

    sonegadores contumazes sempre se beneficiaram desde os tempos que jonas pinheiro defendia e conseguia que produtores dessem os famosos calotes nos financiamentos do banco do brasil...esses gulosos sempre se deram bem e ainda proclamam que nos so comemos porque eles plantam...capeta tá com nome deles na agenda.

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.