Legislativo

Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020, 18h:59 | Atualizado: 01/04/2020, 19h:03

SEM SALÁRIOS

Não podem ser tratados dessa forma, diz Botelho sobre educadores contratados

Assessoria

Botelho corona

O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM), em gravação durante período de pandemia do coronavírus: professores não podem ficar sem salário

O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM), saiu em defesa dos cerca de 6 mil profissionais da área de educação, todos com vínculo de contrato, que podem ficar sem salários com a suspensão das aulas, estendidas para todo o mês de abril. A demanda foi levantada pelos deputados Lúdio Cabral e Valdir Barranco, ambos do PT, além de Janaina Riva (MDB), durante sessão nesta quarta (1º).

Ocorre que as aulas deveriam ter começado no último dia 23 de março, mas houve adiamento para 5 de abril devido à expansão dos casos de coronavírus. No entanto, nesta terça (31), um novo decreto do governador Mauro Mendes  (DEM) estendeu o retorno das atividades escolares para maio.

Os números ainda não são concretos. Isso porque a secretaria de Estado de Educação (Seduc) ainda não formalizou os contratos e está em processo de atribuição de aula dos afetivos.  

  “A reclamação da categoria é justa. O governo deve rever isso. Vou levar essa reivindicação para o governador Mauro Mendes, para a Secretaria de Educação para que revejam isso. Eu não concordo.  Eles estavam trabalhando, ai nessa situação, suspende os contratos e manda pra casa. Eles têm que receber. Estavam trabalhando. Não podem ser tratados desse forma. Está errado”, afirmou Botelho.

A Seduc sustenta que não possui amparo legal para a realização de contratação temporária. Isso porque, a atribuição de aulas dos efetivos para o 2º calendário letivo de 2020 ainda não foi concluída e não se sabe quantos ainda seriam contratados temporariamente - uma parte já foi lotada.

Os deputados fizeram proposta ao governo para que os contratos sejam assinados, ocorra a atribuição de aula e, posteriormente, seja descontado o período de férias escolares.

6 mil sem salário

Apesar de não ter os números fechados, em novembro, a previsão da Seduc era que fossem realizados 28 mil contratos, considerando que o mesmo professor, por exemplo, pode pegar aula em mais de uma unidade de ensino, estima-se que quase 6 mil contratados não vão receber salários.

A situação é preocupante, segundo o presidente do Sindicado dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep-MT), Valdeir Pereira, uma vez que se trata de pessoas que não têm outra renda e ainda não se encaixam na situação do voucher coronavírus, aprovado pelo Congresso, que dá ajuda de R$ 600 a famílias carentes. Até porque,  o último vínculo de trabalho, para conseguir o benefício, não pode ser com o serviço público, que é o caso da maioria.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • joao | Quinta-Feira, 02 de Abril de 2020, 16h00
    0
    0

    Desses ele está com dó, dos efetivos meteu o ferro. Toda as ruínas que os servidores efetivos da educação, agradece este cidadão. Os servidores da educação não podem esquecer este cidadão e outros na hora certa.

  • O atalaia | Quinta-Feira, 02 de Abril de 2020, 12h05
    0
    0

    Mauro Mendes precisa de freios e contrapesos para governar Estado, e, os poderes tem o dever, em momentos de dificuldade como o atual, de frear seus impulsos, que, de tanta avidez por tributos e dinheiro no caixa chega à desumanidade....

  • Teka Almeida | Quinta-Feira, 02 de Abril de 2020, 11h15
    3
    0

    Segundo o Lúdio, ouviu a justificativa do Mauro MENTE governo FAKE NEWS foi: "...próprio governador disse que não iria renovar esses contratos devido aos problemas financeiros que o Estado atravessa. " Quais problemas financeiros????!!!! Mergulhou, inclusive com o apoio do próprio Botelho, num SUBMARINO, onde uma carrada do estado passará a receber VI"s mesmo recendo por participarem de conselhos e receberem os famosos jetons. O próprio Mauro MENTE governo FAKE NEWS recebe, conforme um site de noticias por mês uma indenizatória de R$ 150.000,00, mesmo tendo suas despesas pagas pela população de Mato Grosso que hoje passam necessidades. Aproveitem, mais aproveitem mesmo que logo vocês receberão a RESPOSTA que merecem nas urnas. Falta pouco... tempo passa rápido.

Vereador tenta barra compra de cestas

diego guimaraes 400 curtinha   O vereador pela Capital, Diego Guimarães (foto), denunciou junto à Ouvidoria do TCE o que definiu como irregular a aquisição, com dispensa de licitação, de cinco mil cestas básicas de alimentos pela secretaria municipal de Assistência Social e Desenvolvimento...

Apresentador de TV luta contra Covid

alexandre mota 400 curtinha   Alexandre Mota (foto), apresentador desde abril do programa de variedades Balanço Geral, da TV Vila Real de Cuiabá (Record), está internado na UTI do hospital São Mateus. É mais uma vítima diagnosticada com Covid-19. O seu quadro clínico se agravou. O pulmão...

Campanha une as primeiras-damas

virginia mendes 400 curtinha   As primeiras-damas Virginia Mendes (foto) e Michelle Bolsonaro, de MT e do país, respectivamente, têm mantido um relacionamento bem estreito no desenvolvimento de projetos e ações sociais. No final de abril, Michelle postou um elogio e divulgou, na sua conta do Instagram, a campanha de...

Se EP recuar, PV lança Stopa a prefeito

justino malheiros 400 curtinha   O ex-presidente da Câmara de Cuiabá e membro do diretório municipal do PV, vereador Justino Malheiros (foto), disse nesta segunda que o partido estará com o prefeito Emanuel Pinheiro até o último momento, apostando no projeto de reeleição do emedebista. Mas,...

Disputa a prefeito e apoio de Sachetti

 luizao_curtinha400   O empresário Luiz Homem de Carvalho, o Luizão (foto), ex-presidente da CDL de Rondonópolis, está mesmo determinado a encarar, pela primeira vez, o teste das urnas para prefeito. E inicia uma oposição dura à gestão Zé do Pátio, que buscará a...

Corrida de Teis no noticiário nacional

waldir teis 400 curtinha   As imagens que mostram o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis (foto) descendo em alta velocidade as escadas de um prédio para jogar no lixo vários cheques rasgados que somavam R$ 450 mil ganharam o noticiário nacional, com destaque neste domingo em veículos, como Folha de S. Paulo, G1 e IG....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.