Legislativo

Terça-Feira, 19 de Maio de 2020, 16h:08 | Atualizado: 19/05/2020, 21h:06

OPORTUNIDADES IGUAIS?

Contra adiamento do Enem, deputado de MT diz que "quem tem vontade, caça jeito"

Reprodução

Tabata Amaral e Jos� Medeiros

Os deputados Tabata Amaral e José Medeiros, durante participação no programa Debate, da CNN Brasil, nesta 3º, quando falaram sobre Enem

Cerca de 90 mil mato-grossenses farão o Enem esse ano. Apesar da possibilidade de provas on-line, quase 36 mil não possuem computador em casa e 18 mil sequer têm acesso à internet. A data para aplicação do exame, 1º e 8 de novembro, tem causado discordância entre apoiadores e críticos do governo federal e acentuado a polarização.

Em meio ao debate, a data estipulada pelo Mec, é defendida pelo deputado federal José Medeiros (Pode). “Quase 80% tem acesso à internet, quem tem vontade, caça jeito”, disse durante entrevista ao programa "Debate" da CNN, nessa terça (19).

Mesmo com calendários escolares comprometidos pela paralisação das aulas presenciais desde março, apoiadores defendem a manutenção da data. Por outro lado, oposição pede o adiamento. Em MT, as vagas para as provas online já se esgotaram, aqueles que pretendem se inscrever só tem a opção presencial e podem fazer até 22 de maio.

O ministério da Educação não divulgou quantas vagas estavam disponíveis para as provas on-line e, segundo o ministro, Abraham Weintraub, “é precipitado e equivocado falar agora em adiamento, porque está muito longe ainda”.

Medeiros foi confrontado pela deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) que é a favor do adiamento, mas contra o cancelamento e considera que devem ser ouvidos profissionais da saúde e da educação para definir uma nova data.

A deputada ponderou que os calendários escolares estão parados desde março e muitos alunos não tem acesso ao ensino, especialmente entre as populações mais pobres. “Para milhares de pessoas, o Enem é a oportunidade de entrar em uma faculdade e melhorar de vida”, disse. Ela ainda destacou que as redes escolares devem ter tempo o suficiente para se organizar e colocar em dia os conteúdos.

Mas Medeiros espera que o MEC não precise tomar essa decisão e não acredita que as desigualdades sociais devem pesar. "A realidade é essa mesma, as desigualdades existem e a gente tem que saber lidar com elas, eu vim de um lar em situação de vulnerabilidade”.

Sem computador

Segundo levantamento do Inep, unidade do MEC responsável pela aplicação das provas, quase 40% dos alunos não tem computador em casa. O problema de acesso pode ser ainda mais agravado. De acordo com a pesquisadora em Comunicação e Cultura Contemporânea da Universidade Federal da Bahia, Talyta Singer, deve se levar em conta que mesmo em lares onde há computador, pode ter mais de um estudante para realizar a prova.

Além disso, Medeiros defende que “mesmo quem não tem computador, se for ver, tem celular e aí não para dizer que não tem acesso”. Ele estima que se fosse considerar o acesso ao celular, os números passariam de 90% com internet.

Contudo, para a pesquisadora “a alfabetização midiática e ter acesso à internet (e usar whatsapp, plataformas de redes sociais) não garante expertise para usar sistemas mais complexos ou com implicações mais sérias, como fazer uma prova do Enem”.

1 milhão de brasileiros pode ficar de fora do Enem

No Brasil, devem realizar a prova do Enem cerca de 5 milhões de pessoas, desde estudantes regulares do ensino médio até jovens e adultos do EJA. Mas a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - Tecnologia da Informação e Comunicação de 2018, estimou que somente 74,7% possui acesso à internet. Para 4,5% das pessoas em todo o país que não acessam a internet, o serviço não está disponível nos locais que frequentam. Ou seja, mesmo que queiram, não conseguem contratar um pacote de internet.

São 25,3% que ainda estão sem acesso e a situação é ainda pior em áreas rurais, onde o índice chega a 53,5%. Em áreas urbanas é 20,6%.

Quase a metade das pessoas que não têm acesso à rede (41,6%) diz que o motivo para não acessar é não saber usar. Uma a cada três (34,6%) diz não ter interesse. Para 11,8% delas, o serviço de acesso à internet é caro e para 5,7%, o equipamento necessário para acessar a internet, como celular, laptop e tablet, é caro.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • alex r | Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 08h53
    0
    0

    Acredito que o problema não é preparo... Como colocar pessoas para fazer o Enem se não aglomerar ? já pensou nisso????

  • INDIGNAÇÃO | Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 07h27
    1
    4

    Olha, não gosto do José Medeiros : ele é tosco, obtuso e fraco mentalmente. Mas nesse caso ele está certo. Quem quer, faz por onde. Não fica se lamentando e vai estudar. Não tá preparado ? Então deixa pro ano que vem. Deixe o Enem para os qualificados. O Enem NUNCA DEVE SER ADIADO.

  • CRC | Terça-Feira, 19 de Maio de 2020, 20h54
    13
    0

    Quem realmente quer, "... quem tem vontade, caça jeito" e falsifica até assinatura em ata, MAS, não fica de fora..... Pronto, falei.

  • Elias | Terça-Feira, 19 de Maio de 2020, 18h47
    0
    0

    Elias, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Orlandir Cavalcante | Terça-Feira, 19 de Maio de 2020, 16h54
    11
    1

    Verdade. Conheço gente que para se candidatar ou assumir cargo politico "caça jeito" e nem fica corado!

  • Dos Santos | Terça-Feira, 19 de Maio de 2020, 16h24
    14
    2

    Coitado do José Medeiros, passa vergonha, com discurso raso, fraco e pobre perto da Deputada Tábata Amaral que aborda o assunto com muita profundidade e conhecimento.

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.