Legislativo

Quinta-Feira, 05 de Setembro de 2019, 16h:19 | Atualizado: 05/09/2019, 16h:25

RENÚNCIA E SONEGAÇÃO

CPI convoca ex-governador, delator da Lava Jato e presidente do Grupo Amaggi

Angelo Varela

Max Russi, Wilson Santos e Nininho

Convocação aprovada por Wilson Santos, Nininho e Max Russi, em reunião na tarde de 5ª

A CPI da Assembleia que investiga a suspeita de sonegação de impostos e renúncias fiscais indevidas aprovou a convocação do ex-governador Silval Barbosa, do doleiro e delator da Lava Jato Lúcio Funaro e do presidente do Grupo Amaggi, Judynei Carvalho. Todos os requerimentos foram aprovados na tarde desta quinta-feira (5).

A convocação do ex-governador se deve a necessidade de explicação a respeito crimes de sonegação fiscal cometidos no período de 2009 a 2014 em Mato Grosso.

Primeiro ex-governador do país a firmar um termo de colaboração premiada para contribuir com a Justiça em troca de redução de pena em processo criminal, Silval confessou perante o poder Judiciário que recebeu propina juntamente com secretários de Estado à época para favorecer empresas privadas com incentivos fiscais.

Em decisão conjunta tomada pelos deputados Wilson Santos (PSDB), Max Russi (PSB) e Ondanir Bortolini, o Nininho (PR), foi decidido convocar o doleiro e delator da Lava Jato Lúcio Funaro.

Em depoimento a CPI do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em andamento na Câmara dos Deputados no dia 28 de agosto, Funaro afirmou que o empresário Joesley Batista, do grupo J&F, dono da JBS, poupou seu primo Fernando Mendonça, de Mato Grosso, em sua delação premiada firmada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). 

Com relação ao presidente da Amaggi, se deve a necessidade de explicações do grupo empresarial a respeito do não-recolhimento do Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação).

Trata-se de uma cobrança que incide no setor produtivo e é destinado aos cofres públicos, sendo atualmente a principal fonte de recursos do Executivo para investimentos em infraestrutura e habitação nos 141 municípios de Mato Grosso.

O presidente da CPI, Wilson Santos, considera as oitivas necessárias para, ao final, ser apresentado um relatório consistente com atribuições de melhorias. “Não estamos promovendo caça às bruxas ou patrocinando perseguição. Pelo contrário, estamos produzindo um trabalho com caráter técnico para fortalecer a arrecadação de Mato Grosso”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

De fora da disputa em Rondonópolis

percival muniz 400   O pecuarista Percival Muniz (foto), hoje "mergulhado" nas duas fazendas na região do Xingu, adianta que não será candidato a prefeito de Rondonópolis, posto já ocupado por ele por três vezes. Mesmo com recall junto à população de bom gestor e popular, ele é...

Conselheira e o faturamento familiar

jaqueline jacobsen curtinha 400   Está repercutindo muito mal para a conselheira substituta do TCE-MT Jaqueline Jacobsen (foto) a notícia publicada pelo site O Livre, nesta sexta, de que a sua irmã, advogada Camila Jacobsen, em sociedade com Eveline Guerra, filha da conselheira, são sócias da "Jacobsen &...

Selma vê maior conforto no Podemos

selma curtinha 400   No grupo de WhatsApp "PSL Mulher MT", Selma Arruda (foto) escreveu um texto de despedida do partido. Disse estar chateada "com tudo isso", mas que não perdeu a fé e que o Governo Bolsonaro vai dar certo. Afirma sair do PSL com "coração partido" e que continua com os mesmos ideais no Podemos, onde...

Podemos esperando Selma se salvar

alvarodias_curtinhas   Na busca para ampliar a bancada do Podemos no Senado, o senador Alvaro Dias, derrotado à presidência no ano passado, só correu atrás de Selma, no sentido de convencê-la a se filiar no partido, depois que foi informado que ela tem chances reais de derrubar no TSE a cassação por...

Fávaro e esperança em assumir vaga

carlosfavaro_curtinha   O representante do escritório de MT em Brasília Carlos Fávaro (PSD) está convicto de que a senadora Selma não só será cassada de vez pelo TSE nos próximos meses, como a decisão da Corte lhe permitirá assumir a vaga enquanto não for eleito um novo...

Maturidade e nova visão sobre o TCE

janaina_riva_curtinha   No segundo mandato e sentindo-se mais madura politicamente, apesar de ainda bem jovem – completou 30 anos em 21 de janeiro – a deputada Janaína Riva revela que pensa diferente sobre a indicação de políticos ao cargo de conselheiro do TCE. Ao autorizar os colegas a derrubar a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.