Legislativo

Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 21h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Saúde

CPI reúne dados e já aponta falta de gestão


O presidente da CPI da Assembleia, deputado Sérgio Ricardo (PR), organiza documentos, que começa a receber sobre repasses financeiros, convênios e contratos do Estado com municípios e alerta sobre problema de gestão

   A CPI da Saúde, sob o deputado Sérgio Ricardo (PR), começa a fase de análise de documentos para definir novas investidas na apuração de recursos do Estado destinados às prefeituras e suas aplicações na saúde pública, principalmente em Cuiabá e Várzea Grande. Sérgio conta que a primeira fase foi marcada por solicitação de documentos. Quem mais contribuiu com dados sobre repasses financeiros, convênios e contratos foi a secretaria estadual de Saúde. Agora a Comissão analisa-os para estabelecer novas metas. Tem 180 dias para concluir as investigações e comprovar se, de fato, o setor vive colapso e também deve apresentar sugestões e alternativas.

   Num primeiro momento, a CPI foi aprovada pela Assembleia, a partir de um requerimento do deputado Percival Muniz (PPS), para investigar o caos na saúde em Cuiabá. Era um momento em que os médicos que atendem pelo SUS estavam em greve, na briga por reajuste salarial e num confronto direto com o ex-secretário Luiz Soares e com o prefeito Wilson Santos. Depois, os trabalhos se ampliaram para Várzea Grande e, por fim, para todo o Estado. "O problema é maior do que a gente imagina. Não é possível levantar a situação da saúde pública só em Cuiabá e Várzea Grande. Tem de ser no Estado como um todo", enfatiza o presidente da CPI, ao lembrar que, como Cuiabá possui gestão plena, é quem regula toda cirurgia pelo SUS em Mato Grosso, tanto que os procedimentos para cirurgias ortopédicas, de obesidade mórbida e de neurologia só se fazem em Cuiabá. 

    Sérgio lembra que nos últimos dois anos, 117 pessoas morreram na fila do SUS, antes de serem submetidas a cirurgias. Destas, 15 faleceram devido a problemas cardíacos. "Temos constatado problema de gestão", diz Sérgio. Adianta que no próximo dia 25 a Comissão volta a se reunir para debater sobre números oficiais. A Comissão é composta ainda pelos deputados Chica Nunes (DEM), como vice-presidente, Wallace Guimarães (PMDB), na relatoria; e Percival Muniz (PPS) e Antônio Azambuja (PP) na condição de membros.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • PAULO | Sexta-Feira, 08 de Janeiro de 2010, 17h19
    0
    0

    CPI???? SERGIO RICARDO??? CHICA NUNES??? ESSA CPI E ESSES DEPUTADOS ESTAO BRINCANDO COM A CARA DO POVO MATOGROSSENSE, ESSA CPI E MERA JOGADA POLITICA, ESSE SERGIO RICARDO ESTA ABUSANDO DA CARÊNCIA DO POVO MATOGROSSENSE PARA SER PROMOVER, E CHICA NUNES FICA NA RABEIRA APROVEITANDO O BONDE, ESSA CPI VEIO DO NADA E IRÁ PRO NADA, ÁPOS AS ELEICOES TODOS SE ABRACAM E SAIEM PARA COMEMORAREM COM DINHEIRO PUBLICO NUM GRANDE RESTAURANTE, CREIO EU, QUE ELES ACHAM QUE SOMOS IGNORANTES POLITICAMENTE... MAS NAO DEPUTADOS ESTAMOS AQUI PARA REIVINDICAR NOSSO DIREITOS.... VOCES DEVIAM APOIAR O PCCS DA SAUDE, INTERVIR JUNTO AO AGOSTINHO MORO QUE SE DIZ DE MAO ATADAS, POIS NUNCA TEM DINHEIRO PARA REAJUSTE MAIS TEM DINHEIRO PARA AGECOPA....

  • mariana rodrigues | Quinta-Feira, 07 de Janeiro de 2010, 13h44
    0
    0

    Bem, preciso completar o que falam do Deus Vitor que é quem articulou para a iniciativa privada e os seus colegas engordarem o bolso e de sobra ainda tem a incompetencia em pessoa, a Ana Tola a vida do povo, que é avalizada pelo Au- gostinho e totalmente politiqueira ( com a palavra o povo de Campo Verde e de Rondonópolis.....que querem ver o Capeta e naum a tal figura) com as bencão de um político .......

  • mariana rodrigues | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 15h56
    0
    0

    O pior de tudo isso que vcs comentaram ,e que ninguém tá nem aí pra saúde. Cadê uma posição do governador? É capaz do Sergio Ricardo ainda falara que a secretaria de estado tá certa....pelo amor de deus.....isso tudo e todos é uma vergonha. O governo acabou com a saúde do estado, tercerizou tudo a preços exorbitantes, colocou pessoas sómente por critério político e da casa..... e o povo que se dane sabe porque? O povão não tem acesso nem a esses comentários.....só ve o circo do Sergio......ë possível acreditar numa CPI com a Chica Nunes......me poupe....Estou no camarote aguardando a conclusão....

  • PEDRO | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 21h42
    0
    0

    VOCES FALAM DR.VITOR, DA OUTRA SECRETARIA, POXA E NOSSO SUPERITENDENTE PAULO ROBERTO ARAUJO METIDO A POLITICO, E OS OUTROS SERVIDORES, E AS INDICACOES POLITICAS OS DEMAIS FAZEM ALGO DIFERENTE, A SAUDE NAO ESTA UM CAOS POR CAUSA DE DUAS PESSOAS ...TODOS SAO CULPADOS, PQ TODOS NO FINAL ACABAM DEFENDENDO UM INTERESSE POLITICO E ENQUANTO ISSO AS PESSOAS MORREM NAS FILAS.

  • toco1000 | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 20h50
    0
    0

    CPI? pura politicagem, tem pessoas morrendo no PSMC e o Sergio Ricardo faz vista grossa,secretário de saúde até hoje não disse porque aceitou o cargo,está nomeando dois médicos grevistas para assumir o PSMC,da para confiar nesses médicos?Primeira oportunidade que tiverem ele voltam a fazer greve, e deixar os coitados morrendo no PSMC,é uma vergonha

  • camila | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 14h21
    0
    0

    REALMENTE, CONCORDO COM OS COMPANHEIROS A RESPEITO DO DR VITOR. E VOU MAIS, AQUELA SECRETARIA PARECE UM CABIDE DE EMPREGO. TEM GENTE ASSUMINDO CARGO IMPORTANTE QUE NÃO SABE NEM O QUE É SUS. Isso tbm concordo...

  • CARLOS | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 12h07
    0
    0

    REALMENTE, CONCORDO COM OS COMPANHEIROS A RESPEITO DO DR VITOR. E VOU MAIS, AQUELA SECRETARIA PARECE UM CABIDE DE EMPREGO. TEM GENTE ASSUMINDO CARGO IMPORTANTE QUE NÃO SABE NEM O QUE É SUS. CAIU DE PARAQUEDA COMO SEMPRE. TO MENTINDO? PERGUNTA PRA QUALQUER SERVIDOR. EM QUANTO TRATAREM A SECRETARIA DE SAÚDE COMO LUGAR DE POLÍTICA E ARRECADAR FUNDOS. SERÁ SEMPRE ESSE CAOS.

  • Margarete Lemes | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 10h07
    0
    0

    ...Calma aí...a colega Camila...Não venha com essa conversa de falta de humanidade, juramento médico e etc...Esse papinho é tudo o que um eventual político corrupto ou gestor incompetente quer para jogar a culpa de suas (in)ações nos servidores da saúde;pois medicina(e todas as áreas da saúde) precisa de humanismo sim,mas precisa muito mais de recursos, leitos , EXAMES , medicamentos...etc...Todo profissional jura fazer o melhor de si,não fazer milagres...mude seu foco,minha cara...

  • FELIPE DE SINOP | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 09h03
    0
    0

    TODO MUNDO DO INTERIOR SABE QUE ACABOU COM SAÚDE NO ESTADO FOI ESSE TAL DE DR VICTOR RODRIUGUES,,,SECRETARIO AUGUSTINHO PASSOU DA HORA NÉ,,O SENHOR SAIRÁ COMO O PIOR SECRETARIO DA HISTORIA DE MATO GROSSO,,,SEM FALAR DA OUTRA ADJUNTA FRAQUINHA DEMAIS

  • JOAO DE VC | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 08h59
    0
    0

    Se tem alguem culpado pela desestruturação da saúde no Estado esse tem nome DR VICTOR RODRUIGUES,SECRETARIO ADJUNTO DE SAÚDE,,ACABOU COM A REGUALAÇÃO ,CERMAC,HOSPITAIS REGIONAIS,,,COM A ESPERANÇA DOS SERVIDORES,,,SENHORES DEPUTADOS SERÁ QUE NÃO VEEM ISSO,,,VÃO ESPERAR ATE QUANDO

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS