Legislativo

Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 12h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

POLÊMICA

Daltinho critica Ager, defende empresários e não quer licitação


Dilceu Dal Bosco, Pedro Satélite e Daltinho criticam Márcia Vandoni e dizem que Ager não entende de transporte

     Os deputados estaduais Pedro Satélite (PPS), Dilceu Dal Bosco (DEM) e Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB), teceram duras críticas à presidente da Ager, Márcia Vandoni, e prometem "barrar" a realização da licitação de todas as linhas intermunicipais de Mato Grosso. Eles não escondem a revolta com o projeto e defendem os empresários do setor com "unhas e dentes". Acusam Márcia de intransigência, de aceitar um projeto pré-estabelecido e de não querer ouvir os representantes do setor. "Está sendo trazido um enlatado. Uma mercadoria pronta pra ser consumida e isso não vamos aceitar. A Ager não deve entender de transporte e tinha que ter ouvido o setor", criticou Daltinho, da tribuna. Ele ainda completou mandando um recado para a presidente da Ager. "Que me desculpe a Márcia Vandoni e o Ministério Público, mas a Assembleia vai agir. Temos que começar a dar um basta em certas situações e não deixar o rabo balançar o cachorro", alfinetou.

   Ainda conforme o parlamentar, falta diálogo e os parlamento estadual não vai permitir que a "chancela excludente" reine. Pontou que a situação merece total atenção e que os interesses dos empresários devem ser preservados. "Temos que nos pautar pelo equilibrio e tenho certeza que esse parlamento não vai deixar que a sociedade e o setor sejam prejudicados", enfatizou. Logo em seguida, mostrando que sua principal preocupação é com o setor, o peemedebista ressaltou que "não se fabrica empresário do dia para noite" e que, por isso, é necessário preservar as lideranças.

  Diante da reação negativa fica claro o clima de "guerra". De um lado estão os empresários e os deputados, do outro, a Ager e, no meio, o governador Silval Barbosa (PMDB), que tenta contornar a situação sem sofrer desgaste político e respeitando a legalidade e o Termo de Ajustamento de Conduta. A situação é delicada e o clima deve "azedar" ainda mais nos próximos dias.

    O governo solicitou o aditamento do Termo de Ajustamento de Conduta assinado com o MP, mas o promotor Alexandre Guedes promete ser criterioso e vai cobrar prazos. A preocupação é com o clima eleitoral que já tem impactos nas ações do Estado e que podem prejudicar a realização das licitações. A tendência é que Guedes cobre uma data para a realização do certame. Silval quer deixar esse abacaxi para depois das eleições. Ele teme desgaste junto ao parlamento e aos próprios empresásios. Por enquanto, nenhuma decisão foi tomada e a população acaba sendo a mais prejudicada. Sem licitação, os contratos continuam irregulares, não haverá redução na tarifa, novas conexões ou melhoria da frota. O imbróglio é grande e a briga promete ser acirrada.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Jean M. Van Den Haute | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 17h49
    0
    0

    O transporte coletivo moderno e eficaz que o usuário merece exige acompanhamento integral em tempo real e não pode ser planejado a partir do plano estático elaborado por consultoria externa que entrega, recebe e vai embora. A modernização deve ser feita ao vivo a partir de sistemas inteligentes, monitorados por verdadeiros profissionais atuando em tempo integral na adequação e na exploração. Isso não é competência da AGER que é apenas um orgão fiscalizador que nem consegue fiscalizar. O Brasil preciso superar o meio século de atraso que tem no ramo do transporte de passageiros. Portanto, os deputados estão certos e tem apoio da ASSUT-MT, Associação dos Usuários, na busca de verdadeiras soluções.

  • AYLSON LIMA | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 17h21
    0
    0

    MAS QUE VERGONHA NOSSOS DEPUTADOS ESTAO TRABLHANDO EM PROL DE ALGUNS EMPRESARIOS E ESTÃO DEIXANDO O POVO DE LADO ,, ESPERO QUE ESSSE ANO O POVO DIGA NAO A ESSA CORJA DE ENGANADORES,,,,,,, VAMOS DIZER NAO NAS URNAS............

  • Carmem Silva | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 17h00
    0
    0

    O que se confirmou ontem na Audiência Pública é que realmente o POVO é massa de manobra para Deputados!! Um verdadeiro absurdo! Lembrando que empresários e deputados deram um SHOW de ignorância, autoritarismo, falta de educação, etc Uma das únicas falas sensatas, verdadeiras e corajosas foram da Dra. Gisela do PROCON. Essa sim calou a boca dos empresários que lá estavam!!! Usuários do sistema de transporte: ABRAM OS OLHOS E NÃO CAIAM NA CONVERSA DESSES NOBRES DEPUTADOS QUE SÓ ESTÃO USANDO VCS PRA CONTINUAREM A ENRIQUECER O PATRIMÔNIO DELES!!!

  • Valdao | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 16h17
    0
    0

    Vivemos numa cidade onde o prefeito vai a justiça para aumentar as passagens de Õnibus , encabeçando uma luta que deveria ser dos empresários. Deputados defendendo empresários vira apenas uma redundancia, não acham ? Os empresários financiam estes sujeitos, mas eles pedem votos ao povo e o enganam porque o povo gosta de ser enganado. O interesse de povo fica na gaveta esperando a nova eleição para voltar a aparecer. ACOOOOOORRRRRRRDDDDAAAAA POVO DO MATO GROSSO. Veja quem são seus representantes.

  • Magda Ribeiro de Campos | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 15h46
    0
    0

    Os argumentos dos “empresários” do setor de transporte para continuar explorando os serviços (diga de passagem, péssima qualidade), são os mesmo que era usado no Sec. XVI, XVII, e XVIII. Veja o trecho do discurso de Mauricio de Nassau (1638): “.... Sem tais escravos não é possível fazer alguma coisa no Brasil: sem eles os engenhos não podem moer, nem as terras cultivadas, pelo que, necessariamente deve haver escravos no Brasil e por nenhum modo podem ser dispensados: se alguém sentir-se nisto agravado, será um escrúpulo inútil. Como o Brasil não pode ser cultivado sem negros e sendo necessário que haja um grande numero deles... Assim os que pretendem fixar-se no país devem trazer bens e, para serem bem sucedidos, devem comprar alguns negros, porque sem negros nada se pode cultivar aqui, e nenhum branco – por mais disposto ao trabalho que tenha sido na Pátria – se pode dedicar no Brasil a trabalhos tais, nem mesmo consegue suportá-los. O pensamento da época era uniforme, e Antonil (1650-1716), com sua célebre frase, resume a realidade da forma do trabalho vigente, considerada a única forma para sobrevivência e desenvolvimento da riqueza: “Os escravos são as mão e os pés do Senhor do engenho, sem eles não é possível fazer, conservar e aumentar a fazenda, nem ter engenho... “ Enfim, o discurso atual do empresários são os mesmo para continuar mamando nas tetas do governo (explorando o serviço, e não pagando por isso), e por outro lado, a sociedade pagando caro pelo um serviços inoperante, atrasado, aos moldes de 30 anos atrás. Na audiência de ontem, não diferente, o discurso estava na ponta da língua: ... vai quebrar as empresas, vai gerar desemprego, vamos falir... ontem, teve de tudo, deputados que não sabia o que estava acontecendo (pasmem!!), advogados, até um tal defensor, Dr. Marcelo Lerião, que se diz andar de ônibus, e que conhece os problemas dos transporte, chegou a fazer um defesa em nome da empresas, disse que o que esta ai, é a melhor coisa do mundo (pra acabar. kkkk). Esse nunca andou de ônibus, provavelmente, deve ser amigo de algum empresário de transporte. Aconselho o nobre Defensor não fazer o mesmo discurso na estação rodoviária, lá ele não teria a mesma sorte. Bom, ainda bem que temos o Ministério Público, Dr Alexandre Guedes fez uma defesa em nome de todos nos usuários que aguardamos ansiosamente por mudança no que esta ai.

  • Jossy | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 15h11
    0
    0

    Apenas lembrando: os deputados existem para defender O INTERESSE DO POVO.

  • Roberto Ruas | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 15h02
    0
    0

    Trabalhei 18 anos em uma grande empresa de onibus neste estado , e posso dizer com experiencia que tenho , que realmente a Ager precisa ser mais cautelosa ,já que foi omissa por muitos anos , prejudicando todo o sistema de transportes , ao fazer vista grossa para o transporte pirata,mas esse trio de deputados estão simplesmente defendendo os que os financiam , nada mais. Ah! se lutassem assim , com essa coragem e determinação pelo povo.

  • Gutius | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 14h13
    0
    0

    DEVEM ESTAR TODOS DEFENDENDO SEUS INTERESSES. AGORA DEFENDER O POVO QUE É BOM NADA. VAMOS LEMBRAR DE VOCES.

  • inhana | Quarta-Feira, 28 de Abril de 2010, 13h20
    0
    0

    E, Vandone faça justiça social, porque os moços estão só pensando no seu bolsinho e que não querem perder a chupetinha e povo andando em onibus quebrado, sem freio, fétido, e os deixando cada vez mais ricos tem que oxigenar a frota tem que dar o melhor para a população que já paga caro por uns cacos velhos. Aplauso, e que se tenha mais gente que pensa no pobre povo que anda de expresso sardinha porque o lindinhos nunca anda de onibus para ver como é duro depender de onibus neste estado. Por de duro e peça ao MP que ajude pois e em beneficio do POVO SOFRIDO DESTE ESTADO.

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

Tentativa de ser 1ª prefeita de Barão

margareth munil 400 curtinha   A candidata à prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves da Silva (foto), é tão conhecida nas ações conjuntas com o marido nas áreas da saúde e assistência social que está levando para as urnas a combinação do seu...

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...

Ministro Tarcísio rasga elogios a Fávaro

tarcisio 400 curtinha   O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas (foto), em vídeo de congratulações, só faltou pedir voto para Carlos Fávaro, senador interino que busca à reeleição e que completou 51 anos nesta segunda. Disse que Fávaro, com quem possui bom...

Vinicius e demagogia sobre salário

vinicius nazario 400 curtinha   Em Alta Floresta, o delegado de polícia Vinicius de Assis Nazario (foto), candidato a prefeito pelo Podemos, tem se apresentado como "o novo", prega honestidade, transparência e renovação, mas, em algumas pautas, nada diferente dos demais políticos. Uma de suas propostas, mais de...

2 candidaturas vetadas em Torixoréu

ines coelho 400 curtinha torixoreu   Em Torixoréu, de três candidaturas a prefeito, a Justiça Eleitoral já barrou duas, em decisão de primeira instância. O juiz da 9ª Zona Eleitoral de Barra do Garças, Douglas Romão, indeferiu o pedido de registro da candidatura do ex-prefeito e ex-deputado...