Legislativo

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 12h:24 | Atualizado: 19/02/2020, 12h:33

CPI NA CÂMARA

Delator repete acusações já feitas contra prefeito em segundo depoimento a CPI

Kamila Arruda

Silvio Correa depoimento CPI

Vereador Marcelo Bussiki conduz depoimento de Silvio Corrêa, ao lado dos vereadores Toninho de Souza e Sargento Joelson, na manhã de hoje

O ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa (sem partido), Silvio Corrêa, reafirmou o pagamento de propina ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), quando este exercia o mandato de deputado estadual. Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara de Cuiabá, nesta quarta (19), Silvio, que já foi ouvido pelos vereadores, ainda enfatizou acreditar que Emanuel tenha agido junto ao ex-secretário estadual de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme) Alan Zanatta, para obstruir a Justiça.

O prefeito aparece em gravação recebendo maços de dinheiro das mãos de Silvio e guardando no paletó. Nesse sentido, Alan, que também deve ser ouvido novamente, já havia desmentido a versão de Silvio Correa e uma possível acareação entre os dois está sendo considerado pelo presidente da Comissão, vereado Marcelo Bussiki.

Em setembro de 2017 foi encontrado pela Polícia Federal, durante a operação Melbolge, áudio de uma conversa entre Zanatta e Sílvio. O arquivo também foi usado pela defesa de Emanuel para tentar anular a delação de Silval junto ao Ministério Público Federal (MPF). No diálogo gravado, Zanatta faz perguntas a Silvio sobre a gravação em que Emanuel aparece recebendo maços de dinheiro.

Além de Silvio e Alan, antes da judicialização que suspendeu a CPI por mais de 1 ano, Silval também foi ouvido e terá novo depoimento em 2 de março. A Comissão investiga suposta quebra de decoro e obstrução da Justiça por parte de Emanuel.

Silvio foi questionado pelo vereador Felipe Wellaton (PV) sobre as afirmações do servidor Valdecir Cardoso de Almeida, que afirmou, por meio de depoimento registrado em cartório, que Emanuel não estaria recebendo propina e seria o pagamento de uma dívida. Valdecir, segundo o depoente, foi responsável somente por enquadrar a câmera usada para gravar o prefeito e “não uma pessoa que circulasse nas conversas, ele era um motorista de confiança, levava e trazia, só isso”.

O novo depoimento foi marcado por conta da reformulação da CPI, após decisão judicial. Além de Bussiki, a comissão é formada por Toninho de Souza (PSD), na relatoria, e Sergento Joelson (PSC), como membro.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Tcha | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 14h23
    2
    5

    Uma correção: acusações contra o então deputado estadual, não contra o prefeito. Essa CPI deveria ser na Assembleia (estadual), portanto, será nula ao seu final. Tempo e dinheiro gastos à toa - o meu, o seu, o nosso dinheiro jogado no lixo.

Contrato para tocar eventos do TCE

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Guilherme Maluf, fechou um contrato anual com a Infortouch Agência e Comunicação, Eventos e Produtos Alimentícios, aproveitando ata de registro de preços  do Tribunal de Justiça de MT, com adesão-carona num processo de 2019. A empresa vai faturar R$ 376,9 mil para atender demandas do TCE em toda logística de eventos, envolvendo as etapas de planejamento,...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.