Legislativo

Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 18h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

Câmara de Cuiabá

Dentistas cobram ajuda de vereadores e emenda ao PCCV

  Em greve desde 25 de janeiro, os dentistas da Prefeitura de Cuiabá aproveitaram a primeira sessão do ano na Câmara para pedir ajuda dos vereadores nas negociações com a administração. Eles querem também a aprovação de uma emenda ao PCCV dos médicos para que tenham os mesmos direitos. Os profissionais argumentam que estão amparados pela Lei Federal, a 3.999/61, que dispõe sobre os salários para médicos e dentistas. “A constituição nos garante isonomia. Não podemos ser tratados de maneira diferenciada”, reclamou o presidente do Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso (Sinodonto), Gustavo Oliveira.

   Os profissionais estão irredutíveis e ameaçam permanecer com os “braços cruzados” o tempo que for necessário. “Se precisar paralisar as atividades por 140 dias, vamos fazer”, garante Gustavo. O presidente do Legislativo, por sua vez, se comprometeu a intermediar as conversações entre a categoria e o prefeito. “Vamos trabalhar para resolver esse impasse”, disse Deucimar.

   O líder do prefeito na Câmara, vereador Paulo Borges (PSDB), adianta que o gestor tucano quer negociar, mas pondera que é impossível conceder o mesmo PCCV dos médicos aos dentistas. Segundo ele, a prefeitura não tem os recursos suficientes para arcar com as despesas. Apesar disso, o vereador garante que uma comissão da prefeitura deve apresentar uma proposta aos dentistas nos próximos dias. “A prefeitura já ofereceu um reajuste, mas não foi aceito. Aos poucos, com diálogo, a situação deve ser resolvida”, pondera Borges.

  Atualmente, a prefeitura tem 228 cirurgiões dentistas. Destes, 140 foram contratados temporariamente. O piso salarial da classe é de R$ 840, chegando ao máximo de R$ 2 mil para quem trabalha há mais tempo e ganha o prêmio saúde. Os profissionais exigem R$ 1,6 mil de piso, mesma remuneração paga aos médicos da Capital. O prefeito Wilson Santos, por sua vez, propôs R$ 1 mil para quem possui ensino superior e R$ 1,1 mil para os odontólogos com doutorado. “Este movimento não tem caráter político, apenas de classe. Só estamos reivindicando os nossos direitos”, argumenta Gustavo.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Juca | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 09h14
    0
    0

    Concordo em genero numero, grau e mais alguma coisa com o comentário abaixo do Sr. Sergio. Onde está o Ministério Público??? Vai vc cidadão comum enfrentar a "justiça" do trabalho por um contratado seu, por qualquer motivo vc nunca tem razão, vai ver se não te engolem vivo? Mas no setor público parece terra sem lei, até o direito à greve ainda não está bem regulamentado.

  • SÉRGIO | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 07h58
    0
    0

    Em minha opinião, além dos vereadores quem deve ter a dignidade e coragem pra desempenhar suas funções é o Ministério Público: que se abra logo um inquérito por improbidade administrativa e até talvez peculato contra este Sr. Wilson. Explico: está desrespeitando uma lei Federal de mais de 40 anos e nada acontece com ele e seus asseclas, e mais, leis feitas até por ele mesmo!!!! Outra: por que contratar tantos profissionais se não tem condições de pagar? Isso tem nome meus caros concidadãos!!!! Como cargos (leia-se contratados) viraram moeda de troca política, configura-se aí uma espécie de benefício próprio, concordam?

  • Rita | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 07h33
    0
    0

    NA ATUALIDADE COM TODA A MODERNIDADE E COM O AUXILIO AINDA DA IMPRENSA UM POLITICO AGIR DESTA MANEIRA ME DEIXA UM TANTO QUANTO PREOCUPADA, PQ ALÉM DELE NÃO ESTAR IMPORTANDO COM OS USUARIOS DA SAUDE PUBLICA ELE IGNORA O PROFISSIONAL QUE DEDICOU TEMPO DE SUA VIDA AO ESTUDO E MAIS AINDA O PROFISSIONAL QUE É RESPONSAVEL PELA SAUDE DO CIDADÃO. SE ELE FAZ ISSO COM A SAUDE O QUE DIRÁ NOS OUTROS SETORES. ESTOU ACOMPANHANDO A AÇÃO DO SINDICATO E O QUE PERCEBO É QUE O PREFEITO NEM ESTA TOMANDO CONHECIMENTO A CERCA DO ASSUNTO, FAZ DE CONTA QUE NADA ESTA ACONTECENDO E A IMPRENSA DIVULGANDO, MEU DEUS ONDE VAMOS PARAR? ISSO É UMA VERGONHA PREFEITO!!!

  • MARIA SILVA | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 23h03
    0
    0

    CARAMBA E A ARRECADAÇÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA VAI PARA ONDE???? E A ARRECADAÇÃO DO IPTU??? E A ARRECADAÇÃO DOS ISSQNS DA VIDA??? E AS ARRECDAÇÕES DOS ITBI??? E O REPASSE DOS IPVA ???? E AS MULTAS DOS AMARELINHOS??? ......NÃO TÊM VERBA PARA DAR ISONOMIA PARA OS DENTISTAS????

  • Afonso Penna | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 22h57
    0
    0

    ESPERO QUE OS VEREADORES CONSIGUAM DESENPACAR ESSA SITUAÇÃO!!! PEGA INTELIGÊNCIA WILSON!!!!!!!!!

  • GUSTAVO OLIVEIRA | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 21h20
    0
    0

    NOSSA ENTIDADE NÃO APOIA NEM PT, NEM PSDB, NEM DEM, OU OUTRO PARTIDO, NÃO TEMOS CUNHO POLITICO-PARTIDARIO, TEMOS SIM É UM COMPROMISSO COM A VALORIZAÇÃO DO SER HUMANO QUE É TRABALHADOR DA SAÚDE E QUE PRA TAL TEVE QUE SE FORMAR E SE ESPECIALIZAR PARA TER CONDIÇÕES DE OFERECER PARA O PACIENTE O QUE É DIGNO, QUEREMOS QUE A RECIPROCA SEJA A MESMA, E POR FAVOR, NÃO CONFUNDA ESTA GREVE COM MOTIVAÇÃO POLÍTICA, ELA TEM MOTIVAÇÃO DESESPERADORA DE QUEM ESTA COM SALÁRIOS DEFASADOS DESDE 1995, 400% DE PERDAS SALARIAIS, SE FOSSE O MAURO MENDES PREFEITO E ESTIVÉSSEMOS NA MESMA SITUAÇÃO, O MOVIMENTO SERIA O MESMO, PONHAM A MÃO NA CONSCIÊNCIA E ME DIGAM SE É JUSTO UM CIRURGIÃO DENTISTA RECEBER 842,00 DE SALÁRIO BASE?

  • Alyrio Cardoso Filho | Terça-Feira, 02 de Fevereiro de 2010, 20h23
    0
    0

    Wilson, me desculpe, sou seu amigo, mas você esta fazendo gozação com a classe dos odontólogos. Por que eles não merecem o mesmo reajuste dos médicos? Por acaso eles são seres supremos? Mais ridículo ainda é a sua proposta de pagar 100,00 a mais para os profissionais que possuem doutorado. Passa na sua cabeça o que é fazer um mestrado ou doutorado? Por favor, retire essa proposta indecente de pauta.

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...