Legislativo

Quinta-Feira, 31 de Dezembro de 2009, 12h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Assembleia Legislativa

Deputado quer incentivo fiscal à energia limpa

   Uma energia limpa e mais barata. É o que propõe o deputado Ademir Brunetto (PT). Ele defende criação do Programa de Energia Elétrica Limpa. Seu projeto já tramita na Assembleia e pode ser implementado em 2010. A ideia é garantir incentivos fiscais às pessoas jurídicas que aderirem ao programa. Dessa forma receberão incentivo fiscal de até 20% sobre o ICMS incidente na fatura de energia elétrica. O pedido de adesão ao programa também fica condicionado à regularidade fiscal junto à Secretaria de Estado da Fazenda. O petista vai buscar negociação com o Palácio Paiaguás, a quem cabe, depois de aprovado pelo Legislativo, sancionar ou não o projeto.

   Pela proposta de Brunetot, o Executivo deve disciplinar e regulamentar as condições necessárias para o programa funcionar na prática. Explica que a adesão de pessoa jurídica não a excluirá de outros incentivos fiscais. O benefício será dado porque, segundo ele, atualmente existe muita barreira para exploração e geração do potencial energético das fontes limpas é o alto custo em comparação a outras fontes como, por exemplo, hidrelétricas e termoelétricas. Por isso, entende ser mais do que oportuno conceder incentivo tributário a essas fontes alternativas e limpas de energia.

   O cancelamento do beneficio será feito sempre que constatado que a empresa tenha deixado de cumprir os requisitos para adesão e/ou por falsa informação. Para ser beneficiária do Programa, a pessoa jurídica deve exercer ao menos uma atividade em pesquisa, desenvolvimento e produção de equipamentos de energia eólica e solar, bem como novas tecnologias ou matérias de armazenamento de energia.

   O projeto de lei define ainda que a pessoa jurídica excluída do programa fique obrigada a recolher aos cofres públicos estaduais os incentivos de 20%, acrescido de multa de 5% e juros moratórios de 1% ao mês. Pela proposta, a comercialização da energia gerada será realizada de forma livre, desde que atendidas às exigências técnicas e legais. Já a empresa distribuidora de energia elétrica deverá priorizar a aquisição de energia do Programa para fomentar essa prática.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Wilson Donizeth | Sábado, 02 de Janeiro de 2010, 16h35
    0
    0

    Parabéns pela iniciativa.. Realmente os empresários deveriam aproveitar o apoio do Governo Federal e aplicar em fonte de energia limpa. Temos um grande potencial em pequenas Hidrelétricas sem prejudicar o meio ambiente.

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...