Legislativo

Quinta-Feira, 31 de Dezembro de 2009, 12h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Assembleia Legislativa

Deputado quer incentivo fiscal à energia limpa

   Uma energia limpa e mais barata. É o que propõe o deputado Ademir Brunetto (PT). Ele defende criação do Programa de Energia Elétrica Limpa. Seu projeto já tramita na Assembleia e pode ser implementado em 2010. A ideia é garantir incentivos fiscais às pessoas jurídicas que aderirem ao programa. Dessa forma receberão incentivo fiscal de até 20% sobre o ICMS incidente na fatura de energia elétrica. O pedido de adesão ao programa também fica condicionado à regularidade fiscal junto à Secretaria de Estado da Fazenda. O petista vai buscar negociação com o Palácio Paiaguás, a quem cabe, depois de aprovado pelo Legislativo, sancionar ou não o projeto.

   Pela proposta de Brunetot, o Executivo deve disciplinar e regulamentar as condições necessárias para o programa funcionar na prática. Explica que a adesão de pessoa jurídica não a excluirá de outros incentivos fiscais. O benefício será dado porque, segundo ele, atualmente existe muita barreira para exploração e geração do potencial energético das fontes limpas é o alto custo em comparação a outras fontes como, por exemplo, hidrelétricas e termoelétricas. Por isso, entende ser mais do que oportuno conceder incentivo tributário a essas fontes alternativas e limpas de energia.

   O cancelamento do beneficio será feito sempre que constatado que a empresa tenha deixado de cumprir os requisitos para adesão e/ou por falsa informação. Para ser beneficiária do Programa, a pessoa jurídica deve exercer ao menos uma atividade em pesquisa, desenvolvimento e produção de equipamentos de energia eólica e solar, bem como novas tecnologias ou matérias de armazenamento de energia.

   O projeto de lei define ainda que a pessoa jurídica excluída do programa fique obrigada a recolher aos cofres públicos estaduais os incentivos de 20%, acrescido de multa de 5% e juros moratórios de 1% ao mês. Pela proposta, a comercialização da energia gerada será realizada de forma livre, desde que atendidas às exigências técnicas e legais. Já a empresa distribuidora de energia elétrica deverá priorizar a aquisição de energia do Programa para fomentar essa prática.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Wilson Donizeth | Sábado, 02 de Janeiro de 2010, 16h35
    0
    0

    Parabéns pela iniciativa.. Realmente os empresários deveriam aproveitar o apoio do Governo Federal e aplicar em fonte de energia limpa. Temos um grande potencial em pequenas Hidrelétricas sem prejudicar o meio ambiente.

Elogios à gestão proba Mauro Mendes

marcelo oliveira 400 curtinha   O secretário de Estado Marcelo de Oliveira (Infraestrutura e Logística), Marcelo de Oliveira (foto), fez questão de destacar nesta quarta, em entrevista ao vivo ao RDTV, tv web do portal Rdnews, que o governador Mauro Mendes tem se empenhado ao máximo para fazer uma boa gestão,...

2 frentes do MDB e apostas em Cuiabá

gustavo padilha 400 curtinha   O MDB vive uma situação curiosa em Cuiabá. Embora no comando da prefeitura, com Emanuel Pinheiro, o partido só conseguiu reconquistar cadeira na Câmara há três meses, com a filiação de Juca do Guaraná, aproveitando a janela partidária. Em 2016,...

Opositores ganham força em Barra

adilson gon�alves 400 curtinha   Grupos de oposição estão ganhando "musculatura" em Barra do Garças, numa expectativa otimista de derrotar o candidato apoiado pelo prefeito Beto Farias (MDB), o atual vice Wellington Marcos, que está filiado ao DEM. Wellington é considerado nome "pesado"...

Cuiabá já conta com 10 "prefeitáveis"

paulo grando 400 curtinha novo   Dez partidos já possuem um ou mais pré-candidatos a prefeito de Cuiabá. E a "inflação" de nomes tende a aumentar empurrada pela necessidade de sobrevivência dessas legendas, que, lançando nome à majoritária, ajudam seus candidatos a vereador na busca por...

Apoio de Bolsonaro é aposta de França

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto) segue cheio de esperanças do apoio de Bolsonaro a seu nome como pré-candidato a prefeito de Cuiabá. Entre o sim e o não, preferiu seguir o calendário eleitoral e se afastar da apresentação do seu tradicional programa de TV Resumo do Dia, de...

Adin contra nomeação em Cáceres

angelo audicom 400 curtinha   Presidida por Ângelo Silva de Oliveira (foto), a Audicom-MT, entidade que congrega auditores e controladores internos dos municípios do Estado, ingressou com Adin no Tribunal de Justiça, pleiteando liminar para, assim como ocorreu em Rondonópolis, também derrubar uma lei em vigor...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.