Legislativo

Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 09h:56 | Atualizado: 15/05/2019, 17h:41

VIROU PÓ

Deputado sai em defesa de Moro e alega que senador faz palanque de revanchismo

Arquivo

Bolsonaro e Moro

Presidente Jair Bolsonaro revelou acordo para indicar ex-juiz Sérgio Moro para o Supremo

O deputado Silvio Fávero (PSL) rebateu as críticas de senador Jayme Campos (DEM) sobre a declaração do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de que o ministro da Justiça Sérgio Moro teria aceitado o cargo em função de indicação ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Jayme disse esta semana que o acordo fez o ex-juiz virar “pó”.

“Não há nada de ilegal quanto à afirmação do presidente em desejar ver Sérgio Moro como ministro do STF. A possível escolha do honrado ministro Moro para uma vaga no STF é de livre indicação do presidente Bolsonaro e deverá ser chancelada pelo Senado, considerando a capacidade técnica e histórico digno de Sérgio Moro”, disse o deputado em nota.

Silvio questiona qual é acusação de Jayme quanto à capacidade técnica e reputação ilibada em relação ao ex-juiz. “É importante que o senador Jayme exponha, com mais clareza, seu descontentamento contra o ministro Moro, que aponte os deméritos ou algo que desabone a imagem do homem da Lava Jato”.

Marcos Lopes

Silvio Favero

Deputado Silvio Fávero pede que Jayme seja claro nas suas colocações e critica postura

Na opinião do parlamentar, Jayme está fazendo ilações irresponsáveis e transformando o fato em um “mero palanque de revanchismo e frustração política, estritamente pessoal”.

Neste sentido, Fávero relembra que o senador votou contra a permanência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) junto ao Ministério da Justiça.

“A população precisa saber que este órgão é aquele que investiga movimentações financeiras suspeitas, movimentações criminosas, desvios de dinheiro público, bem como lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Jayme, em sua resposta, disse que não se importa com a opinião, segundo o próprio senador, de meia dúzia de gente sem ter o que fazer, como se os críticos fossem pessoas desocupadas e ignorantes”.

A possível escolha do honrado ministro Moro para uma vaga no STF é de livre indicação do presidente Bolsonaro

Silvio Favero

Silvio diz ainda que Moro se tornou herói nacional por sua “coragem, capacidade técnica e honra”, e que em outubro de 2018, durante a campanha eleitoral, o então candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro declarou em entrevista ao SBT, que a intenção seria indicar um nome com o mesmo perfil do então juiz Sérgio Moro para o STF.

“E, na ocasião a população chancelou tal sugestão do Bolsonaro, elegendo-o como presidente do Brasil. Então, o Sérgio Moro não será simplesmente uma escolha do presidente Bolsonaro; Moro já foi escolhido ministro do STF pela própria população em outubro de 2018. Portanto, não há surpresa nenhuma nessa fala de Bolsonaro, ressalvado o fato do senador desconhecer tal declaração de Bolsonaro”.

Em reportagem de O Globo, o presidente Bolsonaro declarou que o convite de Moro para ser ministro da Justiça seria condicionado pela indicação à vaga no STF em 2020, quando aposentará o decano Celso de Melo.

Confira, abaixo, a íntegra da nota

  • Em respeito aos mato-grossenses, em especial aos eleitores do presidente Jair Bolsonaro, decidimos emitir uma nota em resposta às últimas declarações do Senador Jayme Campos:
  • Jayme acusou Jair Bolsonaro e Sérgio Moro de práticas, segundo o senador, “não republicanas” quanto a possível nomeação do ex-juiz e atual Ministro da Justiça para Ministro do STF na vaga que deverá ser aberta com a aposentadoria de Celso de Mello.
  • Pois bem, vamos pontuar de forma didática uma resposta a essa acusação absurda do senador de Várzea Grande contra o Presidente da República e ao Ministro da Justiça.
  • Não há nada de ilegal quanto à afirmação do Presidente em desejar ver Sérgio Moro como Ministro do STF. A possível escolha do honrado ministro Moro para uma vaga no STF é de livre indicação do Presidente Bolsonaro; e deverá ser chancelada pelo SENADO FEDERAL, considerando a capacidade técnica e histórico digno do Sérgio Moro.
  • Jayme Campos, qual a acusação quanto à capacidade técnica e reputação ilibada em relação ao ex-Juiz Sérgio Moro? É importante que o senador Jayme exponha, com mais clareza, seu descontentamento contra o Ministro Moro, que aponte os deméritos ou algo que desabone a imagem do homem da Lava Jato!
    Se o Jayme acredita que o Ministro do Governo Bolsonaro não seja um homem honrado, jurista técnico e honesto, então que coloque seu ponto de vista e apresente isso a toda população; ao invés de fazer ilações irresponsáveis e transformando o fato em um mero palanque de revanchismo e frustração política, estritamente pessoal.
  • Há poucos dias o senador Jayme votou contra a permanência do COAF junto ao Ministério da Justiça de Sérgio Moro. A população precisa saber que este órgão é aquele que investiga movimentações financeiras suspeitas, movimentações criminosas, desvios de dinheiro público, bem como lavagem de dinheiro e evasão de divisas*. Jayme surpreendeu quando respondeu a população que repudiou, em sua maioria, o seu voto contra o Sérgio Moro; o Senador Jayme, em sua resposta, disse que não se importa com a opinião, segundo o próprio senador, de “meia dúzia de gente sem ter o que fazer”, como se os críticos fossem pessoas desocupadas e ignorantes.
  • Façamos qualquer consulta pública, e não há a menor dúvida de que Sérgio Moro se tornou um herói nacional por sua coragem, capacidade técnica e honra.
  • No dia 16 de outubro de 2018, durante a campanha eleitoral, o então candidato a presidente da República Jair Bolsonaro declarou, em entrevista ao SBT, que a intenção seria indicar um nome com o mesmo perfil do Juiz Sérgio Moro para o STF. E, na ocasião a população chancelou tal sugestão do Bolsonaro, elegendo-o como presidente do Brasil. Então, o Sérgio Moro não será simplesmente uma escolha do Presidente Bolsonaro; Moro já foi escolhido Ministro do STF pela própria população em outubro de 2018. Portanto, não há surpresa nenhuma nessa fala de Bolsonaro, ressalvado o fato do Senador desconhecer tal declaração de Bolsonaro.
  • Aonde estava o histórico Senador Jayme Campos quando o ex-presidente Lula (atualmente preso por crimes de corrupção) indicou Dias Toffolli para o STF, que era advogado do PT e amigo pessoal de Lula; aonde estava o senador Jayme quando Dilma indicou Roberto Barroso ao STF, um homem declaradamente contra os valores da família, a favor da legalização de drogas e do aborto?
  • Silvio Fávero
    Deputado estadual e Líder do PSL na ALMT

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • ronaldo araujo | Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 11h55
    0
    0

    O próprio Bozo falou que ele e o ex juiz tinha um acordo a parte do bozo, era indicar moro para o supremo, agora a duvida e qual era a parte do Moro?

  • MOSSUETO | Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 15h18
    11
    0

    Toda essa bravata deste senhor, é preocupação com os seus atos no passado e ter que um dia ter que sentar frente-a-frente com o juiz Sergio Moro, então gente desse nível, para ele, não serve para ocupar cargos dessa importância, pois colocaria os seus interesses em risco.

  • Revoltados | Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 14h22
    12
    2

    Muito boa a resposta do deputado Silvio Favero. O senador Jaime Campos e da velha política Acostumado com a barganha. Fez sua fortuna como ? Quem e ele p nos chamar de desocupados. Talvez ele deva olhar melhor ao seu redor Votei nesse senhor. Me arrependo ate o ultimo fio do meu cabelo. Ele deveria lavar a boca antes de falar dó Sergio Moro. E antes de compar o Brasil com outros paises da Europa onde a corrupção e menor Falou 💩💩💩

  • Cidadao Mato Grosso | Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 13h29
    12
    2

    Perfeita a resposta dada às verborragias do senador Jaime Campos. Parabéns Sivlio Fávero, me representa

Matéria(s) relacionada(s):

DEM foca projeto pra eleger vereador

beto 2 a 1 400 curtinha   O secretário de Governo do Estado, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), fez uma leitura racional sobre o que representa o DEM na Capital. Novo presidente do diretório municipal, ele está ser articulando para formar uma chapa forte de candidatos a vereador, inclusive tenta atrair lideranças de...

Morre o diretor do SAAE de Chapada

arison albernaz 400 curtinha chapada   Morreu nesta segunda, em acidente automobilístico, o diretor-geral do Sistema de Água e Esgosto de Chapada dos Guimarães (SAAE), Aryson Augusto Adriano Albernaz (foto), de 27 anos. Ele dirigia o veículo Golf, de cor prata, pela recém-asfaltada MT-020, que liga o...

Fabio diz vencer "homem do paletó"

fabio garcia 400 curtinha   Na reunião do DEM na 5ª, no gabinete do presidente da AL, Eduardo Botelho, com presença de oito integrantes da cúpula (Jayme, Júlio, Botelho, Fabinho, João Celestino, Beto, Cesar Miranda e Domingos Sávio), Fábio Garcia (foto), que provocou a maior crise ao mudar...

Morre presidente do Grupo Barralcool

petroni barralcool curtinha 400   Morreu neste sábado, em Cuiabá, aos 88 anos, o diretor-presidente do Grupo Barralcool, João Nicolau Petroni (foto). Ele foi um dos pioneiros no setor sucroenergético do Estado e o primeiro presidente do Sindicado das Indústrias Sucroalcooleiras de MT (Sindalcool). Era...

Abracrim cita arbitrariedade na SESP

michelle marrie abracrim curtinha 400   Michelle Marrie (foto), presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas do Estado, contesta a nota em Curtinhas entitulada "Secretário, Abracrim e saia-justa", sobre o fato de uma advogada ter se infiltrado na coletiva à imprensa concedida pelo...

Governo monitora crise na segurança

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro monitora de perto a crise instaurada no setor de segurança devido à operação desencadeada na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, para acabar com regalias de presos "da pesada", que comandam o crime organizado de dentro das celas. Houve...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.