Legislativo

Domingo, 19 de Janeiro de 2014, 08h:59 | Atualizado: 19/01/2014, 09h:08

MEIO AMBIENTE

Deputado vê equívoco na análise de estudo e relatório sobre impactos

Widson Maradona

dilmar_deputado.jpg

Deputado Dilmar Dal Bosco, que foi o relator da CPI das PCHs, defende análise junto à Sema de EIA e RIMA no seu conjunto e não em projeto individualizado

O relator da CPI das PCHs na Assembleia, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), acredita que é equivocada a forma como são feitos o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto do Meio Ambiente (RIMA) pelos empreendedores e a secretaria estadual de Meio Ambiente, para construção de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). Para ele, o impacto ambiental tem que ser realizado em conjunto. “O Estudo tem que ser em sua totalidade, e não de PCH por vez”.

Dilmar se refere ao laudo técnico do Ministério Público que apontou que o EIA e Rima foram desrespeitados pelo empreendedores, assim com a construção de mais 10 PCHs em Mato Grosso que irão acarretar danos irreparáveis. As novas centrais hidrelétricas são instaladas em Tesouro, Guiratinga e Alto Graças, no sul do Estado, atingindo o rio Garças. O MP garantiu ainda que a fauna e a flora do rio vão ser extintas. “Se for construído sem o estudo adequado vai acontecer igual nos rios Juruema e Teles Pires”, completa o parlamentar.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), incluindo as 10, o Estado passará a ter 18 PCHs. Hoje já existem 8 que estão em funcionamento. Destas, 2 estão situadas em Novo Mundo, 2 em Santo Antônio do Leverger e cada uma nos municípios de Alta Floresta, Campo Novo dos Parecis, Nova Maringá e Nova Monte Verde.

Apesar da CPI das PCHs ter objetivo de investigar o favorecimento de licenças ambientais, o deputado afirma que o relatório final trouxe benefício para os construtores e o Estado. Dilmar ressalta que hoje o empreendedor tem que repor uma área de compensação àquela que foi danificada pelas pequenas hidrelétricas e fazer o remanejamento florestal. “Essas determinações contribuem para o Estado”, enfatiza.

O documento aprovado pela Assembleia no ano passado obriga ainda a construção de eclusas, que facilita o transporte hidroviário. “Esse tipo de transporte (hidroviário) é o mais econômico”. Dilmar explica que os governos federal e estadual não investem em programas de energia sustentável, como a Solar. “Se não repersarmos a forma de investir em energia sustentável, a nossa fauna e flora vai acabar”, lamenta. As PCHs podem fornecer energia de 3 megawatts/hora a 30 magawatts/hora. Segundo Dilmar, o valor da construção varia de acordo com a capacidade de geração de anergia. Pode custar de R$ 3 milhões a R$ 100 milhões.

Construção de PCHs trará prejuízos

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Luiz Blanco | Domingo, 19 de Janeiro de 2014, 22h37
    6
    2

    Dilmar Dal Bosco está fazendo lobby para as usinas do Prata em Jaciara, eo MP não faz nada , já fora avisados

  • Zé Poxoréo | Domingo, 19 de Janeiro de 2014, 11h15
    5
    2

    Dá nada não, tá tudo dominado, é só fazer como foi feito nas anteriores, constrói depois vai empurrando com a barriga para legalizar as licenças. É assim que funciona as coisas aqui em nosso mato grossão sem porteira!

  • Lupercio Amorim | Domingo, 19 de Janeiro de 2014, 10h20
    7
    2

    Quem é Dilmar Dalbosco na ordem do dia pra contestar qualquer coisa, depois da celeuma criada por ele e seus assessores através da FRENTE PARLAMENTAR DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA em um processo de reintegração de posse na região do Coxipó Mirim? Conseguiram confundir a justiça por algum tempo com estudos equivocados. Os deputadosda AL MT deveriam escolher melhor seus assessores e técnicos!

MDB em clima de racha em Tangará

joao jose 400 curtinha   Em Tangará da Serra, o MDB enfrenta racha. O prefeito Fabio Junqueira, com apoio de filiados históricos, quer lançar à sucessão municipal o seu secretário de Infraestrutura e antigo gestor do Serviço de Água e Esgoto, Wesley Lopes Torres, sobrinho do ex-vereador Daniel...

Advogados disputam cadeira no TJ-MT

andre pozetti 400 curtinha   É extensa a lista de advogados que estão se movimentando, nos bastidores, para a cadeira vitalícia de desembargador do Tribunal de Justiça, sob indicação do Quinto Constitucional da OAB/MT. Caberá ao Colégio de Conselheiros da Ordem, composto por 33 advogados,...

Max insiste em ficar na 1ª Secretaria

max russi 400 curtinha   Max Russi (foto) ainda não desistiu de continuar na Primeira-Secretaria na próxima Mesa Diretora, mas, como possui menos apoio do que a emedebista Janaina Riva, deve mesmo ocupar outro posto, o de primeiro-vice-presidente. A eleição, que marcará a reeleição de Botelho na...

Deputados criticam membros da CCJ

elizeu nascimento 400 curtinha   Membros da CCJ da Assembleia, especialmente o presidente e o vice, respectivamente, Dilmar Dal Bosco e Sebastião Rezende, foram bastante criticados pelos colegas em sessão nesta quarta. Deputados como Thiago Silva, Wilson Santos e Elizeu Nascimento (foto) disseram que a Comissão, uma das mais...

Testemunhas pra protelar investigação

camila silva 400 curtinha   Os vereadores poconeanos Camila Silva (foto), do PP, e Ademir Zulli (PTB) usaram de uma estratégia jurídica para protelar, ao máximo, a conclusão dos trabalhos da recém-criada Comissão de Investigação e Processantes (CIP) para apurar denúncia de quebra de...

Luta de Misael e asfalto no Despraiado

misael galvao curtinha 400   O presidente da Câmara da Capital, Misael Galvão (foto), está comemorando uma vitória suada: a retomada das obras de pavimentação em toda extensão das ruas Afonso Pena e Oswaldo Correa, no bairro Despraiado. Ele fez várias indicações para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.