Legislativo

Segunda-Feira, 09 de Setembro de 2019, 17h:02 | Atualizado: 09/09/2019, 17h:07

PALANQUE

Editor do The Intercept desafia Medeiros a provar acusação de "compra de mandato"

Reprodução

Leandro Demori

Post do jornalista Leandro Demori, editor do site The Intercept no Twitter, em que desafia do deputado José Medeiros

O jornalista Leandro Demori, editor do site The Intercept Brasil, desafiou o deputado federal José Medeiros (Podemos)  a mostrar as provas de que o veículo tenha sido usado para “comprar o  mandato”  do psolista Jean Wyllys.  Isso porque, nesta terça (10), vai participar de debate na Câmara dos Deputados sobre as reportagens da Vaza Jato que denunciam o suposto conluio entre o ex-juiz Sérgio Moro e os procuradores da força-tarefa Lava jato, coordenada por Deltan Dallagnol, para prender o ex-presidente Lula (PT).

Ocorre que em junho, Medeiros enviou ofício para a Procuradoria Geral da República (PGR) e para a Polícia Federal (PF) solicitando investigação sobre uma possível “venda de mandato” do ex-deputado federal Jean Wyllys para o então suplente David Miranda, ambos do PSOL do Rio de Janeiro.

A justificativa de Medeiros seriam as reportagens do site The Intercept sobre a Vaza Jato. Para o parlamentar, o fato de o editor do site Glenn Greenwald ser casado com David Miranda, não seria “coincidência do destino”.

Medeiros diz que Greenwald teria conseguido as informações por meio de um hacker e que o Brasil pode estar sendo vítima de espionagem internacional.

Em janeiro, Wyllys renunciou o mandato como deputado federal pelo Rio de Janeiro e deixou o país alegando sofrer ameaças de morte. Em seu lugar, assumiu o suplente, David Miranda.

Além de Medeiros, Leandro Demori estendeu o desafio para outros bolsonaristas que atacaram o The Intercept. A lista inclui Joice Hasselmann (PSL-SP), líder do governo Jair Bolsonaro (PSL),  Felipe Barros (PSL-PR), Carla Zambelli (PSL-SP). Entre outras coisas, os parlamentares defenderam a prisão da equipe do site e até mesmo a deportação de Glenn Greenwald, que é norte-americano.

Ao , Medeiros declarou que não vai comparecer ao debate. Segundo ele, Leandro Demori é suspeito de comenter crimes e tem a estratégia de usar a Câmara como palanque. "O chefe dele [Glenn Greenwald] já esteve aqui e não respondeu nada. Não vou dar palanque para suspeito de comenter crimes. Estou fora", declarou.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Elias | Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019, 13h38
    0
    0

    Va trabahar

  • Jurema Lima | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 12h20
    1
    4

    Esse Medeiros é um puxa saco e fanfarão

  • Xai | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 10h12
    1
    4

    O ônus da prova é de quem acusa, senão é calúnia!

  • Jair | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 10h06
    2
    0

    FRAUDAR ATA TBM NAO SERIA UM CRIME NOBRE DEPUTADO..?

  • Paulo Menezes | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 09h11
    5
    3

    Comportamento normal dessa turma, falam o que querem, mas na hora de ficar cara a cara correm. Não passam de covardes.

  • Eleitor | Segunda-Feira, 09 de Setembro de 2019, 21h00
    12
    9

    O cara escreveu que o deputado pediu investigação, e aí pede provas, ora quem pede investigação não tem provas tem suspeita se tivesse provas pedia a prisão não investigação. Eita Brasil tão querendo fazê-lo um país sem lei em nome Duma dita liberdade de expressão e de imprensa ou sigilo da fonte.

  • Joaquim Alves | Segunda-Feira, 09 de Setembro de 2019, 20h12
    16
    12

    Para ser deputado devia ter que fazer exame de sanidade mental. Assim, evitaria envergonhar a população...

  • ronaldo araujo | Segunda-Feira, 09 de Setembro de 2019, 17h39
    15
    11

    Esta com medo deputadinho de ocasião ou tem receio de ser perguntado da ata fraudada?

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.