Legislativo

Segunda-Feira, 28 de Dezembro de 2009, 19h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Articulação

Elismar e Nico "driblam" escola e prosseguem como DAS

Nico BaracatElismar Bezerra   O ex-secretário de Estado de Educação e professor Elismar Bezerra não quer nem saber de enfrentar sala-de-aula, assim como o ex-deputado e ex-vice-prefeito de Várzea Grande Nico Baracat se distancia do cargo de assistente administrativo da escola Couto Magalhães, de Várzea Grande. Ambos ingressaram com pedido de prorrogação de cessão para prosseguirem em 2010 em cargos que rendem melhor remuneração e menos trabalho. A pasta da Administração já deferiu os dois pedidos. Elismar continua lotado no gabinete do deputado Percival Muniz (PPS). Recebe pela Assembleia.

   Filiado hoje ao PPS, Elismar ganhou projeção nos anos 1990, quando presidiu o Sintep, que congrega servidores da Educação, maior categoria do funcionalismo público do Estado. Depois virou governista de carteirinha. Primeiro, assumiu a pasta da Cultura na gestão Dante de Oliveira. Depois foi secretário de Trânsito e Transporte Urbano de Cuiabá (SMTU) da gestão Wilson Santos e de Educação de Várzea Grande, no primeiro mandato do prefeito Murilo Domingos. Teve também uma passagem "relâmpago" pelo gabinete do vereador cuiabano Ivan Evangelista e, desde o início deste ano, o ex-sindicalista dá expediente no gabinete de Muniz.

   Membro da Executiva regional do PMDB e derrotado a prefeito de Várzea Grande no ano passado, Nico Baracat é outro servidor efetivo do Estado em desvio de função há vários anos, graças as suas articulações políticas para ocupar cargo comissionado. Ex-deputado, ele ganha quase R$ 12 mil mensais de pensão do extinto Fundo de Assistência Parlamentar (FAP) e quase R$ 5 mil como assessor parlamentar do colega peemedebista Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB). Para não voltar à função de origem, de assistente de administração da Seduc, Ernandy Maurício Baracat de Arruda apresentou pedido para continuar no cargo DAS na Assembleia. Os secretários Geraldo de Vitto (Administração) e Ságuas Moraes (Educação) deferiram o pleito.

   Outros casos

   Outros servidores estaduais aproveitaram os últimos dias deste ano para garantir a permanência em outros cargos no exercício de 2010. Juci Alves de Arruda e Mariza Helena Morais deixaram, por exemplo, os cargos de técnicos da área instrumental do governo da pasta do Planejamento para atuarem na Agecopa. Os atos que liberam os dois para a autarquia que cuidará dos projetos relacionados à Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá têm validade até 30 de novembro do próximo ano.

   Alba Valéria Gomes de Melo Via conseguiu prorrogar sua permanência na secretaria estadual de Saúde. Assim, não precisa voltar em 2010 à cadeira de professora. Outro professor que também "dribla" a sala-de-aula é Anibal de Alencastro, que continuará na secretaria de Cultura do Estado, assim como Arinice Benedita de Figueiredo, que garantiu sua permanência em Brasília, onde atua no Escritório de Representação de Mato Grosso.

   Assis Frizon é professor de Educação Básica do Estado, mas conseguiu autorização para atuar no próximo ano na Prefeitura de Paranaíta. O técnico de desenvolvimento econômico e social Ciro Gomes de Freitas prossegue lotado na secretaria estadual de Meio Ambiente. Cleodenise Bernardes Garcia da Silva também continuará fora da sala-de-aula, pois conseguiu "carimbo do passaporte" para se manter na pasta da Fazenda. Denise Maria Karnec Cappellari foi mais longe. Assegurou o afastamento dos quadros de professora da escola estadual Lúcia Borges Maggi, em Vila Rica, para atuar a serviço do governo de Tocantins. Maria de Lourdes Freitas deixou também a escola Lucinda Fachini, em Diamantino, para trabalhar na Prefeitura de Franciscópolis (MG). Marilene de Almeida Oliveira, professora em Sorriso, está a serviço do governo de Rondônia.

   O professor Erenídio Gonçalves da Silva e o técnico administrativo educacional Ezequiel Alves vão permanecer na Prefeitura de Pontes e Lacerda. O também professor Gabriel Vasconcelos de Abreu se mantém lotado como DAS na Prefeitura de Sinop. Outros professores em desvio de função são José Mar Armigliatto, Luiza Pereira e Lúcia Moreira de Almeida, que atuam na secretaria estadual de Cultura. A servidora Maria Aparecida Oliveira de Souza não voltará ao posto de apoio administrativo educacional profissionalizado, pois garantiu a prorrogação de sua cessão no Detran.

   Nadia Maria Boabaid deixou a sala-de-aula da escola Hélio Pimenta de Arruda, em Várzea Grande, para trabalhar com melhor salário na secretaria estadual de Saúde, assim como Nilma da Cunha Godoi, que está em cargo DAS na Educação. Paulo Roberto de Carvalho Berigo, efetivo como técnico administrativo educacional, integra os quadros de DAS da secretaria estadual de Infraestrutura, assim como o professor Roberto Nepomuceno dos Santos, que está no Intermat.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Antonio Carlos Cuiabano | Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 17h30
    0
    0

    Gostaria de dizer uma coisa, lugar de professor é na sala de aula... o engraçado é que a Seduc esta abarrotada de apradrinhados que tem pavor da sala de aula... e o SINTEP não se manifesta pois a caterva petista esta no comando da pasta... Esses que detonaram outras administrações fazem hoje a mesma coisa e talves até pior. Elismar e Nico por serem politicos rapinas, vão continuar assim até a aposentadoria... sempre como fantasmas... e o povo vai pagar a conta.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...